Rocambole de Bombocado – Promoção União 100 anos

O primeiro livro de receitas que eu me lembro de ter visto na vida foi um do açúcar União, na casa da minha avó.

Quando passava o dia lá, eu ficava horas e horas folheando o livrinho, admirando as lindas fotos de doces e lendo as receitas – eu sei, olha como eu era uma criança fácil de entreter… :)

O mais interessante desse livro é que cada receita tinha sido mandada por uma consumidora, e abaixo do título vinha o nome completo e o endereço da dona de casa sortuda que tinha conseguido publicar seu docinho de família pra todo o Brasil.  Minha imaginação voava – lia todos os nomes, checava se morava perto, longe, em outra cidade, inventava quantos filhos ela tinha, até a cor do avental.

O tempo passou e um dia minha avó me deu o livrinho de presente – as receitas continuam ótimas, e vira e mexe eu me pego de novo olhando as fotos e imaginando qual a próxima receita que eu vou fazer (porque agora não preciso mais de ajuda pra acender o forno, né?)

Fiquei super feliz quando o pessoal do açúcar União entrou em contato comigo para contar que estão lançando um novo livro, resgatando as melhores receitas das publicações antigas e com muitas receitas novas, para comemorar os 100 anos da empresa. Quer saber como conseguir o seu?

A União está completando 100 anos e a comemoração vai ser uma delícia!
Preparamos um livro muito especial, com 100 receitas de dar água na boca. Todas elas resgatam memórias muito queridas, escolhidas com carinho.
E como não podia deixar de ser, acrescentamos uma pitada de receitas inéditas, para construirmos juntos as próximas lembranças.
Para conseguir o seu é fácil, junte os códigos de barras de dois produtos União diferentes, e com mais R$ 9,99 o livro é seu: basta trocar com uma revendedora Avon.
A festa vai começar e você é parte dessa história.
UNIÃO 100 anos.

http://www.ciauniao.com.br/promocoes

***


Aproveitei a oportunidade e fiz uma receita que estava de olho faz muito tempo, do livrinho da minha avó – esse rocambole de bombocado é absolutamente delicioso, de textura delicada e fácil de fazer. Eu usei coco ralado fresco, que fica mais gostoso ainda, mas pode usar coco de pacotinho que também dá certo.

Rocambole de Bombocado ( do livro 200 receitas do Açúcar União)

“Receita enviada por Da. Márcia Maria Zimpeck, residente na Rua General Glicério,  Santo André, S. P.”

Ingredientes:

  • 6 ovos grande (ou 7 pequenos)
  • 500g de açúcar União
  • 1 colher de sopa rasa de farinha de trigo pura
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 coco pequeno ralado (ou 2 pacotinhos de coco seco)
  • 100g de queijo parmesão ralado

Modo de fazer:

Unte uma assadeira de 30X40cm com manteiga, forre com papel manteiga, unte novamente e polvilhe bem com açúcar. Preaqueça o forno a 180°.

Bata as 6 claras em neve e junte as gemas, sem parar de bater. Adicione os demais ingredientes e misture levemente. Despeje a massa na assadeira e leve ao forno até dourar (para mim levou mais ou menos 25 minutos).

Desenforme sobre um pano úmido bem torcido e polvilhado com açúcar e enrole como rocambole, com o auxílio do próprio pano (ainda quente). Deixe esfriar, corte as pontas e sirva.

* Este post foi patrocinado pela União

About these ads

Comments

  1. Gente, me identifiquei muito com esse teu post!
    Aproveito a oportunidade pra deixar um recadinho, já que sempre leio tuas receitas mas nunca comento. Parabéns pelo blog, é o meu preferido! As fotos fazem TODA a diferença! Fazia exatamente isso que você falou, na casa da minha avó… as receitas com fotos eram as melhores. Ficava com vontade de fazer todas. E lembro que o livro tb trazia os dicas dos benefícios do açúcar, hoje visto como vilão das dietas.
    Lembro de um outro livrinho que minha mãe tinha, da Maizena. Passava tardes e tardes lendo as receitas, adorava!!!
    Beijos

  2. Caraaaaaaaaca (em bom carioquês! rs)
    Eu fazia e-xa-ta-men-te a mesma coisa com o mesmo livro!!!!!!!!!! (que era, era não, é da minha mãe)
    Sempre gostei muito de ler (e de comer) e ficava viajando nas receitas e nos nomes das senhorinhas!
    Muito bom!
    Me aproveitei do gosto pela leitura e hoje sou Historiadora, não fui pro lado gastronômico por pura falta de talento! rsrsrsrsrsrs! Mas continuo gostando de comer, o que me faz visitar sempre o seu blog e ficar babando com as receitas e a sua maneira bem humorada de apresentá-las!
    Muitos, muitos beijos pra ti!
    Lu

  3. Minha mãe tinha vários destes, ela sempre preparava algo em casa, tb passava horas lendo as receitas, as vezes tentava fazer alguma, minha mãe ajudava, claro, vc pode imaginar a minha felicidade qdo dava certinho.
    Depois que ela descobriu que tinha diabetes, deu os livros, fique sem as receitas que jurava que faria …
    Já estou atrás de alguém que revenda avon para garantir esse livro.
    Essas receitas de antigamente são ótimas, preparar é quase uma viagem no tempo.
    Seu rocambole está lindo, como o blog todo.
    Parabéns.

  4. Humm, que rocambole maravilhoso! Bem fofinho e bastante recheado, e a receita super prática! Bjs

  5. Ficou lindão, hein, Paula? E eu ADORO tudo com coco… :D

  6. Minha mãe tinha um livro de receitas, escrito à mão, com figuras recortadas de antigas revistas. Adorava folheá-lo.
    Fiquei meio na dúvida, quanto a receita: pareceu tão fácil!…
    O aspecto molhadinho lembra rocambole recheado, mas vi que os ingredientes são todos misturados, juntos. É assim, mesmo?
    Eu não gosto de nada muito doce. É preciso toda essa quantidade de açúcar?

    • thecookieshop says:

      Oi, Laély
      Esse rocambole é “auto-recheativo”, porque a massa se separa em duas partes, uma cremosa e uma mais sequinha.
      Eu fiz a receita igualzinha às instruções do livro, mas quando eu for fazer de novo pretendo diminuir a quantidade de açúcar também – acho que 400g seriam suficientes, sem comprometer a textura.

      bj

  7. Que aspecto guloso!! Deu-me uma vontade de ter aqui uma fatia para o lanche. :)
    Beijinhos

  8. Ou seja, é um rocambole que já sai do forno recheado :) Será que a dona da receita ainda é viva?

  9. Paula.
    Somos de gerações diferentes, mas quanta identificação.
    Sabe que quando eu estava (acho que no primário) já nem sei mais como se chama,eu já possuia uma cômoda (5 gavetas) com enxoval.Era um parque de diversão quando minhas amigas vinham em casa, todas queriam ver.Sabe como é neta de italianos,fartura,exageros…,enfim.Nem sabia se eu casaria.Mas foram bem utilizados(enxoval),pois sou casada e tenho 2 filhos maravilhosos.E no meu de tudo,muitos livros de receita União,calendário com receitas Maizena,e claro coleção Bom Apetite.
    Pequena já curtia essa “literatura”.Cresci no meio de panelas, festas, brigadeiros,tudo (claro) feito por nós.
    Por sinal tenho mais do que (repetidos) de alguma edição,pois foram doados pela minhas 2 avós fofas.
    Ufa……Me empolquei como post.
    PARABÉNS PAULA querida.
    Bjs
    Rosana

    http://ateliededocesrosanaxavier.blogspot.com

  10. Logo que me casei, passei uns três meses no sítio da minha família. Durante os dias, sozinha lá, eu e os bichos , peguei os 3 volumes do açúcar União, que tenhoaté hoje, e fiz quase todas as receitas. Lá aprendi a sfazer os alfenins, vários biscoitos e o camafeu com o foundant…Delicioso rocambole! Um beijo!!

  11. Eu dei uma olhada geral no seu blog e adorei!
    O rocambole parece delicioso!
    E interessante como os livros da Uniao sao maravilhosos, nao e’ mesmo?
    A minha Mae colecionou todos os livros da Uniao para mim, e esses sao os livros que eu “carreguei” comigo quando mudei para os EUA ha 25 anos atras, e que, e’ logico, tenho comigo ate hoje.
    As minhas amigas adoram olhar as fotos das sobremesas mais deliciosas do mundo.
    Muito obrigada por todas as receitas que voce coloca no seu blog.

  12. A câmera poderosa tá fazendo a diferença, heim???
    Que fotos lindas, cara! Adorei!
    E li o comentário de alguém falando do calendário da Maizena, eu tenho um desses tb!!!
    E tinha um que era tipo uma moldura, não sei como descrever… A gente tinha que ir puxando a parte interna pra receita aparecer na janelinha, tu lembra desse?? hahahaha
    Bjo, sua linda!

  13. Celia Regina Freitas says:

    Paula
    Tenho uma coleção dos livros da União que minha mãe trocou os sacos de açúcar. São 4 volumes. Outro que se chama ” Doces &Salgados – Secos&Molhados”. Ele deve ser bem antigo, porque o Centro de Cursos de Culinária da União era na Oscar Freire 1463.
    Tem mais de 20 anos. Comecei a fazer muitas coisas na cozinha através destes livros, que guardo até hoje com muito carinho.
    Que bacana você estar dentro de um novo projeto da União. Aguardo com ansiedade este novo livro.
    Beijos
    Celia Regina (das caixas)

  14. Oi, adoro o seu blog.
    Você ensina ou tem apostilas dos seus biscoitos?
    Beijo.

  15. Quanta coincidencia nesse post. Nostalgia boa! Tambem tinha muita curiosidade sobre as autoras das receitas. Minhas primeiras tentativas em preparar doces foram com receitas dos livros da Uniao. Ja vou pedir pra minha irma em SP conseguir para mim o livro dessa promocao.
    Esse rocambolo deve ser tudo. Me lembra um rocambole de um restaurante portugues.
    Well done Paula.

  16. Eu tô chocoda! A gente muda de endereço, mas os receituários são os mesmos… o livro da União, o calendério da Maizena, minha mãe tem tudo lá guardadinho! Cris, esse da Maizena que é tipo uma moldura, a minha mãe também tem.. eu já fiz muito o bolo de chocolate que tem lá quando eu não podia tomar leite, hahahah

    Sabe o que eu mais gosto nesses livros antigos? É ver o quanto as receitas não eram exatas, rsrss.. adoro quando tem assim: “um prato de nozes moída”, hahaha Qual prato?

    Amei o post, a receita e principalemente as fotos.. Arrasou!

    Bjus

  17. Oi Paulinha

    Sabe eu tenho a maioria dos livros do açúcar Uniao,
    eles ficam em destaque, como diz meu marido, até atrapalham.
    Qdo o acumulu predilto é transferido para outro canto, a tranqueira antiga da Uniao (como fala ele) vai junto, misturado com livros modernos.
    El fala para meu filho: Sua mãe é encananda com essa velharia.
    Sao meu xodo.

    Os livros foram encapados com plastico transparentes para sobreviverem a folheação.

    Em cada contra capa, tem uma lista de receitas que fiz a mão a caneta, que preciso fazer, que tem receita que tem foto so que a receita escrita esta em outro canto, os livros antigos sao uma caça so…
    As que li e fiquei na vontade de assar, estao lá,
    bem registradas para fazer.

    Acredita que registrei este Bombocado.

    Vc fez que bacana!

    Agora eu vou fazer também,
    que se lendo sem foto meu deu agua na boca
    vendo a sua foto é irresistivel!

    Gosto muito das suas ideias
    Sou apaixonada pelo os Bonecos de Batata de Ovo de Pascoa que vc criou
    Toy Story.

    Eu tenho 2 sobrinhos pequenos loucos pelo Toy Story,
    esta nos meus planos, nao sei se consigo realiza-los vou tentar
    mas eu estava a fim de dar para eles eles na ceia de natal,
    eles iriam ficar louquinhos. A tia aqui iria estraga-los um pouquito mais…

    Calro que se eu fizer, pretendo fotografar e registrar seus merecidos creiitos.
    No fundo eu quero o Boneco de Batata de Chocolate é para mim mesmo.

    Pri

  18. Olá Paula, tudo bem?

    Adoro teu site e visito diariamente à procura de novas e deliciosas receitas!
    Hoje resolvi testar a receita do rocambole, segui todo o procedimento e fiz na forma correta, no entanto me parece que o meu cresceu demais e acabei não conseguindo enrolar ele do jeito que deveria ser. A mistura assou homogênea – os sólidos não desceram pro fundo da forma… Acabamos comendo como se fosse um bolo mesmo, e gosto ficou delicioso. Minha dúvida é:
    – as claras são batidas com ou sem açúcar? e depois que acrescento as gemas e bato na batedeira, o restante dos ingredientes (farinha, queijo, coco) devo incorporar à mão ou em baixa velocidade na batedeira?
    Muito obrigada pela tua atenção, gostaria muito de tentar a receita novamente e dessa vez poder enrolar o bolo conforme descrito.
    Abraço, LAura.

    • Oi Laura

      No meu eu bati as claras sem açúcar, só adicionei no final com os outros ingredientes (coco, queijo, farinha, manteiga) e misturei à mão, com uma espátula de borracha – a massa perdeu até um pouco do volume, ficou mais liquida nesse momento. Espero que dê certo da próxima vez!

      bj
      Paula

  19. Paula, tenho uma cunhada, portuguesa, excelente cozinheira, mas super ciumenta de suas receitas. Não gosta de dá-las a ninguém, talvez aos seus filhos, mas além disso, não adianta pedir. Há alguns anos atrás (já lá vão muitos), foi pra Portugual, com toda a família, meu irmão, seu marido, e os quatro filhos. Voltou com várias receitas e convidou-nos para um almoço, onde serviu de sobremesa, um pudim, chamado pudim molotof, conhece? É delicioso! Pedi a receita (àquela altura, não sabia do seu ciúme) e ela disse que era meio difícil de fazer seguindo receita, que ela precisaria fazer, para eu aprender melhor, mas escorregou quando tentei programar um dia, para que ela me ensinasse e ficou por isso mesmo.
    Folheando um dos livros do açúcar União que tenho em casa, eis que me deparo com a receita do dito cujo e resolvi fazer e atrevidamente, servir para o próximo almoço em família. Devo dizer que minha família é grande: somos 14 filhos, 30 netos e atualmente quase isso de bisnetos, perdi as contas. Mesmo àquela altura, já éramos muitos e para esses almoços, cada um leva um prato: entrada, sobremesa, prato principal, o que quiser, obedecendo um acordo prévio, claro.
    Quando ela foi colocar seu prato na geladeira, viu o pudim lá e perguntou quem tinha feito. Eu disse que tinha sido eu e ela nada respondeu. Ao provar o prato, declarou: – Está gostoso, mas não ficou igual! hahahah Posso lhe assegurar, modéstia às favas, que não deixou nada a desejar ao dela e já repeti a receita inúmeras vezes, sempre com muito sucesso. Certa vez levei de sobremesa para um almoço de Natal na casa da tia do meu marido e o marido dela, após assegurar que ninguém mais ia repetir a sobremesa, pegou o prato onde ela estava, comeu a última fatia e pediu licença, desculpas e lambeu a calda!!

  20. Oi Paula, já faz um tempo que visito seu site e vejo suas receitas maravilhosas, são todas maravilhosas e dá sempre vontade de fazer todas!! Mas temos que nos segurar não é rs. Bom vi essa receita do rocambole e resolvi fazer.. e é simplesmente perfeita!!! Acabou que deu certo de chegar visita em casa e ter essa sobremesa para servir, vc pode imaginar que não sobrou nada pro dia seguinte rs mas com certeza farei mais vezes. Muito obrigada por compartilhar com a gente suas dicas, receitas e idéias. Todo sucesso pra ti..

    Bjs
    Dani.

  21. Ola! Sou super fa do seu blog, assino e executo as receitas. Tudo e de excelente bom gosto.
    Hoje vou fazer pela segunda vez esta receita. Proxima vez q for ao Brasil com certeza vou faze-la uma visita e trocar boas ideias (e quem sabe receitas!).

    Abracos,
    Isolda

  22. Ola! Mais uma vez vou repetir esta receita com muita HONRA!
    Vou deixar aqui os meus parabens pelo blog mais lindo q conheco! Tudo e de excelente bom gosto. Um dia, voltando ao Brasil faco questao de visita-la!

    Sucesso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.006 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: