para o chá

Um Bolinho

frenchyogurtcake

Eu adoro livros de receita. Minha coleção ainda é modesta, mas já tenho alguns favoritos. Um deles, o Baking: From my Home to Yours, da Dorie Greenspan, está com certeza no top 3. As receitas são explicadas nos mínimos detalhes, tem dicas de substituições de ingredientes, fotos lindas, sugestões de como servir, se pode congelar ou não… Fora outras coisinhas que são básicas, mas muito autor/editor de livro de culinária não pensa: os ingredientes aparecem na ordem em que são utilizados na receita e SEMPRE tem a temperatura do forno, o tempo de cozimento e o rendimento.

Isso sim é democratizar a cozinha: a receita sempre dá certo e fica igual à da foto, pra todo mundo que quiser se aventurar. Porque por aí tá cheio de livro e revista que parece aquela tia que dá a receita, mas “esquece” algum ingrediente de propósito…

Nesse livro em especial, tem um bolo de iogurte que a gente faz toda a semana aqui em casa. A receita original faz um bolo de limão siciliano, mas é tão versátil que eu já fiz de coco, de maçã, de baunilha, de amêndoas, de laranja. É ridiculamente fácil, nem precisa de batedeira, fica fofinho e muito saboroso. Eu particularmente adoro a versão original,  com uma caldinha de açúcar com limão (foto). Vou postar a receita mãe e as minhas invenções também, tá?

Bolo Francês de Iogurte (rende 8 porções)

1 e 1/2 xícara de farinha de trigo

2 colheres de chá de fermento químico

pitada de sal

1 xícara de açúcar

casca de 1 limão siciliano ralado

1/2 xícara de iogurte natural (pode ser desnatado ou não)

3 ovos grandes

gotas de baunilha

1/2 xícara de óleo de canola ou girassol

Para a calda

1  xícara de açúcar de confeiteiro

2 colheres de sopa de suco de limão

Preaqueça o forno a 180 graus. Unte uma forma de bolo inglês (20 X 10cm).

Peneire a farinha, o fermento e o sal numa vasilha menor e reserve.

Numa vasilha média, coloque o açúcar e as raspas de limão e, com as pontas dos dedos, esfregue as raspas no açúcar até ficar úmido e perfumado (este passo é bem importante). Junte o iogurte, os ovos inteiros e a baunilha e misture bem até  ficar bem uniforme. Junte a mistura de farinha e mexa, sem bater, até estar misturado. Mas não mexa demais, senão o bolo fica duro (não tem problema se ficarem umas pelotinhas na massa). Junte então o óleo e incorpore delicadamente com uma espátula grante. Coloque a massa na forma preparada, alise e asse por 50 minutos aproximadamente. Quando pronto, o bolo fica dourado e um palito deve sair seco quando espetado no centro da massa. Deixe esfriar sobre uma grade até amornar e desenforme.

Para a calda de limão:

Misture o açúcar de confeiteiro com o suco de limão até ficar um creminho ralo. Aplique no bolo, deixando escorrer um pouco pelas laterais. A calda seca em uns 15 minutos e forma uma casquinha de açúcar.

Variações

Coco:  Substitua 1/2 xícara da farinha por coco ralado seco. Não coloque as raspas de limão. Troque a essência de baunilha por essência de coco, se quiser ou tiver em casa. Polvilhe com açúcar de confeiteiro quando estiver pronto.

Amêndoas: Substitua 1/2 xícara de farinha de trigo por amêndoas moídas. Não coloque as raspas de limão e troque a baunilha por essência de amêndoas.

Laranja: Troque as raspas de limão por laranja. Se for usar a calda, substitua o suco de limão por suco de laranja.

Canela: Não coloque as raspas de limão e coloque em seu lugar duas colheres de chá de canela em pó. No lugar da calda, pincele o bolo com manteiga derretida e polvilhe com uma mistura de açúcar e canela. Nessa versão, também já coloquei uma maçã picadinha, passada da farinha de trigo, misturada na massa antes de assar.

bolo-iogurte-close

Ô Madalena…

madeleine

Fiquei um tempão da minha vida querendo fazer madeleines, mas não podia. O motivo era bem irritante: simplesmente não tinha forminha no modelo pra vender em São Paulo. Eu posso te garantir que não tinha, porque eu procurei, viu?  E qual é a graça de fazer madeleine se não for no formato conchinha, né? Fala sério.

Depois, começaram a chegar umas de silicone importadas em lojas especializadas, mas eu ia ter que deixar meus dois olhos lá pra pagar.

Até que torce retorce, procuro mas não vejo… Achei! Numa loja em Moema, umas de alumínio, bem baratinhas… Não são uma brastemp, são meio rasas e as ranhuras não ficam bem marcadas, mas pelo menos consegui fazer meu docinho e fingir que estava em Paris…

Essa receita da foto foi adaptada daqui. Ficaram bem gostosinhas, úmidas e com bastante sabor de cardamomo. São melhores servidas no mesmo dia em que foram feitas.

Madeleines de Laranja e Cardamomo

4 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de mel de laranjeira
1 colher de chá de essência de baunilha
3/4 xíc. farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de cardamomo em pó
1 pitada de sal
1/4 xícara de açúcar
2 ovos

Para a cobertura
3/4 xícara de açúcar de confeiteiro
1 colher de chá de raspinhas de casca de laranja
2 colheres de sopa de suco de laranja coado

– Unte as forminhas com manteiga derretida e coloque na geladeira. Faça a massa: Derreta a manteiga em fogo baixo, misture a baunilha e o mel e deixe esfriar uns 10 minutos.
– Numa vasilha, misture a farinha, o fermento, o cardamomo e o sal. Em um bowl, misture os ovos com o açucar, sem bater. Incorpore delicadamente a mistura de farinha até ficar homogêneo (mas não misture muito). Misture a manteiga e mexa bem gentilmente, só até a manteiga misturar. Cubra e deixe descansar na geladeira por 30 minutos. (Dá pra colocar já a massa nas forminhas e por na geladeira assim. depois, é só assar)
– Pre-aqueça o forno a 180 graus. Encha as forminhas até a metade. Asse até que estejam crescidas e douradas nas beiradas, 7 a 8 minutos. Deixe esfriar um pouquinho e desenforme sobre uma grade.
– A cobertura: Misture todos os ingredientes. Com um pincel, cubra o lado ondulado dos bolinhos frios. Deixe secar por uns 15 minutos.

madeleine2

1 32 33
%d blogueiros gostam disto: