Bolo de Fubá com Coco

Esse foi um bolinho inventado do zero que acabou dando certo mesmo com os ingredientes meio no chute, tudo na intuição, fui colocando lá e tchanam, funcionou.

Foi repetido muitas e muitas vezes por ser tão fácil e gostoso – é sempre um sucesso com as alunas dos cursos na hora do café, e foi um sucesso também no Instagram quando postei pela primeira vez.

Bolo de Fubá com Coco

  • 140g de farinha de trigo
  • 140g de fubá mimoso
  • 250g de açúcar refinado
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 200ml de leite ou leite de coco
  • 200ml de óleo de girassol, milho ou canola
  • 3 ovos grandes
  • 100g de coco ralado
  • açúcar e canela para polvilhar

Unte uma forma de buraco de 20cm com manteiga e farinha. Preaqueça o forno a 180 graus.

Numa tigela misture a farinha, fubá, açúcar, fermento e reserve.

Em outro recipiente misture o leite, óleo e ovos. Despeje os liquidos sobre os secos, junte o coco e misture bem com uma espátula ou fouet.

Passe para a forma preparada e polvilhe açúcar e canela a gosto sobre a massa crua. Leve ao forno por mais ou menos 40 minutos ou até passar no este do palito.

Desenforme morno, quase frio.

Bolo de Leite Quente

Esse é um bolo daqueles que a gente se engana quando vê: parece simples, a gente acha que vai ser um daqueles bolos de nada, meio sem graça. Aí a gente sente a textura macia, prova e se impressiona com o sabor e a umidade.

Pra fazer naqueles dias em que a gente está cansada de surpresas ruins, precisando de um abraço reconfortante e de uma surpresa boa pra variar.

Bolo de Leite Quente

adaptada do site King Arthur Flour

  • 240g de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 1 xícara de leite (240ml)
  • 50g de manteiga sem sal
  • 2 colheres de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 4 ovos
  • 350g de açúcar refinado
  • 60g de óleo vegetal (canola ou girassol)

Unte uma forma retangular de 20X30cm com manteiga e farinha de trigo. Preaqueça o forno a 170 graus.

Numa panelinha aqueça o leite e a manteiga até derreter. Desligue o fogo, adicione a baunilha e reserve.

Peneire num bowl a farinha, fermento e sal. Na batedeira, bata os ovos e o açúcar até triplicar de volume e ficar bem claro e fofo. Continue batendo e adicione o óleo em fio, como se fosse maionese. Baixe a velocidade e adicione a mistura de farinha aos poucos, misturando somente até ficar homogêneo. Com a batedeira no mínimo junte o leite quente devagar e bata somente até misturar tudo.

Passe para a forma preparada e asse até dourar e passar no teste do palito (mais ou menos 35 minutos).

Deixe esfriar bem antes de cortar em quadrados – a massa murcha um pouco enquanto esfria.

Panquecas Americanas

pancakes

 

Aqui em casa a gente AMA panquecas! Quando temos tempo para um café da manhã mais demorado ou quando tem visita essa é a receitinha que eu corro pra fazer.

Esse tipo de panqueca é aquela americana – que fica alta, fofinha e leve, não muito doce, perfeita pra gente jogar aquela quantidade absurda de xarope de bordo, mel ou caldinha de frutas!

 

Panquecas Americanas

  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 2 colheres de chá de fermento
  • 1 xícara de leite
  • 2 colheres de sopa de manteiga derretida
  • 1 ovo
  • Gotinhas de extrato de baunilha

 

Numa tigela pequena misture todos os ingredientes secos e reserve. Num bowl maior misture o leite, manteiga, ovo e baunilha. Junte os secos de uma vez e misture somente até os ingredientes se misturarem, mas não mexa demais – não tem problema se a massa ficar empelotada. Aqueça uma chapa ou frigideira de fundo grosso, untada com manteiga ou óleo – mantenha em fogo baixo e vá cozinhando as panquecas uma por vez (faça porções de 2 colheres de sopa e espalhe um pouco com as cosas da colher para ficarem redondinhas). Quando formarem bolhas na massa e algumas começarem a estourar pode virar para cozinhar o outro lado – um minuto de cada lado mais ou menos. Sirva imediatamente.

Gâteau aux amandes – bolo marzipan

Resolvi que precisava aprender uma coisa nova e entrei num desses aplicativos que ensinam línguas.

Escolhi francês porque sim, e porque quero um dia voltar à Paris para levar a Cookinha comer macarons da fonte.

O caso é que só o aplicativo não estava dando conta de me situar na língua, então achei uma boa idéia procurar umas receitas em francês. Para pra pensar se não é uma boa idéia: cozinhar tem um monte de verbos, um monte de substantivos e um monte de adjetivos.

Aí foi isso: a primeira receita que eu entendi inteira fui lá e fiz, ficou boa e adaptei ela aqui pra vocês – um bolinho que olhando assim você não dá nada mas MANO DO CÉU, que delícia! Fica molhadinho, com um gostinho de marzipan, bem fofinho.

Então é isso gente, façam também e bon appétit!

Gâteau aux Amandes ou Bolo Marzipan – rende um bolo pequeno de furo no meio

muito alterado daqui

  • 140g de farinha de trigo
  • 60g de farinha de amêndoas
  • 2 colheres de chá de fermento em pó químico
  • 180g de açúcar refinado
  • 160ml de leite morno misturado com 1 colher de sopa de suco de limão para talhar ou 170g de iogurte natural
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 3 ovos
  • 120g (1/2 xícara) de manteiga derretida e fria

Unte e polvilhe farinha de trigo numa forma de furo no meio de 20cm de diâmetro. Aqueça o forno a 180 graus.

Numa tigela média misture bem a farinha, a farinha de amêndoas e o fermento. Em outra tigela maior misture o açúcar, o leite talhado, o extrato de baunilha, os ovos e a manteiga derretida.

Junte os ingredientes secos aos molhados e misture delicadamente com uma espátula ou fuet apenas até a mistura ficar homogênea. Passe a massa para a forma preparada e asse por 35 a 40 minutos, até dourar e passar no teste do palito.

Deixe esfriar por 15 minutos e desenforme. Quanto estiver completamente frio, polvilhe açúcar de confeiteiro a gosto.

Um brownie para o primeiro dia de aula

brownies-da-martha

Hoje foi o primeiro dia de aula da Cookinha numa escola nova. Nem preciso dizer que quase passou a noite em claro de tanta ansiedade – e se não gostassem dela? E se não fizesse nenhum amigo?

Como ninguém nunca fez amigos oferecendo uma salada a gente achou melhor se garantir fazendo logo um brownie bem delícia.  Mandei uns pedaços extras na lancheira junto com bons conselhos de mãe, tipo “seja você mesma” e “gentileza gera gentileza”.

Ela achou graça mas chegou na escola segurando bem a alça da lancheirinha, confiando no poder do brownie.

E enquanto ela sumia dentro da escola eu fui embora, com lágrimas nos olhos, fingindo um engasgo escandaloso pra disfarçar.

Brownie da Amizade

Estes brownies são daquele tipo bem cremoso e de chocolate bem intenso, com aquela casquinha por cima que, na minha opinião, é obrigatória! Se não encontrar os mini marshmallows pode cortar os grandes, ou ainda substituir por mini M&Ms.

  • 225g de chocolate em barra 70% cacau
  • 1/2 xícara de óleo de coco ou manteiga sem sal
  • 300g de açúcar
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 4 ovos
  • 100g de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 xícara de mini marshmallows (ou 1 xímara de mini confeitos de chocolate)

Preaqueça o forno a 180 graus. Forre uma forma quadrada de 20cm com papel alumínio e unte com manteiga ou spray desmoldante.

Numa tigela que possa ir ao microondas, misture o chocolate e o óleo de coco. Derreta em intervalos de 30 segundos, sem deixar esquentar muito.

Misture o açúcar e a baunilha. Jun te os ovos um a um, sem bater, e por fim peneire a farinha de trigo sobre a mistura. Mexa delicadamente com uma espátula até ficar homogêneo.

Misture metade dos marshmallows. Derrame a massa na forma preparada e coloque o restante dos marshmallows sobre a massa.

Leve para assar por 40 a 45 minutos – o brownie ainda sai bem mole do forno, mas deve estar com a casquinha durinha.

Deixe esfriar e corte em quadrados. Dura cerca de 5 dias em pote vedado.

 

Biscoito recheado com creme de baunilha (AKA Oreos Caseiros)

oreos

Postei essa receita no blog lá pros idos de 2009, nos tempos em que a internet era um lugar fofo e amigável, os blogayros de culinária eram uma grande família e o YouTube era só um lugar onde você podia encontrar vídeos engraçados de gatinhos.

O mundo mudou, a web também e junto com eles mudou um pouco também essa receita, então achei que estava da hora de repostar aqui com uma foto melhor e repaginada.

image

A cara da internet hoje para você colecionar.

Qualquer receita que produz a versão melhorada de um produto industrializado ganha a minha atenção e, se for fácil de fazer, ganha meu amor e fidelidade.

Esses biscoitos são assim: imagine oreos comuns ganhando um raio gourmetizador + o beijo de um unicórnio e você podendo ainda controlar a quandidade de recheio que quer dentro deles. É isso.

Biscoitos Recheados com Creme de Baunilha ou Oreos Caseiros

(rende cerca de 30 unidades)

Para a massa:

  • 160g de farinha de trigo
  • 65g de cacau em pó
  • 1 colher de chá de bicarbonato
  • 1/4 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 300g de açúcar refinado
  • 140g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 1 ovo extra

Para o recheio:

  • 100g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 120g de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de chá de extrato de baunilha

Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.

Numa tigela média, peneire a farinha, cacau, bicarbonato e sal. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar uma pasta. Junte o ovo e bata por mais um minuto até virar um creme fofo. Junte os secos peneirados e bata em velocidade baixa até misturar e não ter mais nenhum traço de farinha na massa.

Aqueça o forno a 180 graus.

Faça bolinhas do tamanho de um brigadeiro (mais ou menos uma colher de chá cheia de massa) e posicione nas assadeiras com um espaço de uns 3 dedos entre elas.

Coloque um pouco de açúcar num prato e vá achatando as bolinhas com o fundo de um copo, passando o fundo do copo no açucar a cada amassada. Os biscoitos devem ficar finos, mais ou menos 0,5cm de espessura.

Leve ao forno para assar na grade do meio por mais ou menos 10 a 12 minutos, até estarem firmes ao toque. Eles saem ligeiramente macios do forno e ficam bem crocantes e delicados conforme vão esfriando. Deixe esfriar nas formas para que não quebrem.

Prepare o recheio:

Na batedeira, bata a manteiga até ficar fofa e cremos. Vá acrescentando o açúcar de confeiteiro aos poucos e bata por mais ou menos 2 minutos até ficar um cdreme espesso. Junte a baunilha e bata para misturar.

Aplique o creme em metade dos biscoitos frios com a ajuda de um saco de confeitar ou com uma colherinha de chá. Cubra com a outra metade dos biscoitos.

Podem ser guardados em potes vedados por vários dias em temperatura ambiente mas duvido que durem até lá.

Uma trovinha e um quindão

quindao-2

Ó quindim

Porque és tão delicioso assim?

Quero um inteiro todinho pra mim

Mas o quê? Já acabou em um só minutim!

Não sei lidar com essa emoção.

A solução?

Um quindão.

quindao-fatia

O quindão é mesmo a solução pra várias coisas da vida, seja resolver uma sobra grande de gemas, seja uma preguiça de untar forminhas pra fazer vários quindins, seja uma lombriga inquieta querendo um açuquinha.

Seja quindim, seja quindão (que nada mais é do que um quindim grandão) pra mim esse é o doce brasileiro mais gostoso de todos desde Pedro Álvares Cabral. E como todo doce antigo, não é necessariamente difícil de fazer porém tem seus rituais.

Nem sempre eu acredito na eficiência desses processos (ALERTA POLÊMICA: eu não aceito que seja a pele das gemas que deixa cheiro de ovo nos doces até que me tragam provas concretas e façam um teste cego) mas esse é um dos poucos casos em que eu respeito todas as mandingas da receita.

Quindão  (do caderno de receitas da família)

  • 1 coco fresco ralado ou 1 pacote de 100g de coco em flocos hidratado em meia xicara de água quente
  • 450g de açúcar refinado
  • 24g (2 colheres de sopa) de manteiga
  • 16 gemas
  • extrato de baunilha

Derreta a manteiga em uma panelinha em fogo baixo. Deite o coco ralado, o açúcar e a manteiga derretida numa tigela e misture bem com as mão até ficar uma mistura bem úmida.

Peneire as gemas sobre a mistura do coco, adicione algumas gotinhas do extrato de baunilha e misture bem, sem bater, até ficar bem homogêneo. Cubra e deixe descansar por uma hora.

Unte uma forma de furo no meio de 20cm de diâmetro com manteiga e polvilhe açúcar. Deite a massa na forma, cubra com papel alumínio e deixe descansar por mais uma hora.

Aqueça o forno a 200 graus. Prepare um banho-maria no forno, colocando uma assadeira grande com água quente na grade do meio. Coloque a forma dentro da água do banho-maria e deixe assar, coberto, por 1h30. Verifique de vez em quando a água e se estiver muito baixa complete com mais.

Tire o papel alumínio e deixe mais 30 minutos para dourar o coco. Retire do forno, deixe amornar e desenforme sobre um prato de servir.

quindao

1 2 32
%d blogueiros gostam disto: