Copinho Twix (biscoito, caramelo e chocolate)

taça twix

Final de ano tá corrido demais, e eu tinha preparado um caramelo bem delícia pra fazer umas barrinhas. Só que entraram umas coisas na frente na lista de prioridades e as barrinhas foram pro fim da fila, tipos em 25.009.679º lugar e aquele caramelo ali olhando pra minha cara a caba abertura de geladeira.

Como lidar? Fazendo aquele McGayver culinário né gente. E eis que nasce o copinho Twix, baseado em fatos reais e livremente inspirado na pecaminosa barrinha de chocolate.

Te digo apenas que: vai ter copinho twix em todas as festinhas de aniversário pra sempre no lugar do brigadeiro de colher, porque como ele é bem docinho fica ótimo em porções pequenas – fora que as camadinhas aparecendo ficam uma lindeza.

Se não quiserem fazer o copinho podem fazer só o caramelo mesmo, porque olha, ficou de passar na cara.

Twix de Copinho – Receita do caramelo original do site da Namaria Braga

rende 25 copinhos

Para o caramelo:

  • 50g de manteiga sem sal
  • 1 lata de leite condensado
  • 1/4 xícara de açúcar mascavo (medir apertando na xícara)
  • Flor de sal (opcional)

Para a cobertura de chocolate

  • 100g de chocolate meio amargo picado
  • 15g de manteiga sem sal

Para a base

  • biscoito moído/quebrado de sua preferência (usei uns amanteigados caseiros)

Prepare o caramelo: leve todos os ingredientes ao fogo médio mexendo sem parar. Quando ferver, abaixe o fogo e continue mexendo até engrossar. Deixe esfriar.

Prepare a cobertura: Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria ou no microondas. Reserve.

Montagem: coloque um pouquinho de biscoito no fundo de copinhos próprios para docinhos. Com a ajuda de um saco de confeitar coloque uma porção de caramelo em cada copo. Finaliza com uma camadinha de chocolate. Leve à geladeira para endurecer um pouquinho a cobertura e sirva.

Pode fazer com antecedência de até dois dias.

twix de copinho

Bolo de Chocolate e o meu outro blog

bolo mulato gran fino

Oi pessoal!  Hoje o post é de receita, mas a receita está lá no meu outro blog. Já tinha contado pra vocês sobre ele no feicy e no instagram, mas aqui dá pra convidar direito e explicar melhor qualé a dele.

Além da quantidade infinita de receitas novas dos livros aqui de casa, dos sites que eu salvo, das revistas guardadas também tenho uma coleçãozinha de livros de receitas antigos.

Tenho muitos que foram da minha mãe e da minha avó, alguns foram presentes de amigas e familiares e outros fui comprando por aí. E conversando com minhas amigas doceiras do coração mais queridas do Brasil acabamos descobrindo mais essa coisa em comum, que é a curiosidade pelas receitas de antigamente.

Resolvemos então tirar do papel esses pratos do tempo em que era ok criança viajar solta no chiqueirinho e publicar os resultados num blog, o Prendada é a Vó.

Convido vocês então para embarcar no Pluct Plact Zum nessa viagem maluca e aprontar as maiores confusões lá com a gente.

A receita de hoje é esse bolo de chocolate com nome de gosto duvidoso mas com sabor de quero mais: o Bolo Mulato “Grãfino” – segura na minha mão e vem cagente!

 

Biscoito de leite ninho recheado com nutella (passatempo copycat)

passatempoMãe é tudo igual mesmo. Lembro bem quando era criança e pedia alguma coisa industrializada – minha mãe nunca comprava,  depois me aparecia com uma versão caseira mequetrefe e ainda dizia que tava igualzinho.

Não sei dizer se era por falta de grana ou por preocupação com a saúde da garotada, ou os dois.

Hoje em dia eu faço tanto isso que virou até piada, quem diria. Já teve bolinhos recheados “Ana Farias”, o hamburguer “Bigue Tréc”, os nuggets “Sra. Dias”. E eu, como toda a mãe, tenho a cara de pau de jurar que está idêntico ao original. A pequena não reclama não, até se diverte com as tentativas e os nomes “quase iguais”. Fiz essas bolachinhas hoje de manhã para o lanche da tarde e estou aqui pensando num nome pra elas, acho que serão batizadas de “Biscoitos Passavento”. Acho que ela vai gostar.

Biscoitos Passavento

rendimento: 20 biscoitos rechados

  • 320g farinha de trigo
  • 85g de leite em pó
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 85g de cream cheese em temperatura ambiente
  • 200g açúcar refinado
  • 1 colher de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 1 ovo grande
  • 1 pote grande de nutella (ou o recheio que preferir)
  • Canetinhas de corante comestível

Aqueça o forno a 180 graus. Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.

Misture numa tigela a farinha, leite em pó, fermento e sal. Reserve.

Bata na batedeira a manteiga e o cream cheese. Junte o açúcar e a baunilha e bata até ficar cremoso. Junte o ovo e bata para combinar. Junte a mistura de farinha e bata em velocidade baixa somente até a farinha sumir na massa.

Divida em duas porções forme dois discos. Embale em plástico e leve à geladeira por 30 minutos.

Abra a massa entre dois plásticos ou duas folhas de papel manteiga com um rolo até ficar com mais ou menos 0,5cm de espessura. Corte com um cortador quadrado e transfira para as assadeiras.

Asse por mais ou menos 15 minutos, ou até dourarem ligeiramente ao redor. Deixe esfriar nas assadeiras.

Desenhe figurinhas direto nos biscoitos frios com as canetinhas de corante. Separe metade dos biscoitos e coloque uma pequena porção de recheio com a ajuda de uma colherinha ou saco de confeitar. Cubra com os biscoitos restantes.

Podem ser guardados em pote com tampa por até 1 semana.

biscoito passatempo caseiro

Bolo Napolitano

bolo napolitano de morango e chocolate

Esse bolo só existe por causa de um canudo.

Sim. Um canudo.

Deixa eu explicar pra vocês: desde que fiz uma conta no Pinterest começaram a aparecer essas fotos lindas de garrafinhas de vidro vintage com um leitinho e um lindo canudo colorido. Fiquei louca, achei lindo, queria muito nas minhas fotos também (e olha que eu odeio leite) mas infelizmente a indústria brasileira de coisinhas decorativas ainda não tinha chegado nessa etapa de fofura e o único jeito de conseguir a garrafinha e o canudo era pedir no Ali Express pagando em dolar e esperar meses o navio/caravela chegar do Oriente com a encomenda.

Mas, como dizia a minha avó, quem espera sempre alcança. E um dia, quando eu menos esperava, lá estava a garrafinha e o canudo em plena 25 de Março, São Paulo, Brasil

Então, em homenagem a esse dia tão feliz da conquista do canudo e da garrafinha resolvi inventar uma receita só pra combinar todas as cores e ficar tudo bem lindinho, pra eu poder olhar e falar “ounnnnnn”. Tive tanta sorte que o bolo, além de combinandinho, ficou uma delícia: amanteigado e com o sabor de cada massa bem intenso, como um bom napolitano deve ser.

E a lição de hoje, amiguinhos, é: às vezes os sonhos são coisas bobas.

Bolo Napolitano

  • 280g de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1 colher de chá de bicarbonato
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 200g da manteiga sem sal, temperatura ambiente
  • 350g de açúcar refinado
  • 2 colheres de chá de baunilha
  • 3 ovos grandes
  • 1 xícara de leite morno misturado com duas colheres de chá de vinagre branco (vai talhar e é assim mesmo)

Para a massa de chocolate:

  • 100g de chocolate meio amargo derretido
  • 2 colheres de sopa de chocolate em pó 50% de cacau

Para a massa de morango:

  • 1/2 xícara de morangos amassados
  • 2 colheres de chá de pó para sorvete de morango OU
  • gotinhas de corante vermelho ou rosa em gel

Aqueça o forno a 180 graus. Unte e polvilhe farinha de trigo numa forma de buraco no meio de 25cm de diâmetro e pelo menos 8cm de altura.

Peneire juntos numa tigela grande a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar até ficar bem clarinho e fofo. Misture a baunilha.  Junte os ovos um a um, batendo bem antes de adicionar o próximo. Junte a mistura de farinha em 3 adições, intercalando com o leite. Bata somente até incorporar e divida e massa em 3 recipientes.

Em uma das partes junte o chocolate derretido e o chocolate em pó e misture até ficar homogêneo e em outra parte misture os morangos e o pó para sorvete.

Coloque as massas na forma preparada às colheradas, intercalando as cores. Não tem uma ordem, é só ir jogando tudo lá dentro mesmo. Por fim passe uma faca por dentro da massa para dar uma misturada de leve.

Leve para assar até passar no teste do palito, mais ou menos 1 hora. Desenforme morno e polvilhe um açuquinha de confeiteiro.

bolo napolitano

Mini Cheesecakes de Oreo

cheesecake de oreo

Começo da História:

Outro dia fui num desses clubes de compras. Para preservar identidades e não citar nomes vamos chamá-lo doravante de Sal’s Glub.

Eu prometi pra mim mesma que só estava indo lá para comprar manteiga, porque é mais barato, vale a economia, que eu não ia comprar nada fora da lista e todas aquelas mentiras que a gente conta pra gente mesma quando vai no Sal’s.

Saí de lá com: 4 panetones, 1 caixa com 20 leites condensados, 1 condicionador tamanho 2 litros, 1 saco de dormir da rainha Elza de Arendelle, 1 pacote com 4 milhões de rolos de papel higiênico do tamanho da minha casa, 4 potes de cream cheese que estava baratérrimo e uns biscoitos de chocolate recheados com creminho branco. Na hora de passar no caixa minha anuidade estava vencida então teve ainda uma adição de uns 65 dinheiros no saldo total.

Quando cheguei em casa vi que esqueci a manteiga.

Fim da História.

Lidei com isso da maneira mais sensata: fiz esses mini cheesecakes de oreo, porque assim aproveitei as ofertas maravilhosas do cream cheese e e dos biscoitos com a desculpa de que tenho que postar receitas deliciosas pra vocês aqui no blog. E ficaram muito bons mesmo viu gente? Achei a receita bem fácil e a idéia do biscoitinho inteiro no fundo tem um fator surpresa que eu curti muito.

 

IMG_6759

Mini Cheesecake de Oreos

inspirada em receita do livro “Cupcakes”, Martha Stewart

rendimento: 18 a 20 unidades

  • 500g de cream cheese em temperatura ambiente
  • 150g de açúcar refinado (3/4 de xícara)
  • 2 ovos grandes ligeiramente batidos
  • 1 colher de chá de extrato ou essencia de baunilha
  • 150g de creme de leite (pode ser fresco, de caixinha ou de lata)
  • 18 a 20 biscoitos recheados tipo negresco ou oreo para colocar no fundo das forminhas e mais 8 unidades picadinhas

Coloque forminhas de cupcake em formas de muffin ou use daquelas durinhas que não precisa de forma (nesse caso coloque sobre uma assadeira). Ponha um biscoito inteiro no fundo de cada forminha. Aqueça o forno a 180 graus.

Bata o cream cheese na batedeira até ficar cremoso. Junte o açúcar aos poucos e bata até ficar um creme uniforme. Junte a baunilha e os ovos aos poucos batendo sem parar e raspando a lateral da tigela se necessário. Quando estiver bem homogêneo junte o creme de leite e bata mais um pouco.

Misture os biscoitos picados à mão mesmo. Distribua esse creme entre as forminhas preparadas, enchendo quase até a boca.

Leve ao forno por aproximadamente 20 minutos, ou até firmar um pouco o creme. Não é para dourar nem para passar no teste do palito: os cheesecakes ainda estarão meio moles, mas ao encostar o dedo em cima não estarão mais líquidos.

Espere esfriar e deixe descansar em geladeira por pelo menos 4 horas ou de um dia pro outro. Sirva geladinho.

mini oreo cheesecake

Bolo Prestígio (com auto-cobertura)

bolo prestigio selo

Essa é uma daquelas receitas que o destino coloca no caminho da gente – são muitos sinais, muitas aparições nas timelines das redes sociais, muitas pessoas comentando em grupos de facebook. Como eu acredito nos sinais enviados pelo cosmos achei melhor fazer logo para me livrar do carma.

Não que fosse um grande esforço, já que, na minha opinião, coco + chocolate é uma combinação perfeita, tipo Brad e Angelina, John e Yoko, Jay-Z e Beyoncé, William e Fátima.

william-bonner-030909-2

A parte legal desse bolo é que a gente já assa tudo de uma vez, o creme de coco vai primeiro e a massa de chocolate por cima, e mesmo assim nada se mistura e fica lindinho na hora de cortar. Ele ser feito em banho maria ajuda muito a ficar um bolo úmido e que lembra de leve um brownie já que o sabor do chocolate também é super intenso. Quem quiser ver a receita original pode dar uma olhada no vídeo do Eduardo Beltrame, criador da receita. Apesar de ter essas duas preparações é um bolo muito simples que não requer uso de batedeira.

Bolo Prestígio no Banho-Maria

Rende 1 bolo de 25cm de diâmetro aproximadamente

Para o creme de coco

  • 1 lara de leite condensado
  • 1 ovo
  • 100ml de leite
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 100g de coco ralado (usei o mais fino mas a receita original pede em flocos)

Para a massa de chocolate

  • 300 ml de leite
  • 150g de manteiga
  • 190g de farinha de trigo
  • 190g de açúcar
  • 140g de chocolate em pó (50% cacau)
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 2 ovos

Unte com manteiga e polvilhe com açúcar uma forma de furo central entre 22 e 25cm de diâmetro com pelo menos 8cm de altura (fiz na de 22cm e ainda assim sobrou um pouco de massa). Prepare um banho-maria e preaqueça o forno a 200 graus.

Prepare o creme de coco: Numa tigela média, misture todos os ingredientes muito bem. Passe para a forma preparada e reserve na geladeira ou freezer.

Prepare a massa: Aqueça o leite e misture com a manteiga, que vai derreter. Numa tigela grande, misture os ingredientes secos. Junte o leite com a manteiga e os ovos, misturando muito bem até ficar homogêneo.

Coloque com cuidado a massa sobre o creme de coco para não misturar (eu usei uma concha e fui distribuindo aos poucos. Leve ao banho-maria por aproximadamente 40 a 50 minutos, ou até passar no teste do palito.

Deixe esfriar fora da geladeira e desenforme morno. Sirva em temperatura ambiente.

bolo prestigio beltrame

Uma festa na sorveteria

IMG_6519

Mais um aniversário da filha e, depois de dois anos sem fazer festa, decidimos não deixar passar em branco e convidamos algumas poucas amiguinhas para comemorar.

O tema escolhido foi sorveteria, o que veio super a calhar com o calorão que estava fazendo no dia! Como aqui a festa é feita em casa, arregaçamos as mangas e mergulhamos fundo no pinterest (pra quem quiser ver as referências da gente o link está aqui).

O primeiro passo foi aquele passeio gostoso na 25 de março. Me surpreendi com a quantidade de material de decoração bacana e nacional para festa de criança disponível por lá, ficou bem mais fácil achar o que eu imaginei dessa vez. O cordão de luzes de bolinha, roda gigante de cupcakes e potinhos de bala em forma de sorvetinho encontrei por lá. Endereços no final do post.

bolo selo

O bolo com o sorvete derretendo em cima é um clássico dazinternete, e a aniversariante fez questão que fosse esse modelo em verde, e beeem altão. Sim, o bolo é de verdade verdadeira, chocolate com brigadeiro. Para completar a mesa de doces muitos brigadeiros, beijinhos e suspiros recheados, tudo feito aqui mesmo com as próprias mãos.

IMG_6541

Os cupcakes eram baunilha e chocolate com recheio de doce de leite, cobertura de marshmallow, cereja e biju no topo, feitos pela amiga The Cake is on the Table.

IMG_6529 IMG_6530

Claro que não podiam faltar os biscoitos decorados né? A dona da festa escolheu os tradicionais amanteigados de baunilha e eu obedeci. A parte de salgados foi toda feita pelo pai da mocinha. Teve cheeseburguer, cachorro quente, pipoca e coxinhas, muitas coxinhas.

IMG_6533 IMG_6536 IMG_6572

Os pratos de pedestal dos doces e bolo são do acervo da gente mesmo, nessas horas a gente percebe que talvez tenha louça demais na vida. Alguns foram cedidos gentilmente por amigos queridos. Os toppers dos docinhos foram comprados prontos, da Cromus, e tem pra vender em tudo quanto é loja de festa – são da linha Patisserie.

IMG_6497

Algumas peças, como as taçonas gigantes, foram locadas na D. Filipa. Os pompons de papel de seda fiz eu mesma, mas tem pra vender também nas lojas. As plaquinhas de lousa também tem prontas da Cromus.

IMG_6568 IMG_6474

Aqui a brincadeira era fazer uma “oficina” de sorvetes – foi muito legal deixar as meninas colocarem as coberturas, balinhas e melecas à vontade nos seus gelados. Foi uma atividade bem divertida e que não precisou de muita supervisão dos adultos. Fora a sorveteria, chamamos também a Tia Pipoca, uma monitora sensacional que valeu muito o investimento, já que a animação foi a alma da festa.

O telhadinho de papel era parte de um painel da Cromus que veio com defeito e não pudemos usar, então colamos só essa parte na parede mesmo.

IMG_6487 carrinho selo

As lembrancinhas eram baldinhos de isopor compradas em loja de descartáveis com um adesivo de vinil colado na tampa. Para ficar com mais cara de sorvete colei uma colher em cada um com washi tape. Dentro algumas balinhas e porcariadas. Encomendei também toalhinhas em forma de sorvete de casquinha e colocamos tudo num carrinho que também alugamos na D. Filipa.

Como sempre, uma trabalheira danada, mas também muito gostosa. Melhor momento – uma das amiguinhas veio me dizer: Tia, essa é a melhor festa da minha vida!😀

Serviço:

Bolo, biscoitos decorados e docinhos: The Cookie Shop

Cupcakes: The Cake is on the Table

Salgados: Alexandre Raposo

Artes/papelaria – links no meu pinterest

Lousinhas, toppers, toldinho, cordão de luzes bolinha, canudos, cataventos: Cromus/Rizzo Embalagens

Locação de objetos: D. Filipa

Casquinhas de sorvete: Central do Sabor

Toalhinhas de sorvete: Magazine 25

Animação: Quiz Eventos

%d blogueiros gostam disto: