O meu brigadeiro 2.0

Já tem algumas receitas de brigadeiro aqui no blog, mas a verdade é que a experiência desses anos todos e a necessidade de agilizar a produção fazem com que a gente mude algumas coisas, troque de receita e vá adaptando processos para formas mais eficientes de trabalhar.

Esse brigadeiro não é para aqueles que querem um docinho puxa-puxa com gostinho de nescau, com tequinhos que grudam no dente – esse todo mundo sabe fazer, e quem não sabe: 1 lata de leite condensado, 3 colheres de achocolatado, 1 colher de manteiga, fogo médio mexendo sempre até desgrudar do fundo da panela. Se quiser aquelas pelota desgraçada que grudam na obturação deixe o fogo alto e vá lutando com o brigadeiro pra ele não queimar. Essa receita pode ter gostinho de infância mas não serve pra vender: açucara e dificilmente mantém o formato redondinho.

Continuar lendo

Bolo Red Velvet com Recheio e Cobertura de Cream Cheese

Faz tempo que eu não posto uma receitinha por aqui né? Acho que os últimos acontecimentos nos pegaram de calças curtas e esse bolinho ficou guardado esperando um pouco de ânimo para escrever a receita, que é um pouco longa.

Eu relutei um pouco a postar um bolo red velvet aqui no blog porque né, corante vermelho, mas todo mundo pede demais e eu amo o gostinho suave do cacau com o azedinho do cream cheese, então, taí pra vcs. Quem não curte corante pode fazer sem, já que ele não muda absolutamente nada na receita, só a cor mesmo.

Continuar lendo

Gougères – o pão de queijo francês

De vez em quando eu gosto de revisitar os tijolinhos base da confeitaria – é bom pra gente não esquecer as receitas tradicionais, se aperfeiçoar e também inventar uma moda, porque né, aqui a gente adora dar uma bagunçada nos clássicos.

Esses bolinhos de amor chamados gougères são um quitute que você já viu com certeza na sua versão açucarada – eles nada mais são do que uma carolina/bombinha sem recheio e com muito queijo na massa.

A massa utilizada é a pâte à choux, que parece difícil mas é tão fácil (ou mais) de fazer quanto um pão de queijo. Se precisarem de ajuda visual tem um passo a passo nos destaques nos stories do meu Instagram.

Aqui a minha inventada de moda foi trocar os queijos tradicionalmente usados por um bom meia cura mineiro, daqueles bem duros e salgadinhos mas, na real, qualquer queijo que dê pra ralar pode entrar nessa dança aqui.

Continuar lendo
%d blogueiros gostam disto: