Meu encontro com Nigella Lawson

falando

Sim, é verdade, eu conheci a Nigella! Me belisca!

Na última sexta-feira participei de uma entrevista com a diva como repórter especial para o blog Prato Fundo – para saber tudo sobre esse encontro corra para lá que já está no ar.

Sobre a internet e uma receita de bolo invertido de morangos

A internet é um lugar engraçado, eu acho.

Pense num um universo paralelo que tem um monte de caixotes. Aí, se você quiser, é só subir em um e começar a falar o que tiver vontade. Só que como tem muita gente falando, é preciso fazer alguma coisa pra chamar a atenção – começa aí um verdadeiro show de talentos, gente contando piada, fazendo artesanato, fazendo comida, falando coisas super inteligentes, malabarismo, whatever, vale tudo. Mas aí tem um pessoal que resolveu que a melhor forma de chamar a atenção pro seu caixote foi pegar um megafone e gritar mais alto que os outros, mesmo que o discurso seja meio bobo, meio chato, ou meio preconceituoso.

Outro dia li um post desses num blog que eu achava até bacaninha. Uma menina, parece ser bem jovenzinha, dizia que mulheres que vendem cupcakes são desocupadas. E que os cupcakes que elas fazem são ruins. E que essas mulheres casadas não precisam trabalhar, já que abandonaram suas carreiras e são sustentadas pelo marido. E como sentem culpa por não terem uma atividade, empurram cupcakes pela goela abaixo da humanidade.

Numa primeira leitura, fiquei meio chocada com tanto machismo e preconceito, principalmente vindo de uma menina tão jovem. Fui ver melhor quem ela era, e o que ela escrevia, e descobri que ela está fazendo carreira na web brasileira como mal-humorada de plantão, aquela que fala mal de tudo e de todos, rouba pirulito de criança, cospe no coelhinho da páscoa, chuta a vó e odeia cor de rosa. Enfim, uma dr. Gregory House mirim, ou até poderia dizer uma discípula de Fernanda Young.

Eu ia deixar uma mensagem descascando o abacaxi e tal, mas já tinham uns 400 comentários, metade achando o máximo, metade achando uma merda, e aí caí em mim que o barato da barata era realmente fazer todo mundo ficar bravinho e dar um tapa na cara da sociedade. Acabei não escrevendo nada pra ela, afinal aquele caixote não é meu, e fui fazer bolo de morango que eu ganhava mais, mas não sem antes desejar do fundo do meu coração que essa moça tenha 5 filhos, seja demitida do seu trabalho de jornalista inteligente e seja obrigada a vender palha italiana para complementar a renda familiar.

*Pra quem quiser ler o texto da moça, está aqui.

Bolo Invertido de Morangos (adaptado daqui)

  • 250g de morangos, lavados e cortados ao meio no sentido do comprimento
  • 1/3 xícara de açúcar cristal
  • 1 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • 1/4 colher de chá de bicarbonato
  • pitada de sal
  • 1 xícara de açúcar
  • 100g de manteiga sem sal e mais um pouco para untar a assadeira
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 ovos, gemas e claras separadas
  • 3/4 xícara de iogurte natural

Preaqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma redonda de 22cm de diâmetro.

Polvilhe a forma untada com metade do açúcar cristal. Cubra com os morangos, parte cortada para baixo, e arrume bem juntinhos, sem deixar espaço entre eles. Pique alguns em pedacinhos para tapar os buracos. Polvilhe o restante do açúcar cristal sobre os morangos e reserve.

Numa tigela média, peneire juntos a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal.

Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Junte as gemas e a baunilha e bata mais um pouco. Misture a farinha intercalando com o iogurte e bata em velocidade baixa até ficar homogêneo.

Numa tigela e com batedores limpos, bata as claras em neve até ficar com picos firmes. Misture com o restante da massa delicadamente. Espalhe sobre os morangos e alise com uma espátula. Asse por aproximadamente 35 minutos, ou até passar no teste do palito. Deixe descansar por 20 minutos e desenforme num prato de servir.

Bolo de Chocolate para… Idiotas?

chocolate cake

A história desse bolo é muito interessante. O chef de patisserie David Lebovitz (eu já falei dele aqui no blog) trabalha fazendo consultoria para restaurantes. Em um desses restaurantes (estreladíssimo, por sinal) o cenário era o seguinte: a parte de refeições salgadas era maravilhosa, incrível, genial, mas os caras simplesmente não ligavam a mínima para as sobremesas. Por mais que o consultor explicasse, ensinasse, apontasse os problemas, os responsáveis pela cozinha pareciam entender menos e menos (ele menciona até que o chocolate ficava bem do ladinho de baldes com alho amassado!). E David, que era apenas um consultor contratado, tinha que ser educado, né? Não podia chamar ninguém de burro, nem dar ordens muito diretas. Então ele criou esse bolo que, segundo ele, é tão fácil, mas tão fácil de fazer, que nem mesmo aqueles bobões conseguiriam estragar essa receita. Daí o nome Chocolate Idiot Cake, ou numa tradução livre, Bolo de Chocolate para Idiotas.

Acho que todo mundo às vezes tem que ouvir uma idiotice e fazer cara de paisagem, né? Veja, por exemplo, as pérolas de alguns chefes que eu tive numa grande emissora de televisão:

Cenário1 – reunião de pauta com o chefe sobre  reportagem no Pantanal, que estava em época de cheia.

Chefe: Paula, quero muita aventura, muita paisagem, muitos animais..

Eu: Ok, chefe.

Chefe: Se bem que na época de cheia os animais ficam submersos, né? Não dá pra gravar.

Eu: Ok, chefe (cara de paisagem)

Cenário 2 - Reunião de pauta sobre reportagem em Pernambuco.

Chefe: Mas tem que tomar muito cuidado, é uma região muito perigosa. É a região do polígamo da maconha (querendo dizer polígono da maconha).

Eu: ok, chefe (cara de paisagem).

Só comendo muito bolo de chocolate, mesmo. E esse, além de ser mega fácil, é delicioso. Tem uma textura de uma mousse densa, que derrete na boca, e ficou muito chique e gostoso acompanhado de creme chantilly.

Chocolate Idiot Cake (do site do chef David Lebovitz)

  • 290 gr de chocolate meio amargo ou amargo de excelente qualidade, picado grosseiramente
  • 200 gr manteiga, cortada em pedaços
  • 5 ovos grandes, em temperatura ambiente
  • 1 xícara (200 gr) de açúcar

Preaqueça o forno a 180 graus, com uma assadeira grande dentro.

Unte uma forma desmontável de 20cm com manteiga e polvilhe com cacau ou chocolate em pó. Se você suspeita que a sua forma possa deixar entrar água pelo encaixe, forre o lado de fora com papel alumínio para impermeabilizar.

Em banho-maria (eu usei o microondas), derreta o chocolate com a manteiga até ficar homogêneo. Reserve.

Em outra tigela grande, bata ligeiramente os ovos com o açúcar. Junte a mistura de chocolate e misture bem. Não precisa bater.

Despeje essa massa na forma desmontável, tampe com uma folha de alumínio e coloque na assadeira que está no forno. Coloque água quente na assadeira até chegar à metade da forma do bolo. Asse por 1h15min (o meu ficou 1h40min). Está pronto quando você encostar o dedo e a massa não grudar.

Deixe esfriar bem para desenformar. Sirva em temperatura ambiente com sorvete, chantilly ou creme inglês.

chocolate cake garfo

Post dedicado à Amanda.

O Primeiro Cupcake a Gente Nunca Esquece

cupcakesvariados

Me dá licença que eu vou falar um pouco da minha vida profissional. Sou (era) produtora de TV. E não é segredo pra ninguém que me conhece que eu não sou uma pessoa muito sortuda em se tratando de empregos. Seguem alguns exemplos:

  • Cargo: estagiária em programa de musicais (ficar o dia todo na garagem da emissora esperando artistas chegarem – muita palavra cruzada e muito bate-papo com o manobrista)
  • Cargo: estagiária de programa de auditório trash (separar brigas  familiares, ser babá de subcelebridades, arrumar elefantes cor de rosa)
  • Cargo: produtora de programa de fofocas (colar fotos de artistas numa tapadeira e inventar perguntas falsas de telespectadores)

Esse metier me colocou em inúmeras situações embaraçosas como, por exemplo, o dia que eu tive que abrir a calça da convidada para ela fazer xixi porque ela estava com o braço engessado. E esperar ela acabar. E subir a calça. E fechar o zíper. E a calça era apertada. E sorrir.

(Já vou chegar no cupcake)

Um desses empregos foi muito marcante pra mim, pelo trabalho que me dava o apresentador do programa. Não estou aqui pra apontar o dedo pra ninguém, mas era um programa que o apresentador levava uma menina de limosine no shopping para ganhar muuuiiitas roupas e no cabeleireiro para ficar com o cabelo beeem lisinho. Pois bem, no dia em que esse programa acabou, resolvemos nos reunir para assistir ao último episódio, eu e minhas colegas de trabalho. Afinal, tanto sangue, suor e lágrimas derramados não poderiam passar em branco. Resolvi fazer uns cupcakes com a cara do apresentador:

NETINHO

imagem de arquivo

Esses foram meus primeiros cupcakes. Talvez eles devessem estar no Cake Wrecks, mas ficaram uma delícia e todo mundo adorou.

Pra quem está começando no mundo dos cupcakes, é uma receita ótima e bem simples. Você só vai precisar de uma forminhas de papel grandes e uma forma especial para muffins (encontra facilmente em lojas de produtos pata confeitaria), senão as forminhas abrem e a massa vaza toda no forno. Tem pra vender umas forminhas que parecem copinhos de papel – essas dá pra usar sem ter a forma de muffin.

Bolo de Chocolate bem Facinho (rende 24 cupcakes ou um bolo grande) – do caderno de receitas da família

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento químico
  • 1 pitada de sal
  • 2 xícaras de açúcar
  • 3/4 xícara de cacau em pó
  • 3 ovos grandes
  • 1 xícara de óleo de canola ou girassol
  • 1 xícara de água quente

Ligue o forno a 180 graus. Coloque as forminhas de papel na forma de muffins.

Na tigela da batedeira, peneire juntos a farinha, o fermento, o sal, o açúcar e o cacau. Misture bem.

Junte os ovos e o óleo, e comece a bater em velocidade baixa. Quando estiver meio misturado, junte a água quente e bata em velocidade média até estar homogêneo. Fica uma massa bem líquida.

Encha as forminhas até um pouquinho mais da metade e leve para assar por mais ou menos 15 minutos. Espete um palito – se sair seco está no ponto.

É importante tirar os bolinhos da forma ainda quentes e colocar sobre uma grade, senão pode formar uma umidade esquisita embaixo.

Cobertura Buttercream de Chocolate – daqui (1/2 receita é o suficiente)

  • 1 e 1/2 xícara de manteiga sem sal (em temperatura ambiente)
  • 2 colheres de sopa de leite
  • 250 g chocolate meio amargo picado, derretido e morninho
  • gotinhas de baunilha
  • 2 1/4 xícaras de açúcar de confeiteiro peneirado

Na batedeira, bata a manteiga até ficar cremosa. Junte o leite e a baunilha e bata até ficar homogêneo. Junte o chocolate e bata bem. Aos poucos, vá adicionando o açúcar e bata até obter a consistência desejada. Aplique nos bolinhos já frios com uma espátula. Os meus pequenos apresentadores de TV foram decorados com chocolate granulado para o cabelo e glacê real para os olhos, nariz e boca. As pupilas são cravos-da-índia.

Obs.: Para derreter o chocolate, coloque numa vasilha resistente ao microondas e aqueça em intervalos de 20 segundos, sempre mexendo. Deixe esfriar antes de usar para não derreter a manteiga.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 897 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: