decoração

Uma festa na sorveteria

IMG_6519

Mais um aniversário da filha e, depois de dois anos sem fazer festa, decidimos não deixar passar em branco e convidamos algumas poucas amiguinhas para comemorar.

O tema escolhido foi sorveteria, o que veio super a calhar com o calorão que estava fazendo no dia! Como aqui a festa é feita em casa, arregaçamos as mangas e mergulhamos fundo no pinterest (pra quem quiser ver as referências da gente o link está aqui).

O primeiro passo foi aquele passeio gostoso na 25 de março. Me surpreendi com a quantidade de material de decoração bacana e nacional para festa de criança disponível por lá, ficou bem mais fácil achar o que eu imaginei dessa vez. O cordão de luzes de bolinha, roda gigante de cupcakes e potinhos de bala em forma de sorvetinho encontrei por lá. Endereços no final do post.

bolo selo

O bolo com o sorvete derretendo em cima é um clássico dazinternete, e a aniversariante fez questão que fosse esse modelo em verde, e beeem altão. Sim, o bolo é de verdade verdadeira, chocolate com brigadeiro. Para completar a mesa de doces muitos brigadeiros, beijinhos e suspiros recheados, tudo feito aqui mesmo com as próprias mãos.

IMG_6541

Os cupcakes eram baunilha e chocolate com recheio de doce de leite, cobertura de marshmallow, cereja e biju no topo, feitos pela amiga The Cake is on the Table.

IMG_6529 IMG_6530

Claro que não podiam faltar os biscoitos decorados né? A dona da festa escolheu os tradicionais amanteigados de baunilha e eu obedeci. A parte de salgados foi toda feita pelo pai da mocinha. Teve cheeseburguer, cachorro quente, pipoca e coxinhas, muitas coxinhas.

IMG_6533 IMG_6536 IMG_6572

Os pratos de pedestal dos doces e bolo são do acervo da gente mesmo, nessas horas a gente percebe que talvez tenha louça demais na vida. Alguns foram cedidos gentilmente por amigos queridos. Os toppers dos docinhos foram comprados prontos, da Cromus, e tem pra vender em tudo quanto é loja de festa – são da linha Patisserie.

IMG_6497

Algumas peças, como as taçonas gigantes, foram locadas na D. Filipa. Os pompons de papel de seda fiz eu mesma, mas tem pra vender também nas lojas. As plaquinhas de lousa também tem prontas da Cromus.

IMG_6568 IMG_6474

Aqui a brincadeira era fazer uma “oficina” de sorvetes – foi muito legal deixar as meninas colocarem as coberturas, balinhas e melecas à vontade nos seus gelados. Foi uma atividade bem divertida e que não precisou de muita supervisão dos adultos. Fora a sorveteria, chamamos também a Tia Pipoca, uma monitora sensacional que valeu muito o investimento, já que a animação foi a alma da festa.

O telhadinho de papel era parte de um painel da Cromus que veio com defeito e não pudemos usar, então colamos só essa parte na parede mesmo.

IMG_6487 carrinho selo

As lembrancinhas eram baldinhos de isopor compradas em loja de descartáveis com um adesivo de vinil colado na tampa. Para ficar com mais cara de sorvete colei uma colher em cada um com washi tape. Dentro algumas balinhas e porcariadas. Encomendei também toalhinhas em forma de sorvete de casquinha e colocamos tudo num carrinho que também alugamos na D. Filipa.

Como sempre, uma trabalheira danada, mas também muito gostosa. Melhor momento – uma das amiguinhas veio me dizer: Tia, essa é a melhor festa da minha vida! 😀

Serviço:

Bolo, biscoitos decorados e docinhos: The Cookie Shop

Cupcakes: The Cake is on the Table

Salgados: Alexandre Raposo

Artes/papelaria – links no meu pinterest

Lousinhas, toppers, toldinho, cordão de luzes bolinha, canudos, cataventos: Cromus/Rizzo Embalagens

Locação de objetos: D. Filipa

Casquinhas de sorvete: Central do Sabor

Toalhinhas de sorvete: Magazine 25

Animação: Quiz Eventos

Um Aniversário na Praia, na Cidade

E não mais que de repente chega, sem aviso, o mês de setembro, e com ele chega também o aniversário de 5 anos da filha. Parece que foi ontem aquela festinha de piquenique do ano passado, né?

Pedi pra menininha escolher o tema da festa, já esperando alguma coisa como princesas, fadas, bailarinas ou Barbie e ela, mais uma vez, surpreende a mamãe: “quero  uma festa de praia!”

AMEI DE PAIXÃO. Orgulho da filha que pede uma festa cheia de possibilidades e sem cair no lugar comum de personagens <3.

Então, mãos à obra! Com a ajuda do meu novo amigo Pinterest, montei um painel para inspirar e começamos a pensar juntas em tudo que teria na festa.

O post é longo e cheio de fotos (que foram feitas com amor pela fotógrafa Alessandra Luvisotto), então senta que lá vem história!

O bolo seria um castelo de areia, mas a mamãe estava meio sem tempo, então acabamos decidindo por um em forma de baldinho, com pá, conchinhas e areia de verdade – que era de mentira, feita com bolachas de leite batidas no processador. Fica igual, né? As conchinhas eram de chocolate, comprei na Ofner.

Os outros elementos da mesa de doces:

– A saia de “ula ula” é importada, minha amiga Ana trouxe pra mim dos Estados Unidos, mas acho que daria pra fazer uma tranquilo de papel kraft.

– As caixas onde estão os cupcakes são “bolos” de isopor, que encapei com papel colorplus e amarrei uma fita. Tem pra vender na Só Isopor;

– O painel atrás da mesa é um esteira de casal, comprei no Wal Mart por 15,00;

– Os baldinhos coloridos e a guirlanda de papel de seda pink foram compradas na Matsumoto;

– Cestinha e bananas de plástico cedidas gentilmente pela amiga Ana Franco.

Os cupcakes eram sabor churros (doce de leite com açúcar e canela) e os enfeitinhos de pasta americana foram feitos pela Maria Pia Bolos.

Em alguns deles coloquei guarda-chuvinhas para drink (também da Matsumoto), para ficar com cara de guarda-sol.

Os brigadeiros, que foram muito elogiados por todos, eram da Nena Chocolates – tinha de chocolate tradicional e de limão.

Também da Maria Pia Bolos eram os cake pops em forma de sorvete, na casquinha de biju – lindos demais, né?

Já cansaram? Pera que tem mais:

Alugamos um carrinho de sorvete, que foi um sucesso com a criançada (desculpem aí mães das crianças que tomaram mais de 5 sorvetes seguidos). E teve também uma “praia” para os convidados tirarem fotos, com cadeira, esteira, guarda-sol e “mar” de tecido azul.

Do lado de fora, a galera se esbaldava brincando muito com bolas de praia, bóias, piscininha (sem água, pq estava frio), colares havaianos e óculos escuros.

A aniversariante aí em cima curtiu demais!

Na parte salgada, teve queijo coalho, pastel e milho cozido, que todo mundo gostou bastante.

As lembrancinhas foram baldinhos de praia, comprados na Rua 25 de Março.

Toda a trabalheira, imprevistos e bagunça valeram a pena – a menininha ficou super feliz, falando da festa por dias e dias, cada hora lembrando de um detalhe. Agora aguardemos o que ela vai inventar para o ano que vem!

Bastidores de um Bolo – post fotográfico sobre um hamburguer gigante


Estava eu há alguns dias me preparando para um final de semana como outro qualquer, quando minha amigona Paula Simões, da The Cake is on the Table me liga com uma emergência bolística: “Amiga, tenho uma encomenda de um bolo em forma de hamburguer gigante para uma rede de lanchonetes, topa me ajudar?”

É assim mesmo – as boleiras são tipos uma liga da justiça, só que ao invés da gente se juntar para combater o crime, a gente se junta para inventar moda e combater os bolos de padaria/supermercado.

Desafio aceito, nos reunimos para pensar em como montar o tal bolo, que teria de ser bem grande (para 100 convidados), com pelo menos uns 35cm de diâmetro. Decidimos fazer como se fosse um bolo de andares, cada parte do sanduíche sendo uma peça independente, com estruturas de madeira sustentando o andar de cima.

Amiguinhos, fica o alerta: esse post não tem a intenção de ensinar ninguém a fazer esse tipo de bolo, estou postando somente como curiosidade, já que gostamos muito do resultado e por acaso fizemos umas fotos de making of.
Quem estiver interessado em começar a fazer bolos artísticos e esculpidos, existem muitos cursos bacanas no mercado que ensinam o passo a passo completo de como fazer um bolo mais complexo de maneira segura, ok? Não é em um post que dá pra ensinar tudo.

Dito isso, fiquem com as imagens: na tela, Datena!

O primeiro passo é assar e rechear os bolo. Em seguida, fomos esculpindo no olhômetro mesmo, tendo como referência as proporções de um sanduíche de verdade. Tivemos que comer uns três x-salada cada uma até pegar o jeito (brincadeirinha).

A próxima etapa foi cobrir os bolos com ganache, deixando bem lisinho para receber a pasta americana.

O pão de cima já com o ganache e a carne esperando a sua vez.

O pão de baixo era de isopor coberto com pasta americana, para dar uma boa sustentação aos bolos de cima. Essa é a amiga Paula Simões, toda pimpona.

Cobrimos primeiro a “carne”, com pasta americana marronzinha. Como ela ficou muito lisa, demos um beliscões e apertões para ficar com a superfície mais irregular, mais parecida com um hamburger.

Fizemos também umas marcas paralelas, para ficar parecido com marquinha de grelha. Para dar um maior realismo, pintamos a carne com corante comestível marrom, com a ajuda de uma bombinha de pintura.

Alá que beleza a carninha já em cima do pão.

Para não ficar pouco espaço para os outros ingredientes do sanduíche (alface, tomate, cebola, etc), decidimos colocar um suporte de isopor encapado com plástico filme entre os andares, e fomos colocando as peças ao redor.

Essa foto ficou meio escura porque já estava de noite – o pão de cima também foi pintado com corante para ficar mais douradinho. As sementes de gergelim foram modeladas à mão e aplicadas uma a uma. Da primeira foto até o último gergelim foram 8 horas de trabalho. Toma essa, Cake Boss!

* Agradecimento especial: Sandra Dias, obrigada pelas assadeiras! :-***

%d blogueiros gostam disto: