sobremesas

Galette de maçã com caramelo salgado

Sei lá quantas receitas de torta de maçã já postei neste humilde espaço, mas é fato que a maçã é a rainha das frutas em doces, vocês não acham? Quando assadas elas passam por uma metamorfose e se passam de uma fruta besta a uma jóia complexa, mesmo a mais sem graça delas.

Essa torta rústica, mais conhecida como galette, elevou minhas humildes maçãzinhas a uma das melhores sobremesas que já saíram dessa cozinha, juro pra vocês.

É tudo muito simples de fazer, uma massa e a fruta com uma pouco de açúcar e limão, e poderia ser só isso, mas a adição do caramelo salgado fez toda a diferença no sabor e recomendo demais esse passo extra. Especialmente se vocês forem fazer numa ocasião especial (alô Natal chegando), derramem um (ou 10) fios de caramelo sobre uma fatia morninha e dê uma pausa para os aplausos.

Galette de Maçã com Caramelo

rende 1 torta de 20 cm (6 – 8 fatias)

Caramelo salgado

  • 200g de açúcar
  • 50g manteiga
  • 10ml creme de leite
  • 1/2 colher de cha de sal ou a gosto

Numa panela de fundo grosso derreta o açúcar até formar um caramelo de cor âmbar. Retire do fogo e junte a manteiga mexendo até derreter. Junte o creme, misture bem com um fouet e junte o sal. Guarde num pote tampado por até 15 dias na geladeira, aqueça para deixar fluido.

Massa

  • 190g farinha
  • 50g açúcar refinado
  • 115g manteiga gelada
  • 60ml agua gelada
  • Sal
  • 1 ovo para pincelar (não vai na massa)
  • açúcar cristal para polvilhar

Recheio

  • 3 maçãs grandes (usei gala)
  • 50g açúcar refinado
  • 12g farinha
  • Limão

Prepare a massa:

Numa tigela misture a farinha, açúcar e sal.

Junte a manteiga bem gelada em pedacinhos e misture com as pontas dos dedos até formar uma farofa úmida com pedaços maiores e menores de manteiga. Junte a água gelada aos poucos somente até dar uma liga mas a massa ainda estar esfarelando. Junte num disco, embale em plástico filme e deixe na geladeira por pelo menos 1 hora.

Prepare o recheio:

Descasque, tire o miolo e corte as maçãs em fatias finas. Numa tigela grande misture as maçãs, açúcar, farinha e limão. Deixe descansar por  15 minutos.

Abra o disco de massa em formato arredondado e passe para uma forma redonda, ou de pizza, forrada com papel manteiga. Arrume as maçãs (sem o caldo de formou) no centro da massa e dobre as bordas por cima das maçãs. Espalhe um pouco do caramelo (opcional), pincele um ovo batido nas bordas e polvilhe açúcar. Deixe na geladeira enquando aquece o forno a 190 graus por 20 minutos.

Asse por mais ou menos 45 minutos, até dourar e as frutas estarem macias. Deixe esfriar por 20 minutos, passe para um prato e sirva com o caramelo restante.

Bolo Red Velvet com Recheio e Cobertura de Cream Cheese

Faz tempo que eu não posto uma receitinha por aqui né? Acho que os últimos acontecimentos nos pegaram de calças curtas e esse bolinho ficou guardado esperando um pouco de ânimo para escrever a receita, que é um pouco longa.

Eu relutei um pouco a postar um bolo red velvet aqui no blog porque né, corante vermelho, mas todo mundo pede demais e eu amo o gostinho suave do cacau com o azedinho do cream cheese, então, taí pra vcs. Quem não curte corante pode fazer sem, já que ele não muda absolutamente nada na receita, só a cor mesmo.

Continuar lendo

Uma trovinha e um quindão

quindao-2

Ó quindim

Porque és tão delicioso assim?

Quero um inteiro todinho pra mim

Mas o quê? Já acabou em um só minutim!

Não sei lidar com essa emoção.

A solução?

Um quindão.

quindao-fatia

O quindão é mesmo a solução pra várias coisas da vida, seja resolver uma sobra grande de gemas, seja uma preguiça de untar forminhas pra fazer vários quindins, seja uma lombriga inquieta querendo um açuquinha.

Seja quindim, seja quindão (que nada mais é do que um quindim grandão) pra mim esse é o doce brasileiro mais gostoso de todos desde Pedro Álvares Cabral. E como todo doce antigo, não é necessariamente difícil de fazer porém tem seus rituais.

Nem sempre eu acredito na eficiência desses processos (ALERTA POLÊMICA: eu não aceito que seja a pele das gemas que deixa cheiro de ovo nos doces até que me tragam provas concretas e façam um teste cego) mas esse é um dos poucos casos em que eu respeito todas as mandingas da receita.

Quindão  (do caderno de receitas da família)

  • 1 coco fresco ralado ou 1 pacote de 100g de coco em flocos hidratado em meia xicara de água quente
  • 450g de açúcar refinado
  • 24g (2 colheres de sopa) de manteiga
  • 16 gemas
  • extrato de baunilha

Derreta a manteiga em uma panelinha em fogo baixo. Deite o coco ralado, o açúcar e a manteiga derretida numa tigela e misture bem com as mão até ficar uma mistura bem úmida.

Peneire as gemas sobre a mistura do coco, adicione algumas gotinhas do extrato de baunilha e misture bem, sem bater, até ficar bem homogêneo. Cubra e deixe descansar por uma hora.

Unte uma forma de furo no meio de 20cm de diâmetro com manteiga e polvilhe açúcar. Deite a massa na forma, cubra com papel alumínio e deixe descansar por mais uma hora.

Aqueça o forno a 200 graus. Prepare um banho-maria no forno, colocando uma assadeira grande com água quente na grade do meio. Coloque a forma dentro da água do banho-maria e deixe assar, coberto, por 1h30. Verifique de vez em quando a água e se estiver muito baixa complete com mais.

Tire o papel alumínio e deixe mais 30 minutos para dourar o coco. Retire do forno, deixe amornar e desenforme sobre um prato de servir.

quindao

1 2 32
%d blogueiros gostam disto: