A sobremesa que não comi – Torta Sbrisolona

torta-sbrisolona-quebrada

Quando eu não tinha filho, via crianças berrando e correndo alucinadas em restaurantes e achava que a culpa era dos pais.

Depois que Heleninha nasceu, continuamos a frequentar restaurantes. Ela era até que comportada, era só dar um pãozinho que ela ficava ali, quietinha, mastigando com sua boquinha banguela. Ou então, dormia no carrinho e era ótimo, todo o mundo achava uma gracinha. Claro que essa fase passou bem rápido, e a bebê gracinha se transformou numa das crianças que correm e berram.

Outro dia desses, saímos para almoçar num lugar só por causa da sobremesa: uma deliciosa torta de amêndoas. Sentamos, pedimos, e tudo parecia calmo – a minha criancinha fazia gracinhas para a garçonete, que ficou encantada. O giz de cera do restaurante estava super entretendo.

Até que chegou a comida e, óbvio, deu os cinco minutos na monstrinha. Lápis foram jogados longe, pão pra todo lado, chiliques sem fim. Decidiu chamar a garçonete amiga, gritando “vem cá, moça, VEM CÁ MO-ÇA!”, sem parar.  Eu e o Xandoca, mortos de vergonha, tentando controlar a situação sob os olhares dos outros clientes. Lógico que não chegamos na sobremesa.

E hoje eu sei: a única culpa dos pais é ter saído de casa.

trota-sbrisolona

Torta Sbrisolona – uma torta redonda de 20cm

Essa torta é na verdade um grande biscoito de amêndoas para ser partido com as mãos e comido aos pedaços. É um doce tradicional do norte da Itália, originário de Mantova, e seu nome, sbrisolona, significa esmigalhona ou esmigalhada, por causa da sua deliciosa textura.

  • 200g farinha de trigo
  • 110g açúcar
  • pitada de sal
  • 125g de amêndoas sem pele, finamente trituradas
  • 25g de amêndoas inteiras
  • 100g manteiga sem sal, em temperatura ambiente, cortada em pedacinhos
  • 1 gema
  • 1 colher de chá de essência de amêndoas ou licor de amêndoas

Preaqueça o forno a 200°. Unte com manteiga uma forma de torta de fundo removível, de 20cm.

Numa vasilha grande, misture a farinha, o açúcar, o sal e as amêndoas trituradas. Junte a manteiga e a gema e misture com as pontas dos dedos, sem amassar, até toda a farinha ficar úmida e ficar com aparência de uma farofa grossa.

Distribua essa farofa na forma untada, sem apertar. Coloque as amêndoas inteiras sobre a massa.

Leve ao forno por mais ou menos 20 minutos, até dourar ligeiramente as bordas. Reduza a temperatura para 170° e deixe assar até ficar bem dourado e seco. Espere esfriar e desenforme.

torta-sbrisolona-gift

Anúncios

50 comentários

  1. Verena diz:

    Sei bem como é isso, ainda bem que essa fase da Clarissa passou rápido, Mas continua desbocada com desconhecidos em geral… Outro dia no restaurante ela virou para um moço na mesa ao lado que devia ter por volta de 150k e disse: “Moço como você é gordão, porque não emagrece!” >___<
    E pra explicar que mesmo sendo verdade é falta de educação e tato falar dessa forma com as pessoas. Mesmo assim ter criança pequena por perto mesmo não sendo mãe é um grande aprendizado e muito divertido.

    Essa torta parece apetitosa, parece a torta de farofinha que a minha mãe fazia, mas era com banana… Com amêndoa deve ficar mil vezes melhor.

  2. Gina diz:

    Paula, adoro amêndoas, supera nozes, castanhas, pistaches… Tudo que leva amêndoas fica muito bom.
    Sua torta está atraente e as fotos… o que é isso? Maravilhosas!
    Gostei da história da sua filha, mas é bom quando passa, não é? Na hora, dá vontade de sair de fininho…
    Bjs.

  3. Paula, quanto tempo, saudades de vir aqui!
    Como sempre me deixou morrendo de vontade, cheio de coisas deliciosas, fiquei de olho nas trufas, acho q parecem praticas.. ainda pensando em festa mas aqui mudaram os planos. Longa historia!hehe

    Olha, a gente sempre acha que eh tudo culpa dos pais quando nao tem filhos, so quando temos os nossos q descobrimos como nao eh facil domar as ferinhas!hehe Mas sabe, faz parte, elas vao crescer e nós tbm aprontamos muito pequenas, minha mae penava comigo, uma vez fiz a gente viajar apertado pq cismei de dar lugar pro moço em pe no onibus, ela ficou uma arara, eu tbm ficaria!hehehe
    Aqui o segredo do sossego em restaurante eh uma coisa q eles nunca comem em casa, batata frita, menina, isso tem um poder sobre as meninas, Hannah comeu pela primeira vez ontem, as duas ficaram quietinhas, claro q Hannah ainda tentou agarrar o galeto do meu prato mas isso eh um detalhe!hehe

    beijocas pra vcs

  4. Dani diz:

    A receita me parece ótima, mas tb gostei do seu comentário, pois muitas pessoas (principalmente os solteiros) acham que tudo é culpa dos pais que não sabem educar a cria, é isso não é verdade, pois as crianças possuem personalidade e essa se apresenta cada vez mais cedo.

    Passamos nervoso, vergonha na cia deles, mas tb tem muuuuitos acontecimentos ótimos e engraçados em que vc normalmente faz aquela cara de planta para disfarçar que nem escutou oque a sinceridade deles acabou de soltar….rs

    Não tenho filhos, mas passei por todas essas fases com meus 4 sobrinhos e adorei até os micos pagos.

    Bjs

  5. Paula, faz pouco tempo que achei seu blog, que delícia! A história da filha é ótimaaaa 😉 Acontece!! Mas não desiste de sair, não, faz parte do aprendizado, so sorry para quem não tem filhos… espero que um dia saibam o que é isto, é tão bão!!

    • thecookieshop diz:

      Luciana, a gente não desistiu não, porque somos brasileiros, né? Estamos tentando agora achar lugares em que ela também possa se divertir, que tenha monitor, uma salinha de brinquedos… Assim ela vai brincar e a gente fica sossegado!
      bj

  6. Sabe que por ter dado a maior sorte com a minha irmã – eu a carregava pra baixo e pra cima e nunca tive problemas – fico com medo de ter um filho peste? 😀

    Esta torta parece deliciosa, eu adoro tudo com amêndoa. Sem falar na embalagem, né, D. Paula?? Coisa linda.

    • thecookieshop diz:

      Deu sorte mesmo, Pat!
      Mas a gente nunca acha nossos filhos peste – se vc tiver um diabinho, vai achar tudo que ele fizer lindo… 😀
      Obrigada e boas férias!

      bj

  7. Margarete diz:

    Paula, esta sua torta está com uma aparência maravilhosa. Parabéns. Pois é, eu tb.detestava quando as crianças se jogavam no chão e berravam. Sempre disse – minha filha nunca fará isto. Mordi feio a minha língua.. Outro dia a mocinha resolveu ‘pitizar’ no shopping. Fiquei morrendo de vergonha e todo mundo olhando. Eu parecia um monstro virando as costas e dizendo para mim mesma – que raiva! O pai chegou e disse: – venha amorzinho! Quis cometer dois assassinatos… A belezinha foi… Que ódio mortal! Bjs.

  8. Elisa diz:

    adorei! Fiz e fui aprovada todos amaram!!

    Só que variei a forma fiz numa forma baixa e antes de assar cortei como barrinhas de cereal. Depois de frio foi só recortar o restante.

  9. zibsschneider diz:

    The Cookie Shoppe é realmente um achado! Adorei todas as receitas, agora é so arregaçar as mangas. Você tem muito bom gosto, as fotos são muito bem montadas. Vou começar pelo biscoitão Italiano, e me divertir! Obrigada mesmo por tantas receitas fantástivas Beijos e Boa Sorte

  10. Que apuro heim?! Ainda nao sou mae, mas imagino que passar por uma cena desta deve dar vontade sair correndo (hehehe)!
    Adorei a torta, principalmente o carinho que voce a embrulhou, muito lindo, parabéns!
    Irei postar hoje o selinho que voce me deu, muito obrigada mais uma vez.
    Bjim com muito karim e até 3a!
    Léia

  11. Mari diz:

    Paula querida, sei bem o que é passar vergonha com filhos em restaurante!! A minha, enquanto bebezinha, era um amor… mas depois que cresceu um pouco mais, adora chamar atenção!! Já está com quase 12 anos (fará aniversário dia 8 agora), e acha lindo berrar e todo mundo olhar para ela… olha, ninguém merece… risos.
    A sua torta ficou perfeitésima.. que coisa mais linda, e a embalagem, uma fofura só!! Quanto capricho e criatividade, amiga!!
    Obrigada pelo selinho… vou postar assim que possível, pois ando numa correria absurda com a chegada do Alberto, que daqui há 5 meses está chorando por ai também… risos!
    Super beijo,

    Mari

    • thecookieshop diz:

      Putz, Mari, achei que com uns 3 anos passava, agora vc me revela que aos 12 ainda tem chiliques! Socorro!
      Fico feliz de vc ter dado notícias, andava até preocupada – que bom que o Alberto e vc estão bem!
      bj

    • thecookieshop diz:

      Oi, Diana!

      A receita mais fácil de bolo aqui do bolg é essa aqui, um bolo de iogurte que se bate na mão mesmo, e a cobertura é açúcar com suco delimão – tenho certeza que sua mãe vai gostar!
      bj

  12. RENATO CONSOLMAGNO diz:

    MINHA ESPOSA SEGUIU À RISCA A SUA RECEITA DE SBRISOLONA. FANTÁSTICA, DELICIOSA. O SEGREDO DO SUCESSO ESTÁ, ALÉM DA QUALIDADE DAS AMÊNDOAS (EVITE AS VELHAS, ESTÁ NA GENEROSIDADE E QUALIDADE DA MANTEIGA. LEMBROU-ME MUITO AS SBRISOLONAS QUE MINHA AVÓ, MANTOVANA, FAZIA. PARABÉNS!

  13. Comi muito esta torta quando era criança, mas minha mãe fazia do jeito be, tradicional com uma mistura meio a meio de farinha de milho (fuba), trigo. No lugar da manteiga banha, umedicia as farinhas e deixava a mistura descansar por muitas horas antes de misturar os demais ingredientes. Ela fica com uma consistência dura, que se deve quebrar com a mão. Era lindo o jeito que comíamos, a torta no centro da mesa e cada todos em volta, cada um quebrando o seu pedaço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: