Arquivo da tag: chocolate

Sanduíches de suspiro com chocolate meio amargo

sanduíches de merengue com chocolate meio amargo

Vocês pensam que é fácil a vida da doceira, mas é uma luta. Explico: a gente acaba fazendo sempre os mesmos doces para as encomendas das clientes, mas aí é aquela coisa – sobra um pouco de brigadeiro aqui, uma tampa de bolo ali, aquele cookie que ficou feio e não passou no controle de qualidade  fica rodando na tapaué olhando pra você.

Aí, de vez em quando, a gente olha aquilo tudo e a cabecinha começa a pensar – e se eu juntasse esse resto de doce de leite com aquele resto de bolo de nozes e fizesse um pavê? E se eu esmigalhasse esses cookies e fizesse um sorvetinho? Aí, em nome da gordice  ciência, a gente faz esse tipo de experiência bem calórica que atrapalha toda a alimentação equilibrada que eu sempre sonhei em ter.

Já contei aqui que a minha vizinha é uma sortuda, porque eu despacho sempre alguma coisa pra lá, mas esses sanduíches de merengue com chocolate… Desculpa aí, vizinha, mas fico te devendo.

Os componentes da receita: uma sobra de merengue que eu uso como cobertura de bolos e cupcakes, que assei em forno baixíssimo por umas 3 horas até secar e ficar crocante e uma ganache de chocolate meio amargo que serve para várias coisas – desde cobrir bolos até enrolar em trufinhas.

Sanduíches de Suspiro com Chocolate Meio Amargo

Suspiro (esta receita precisa de um termômetro para uso culinário)

  • 3 claras grandes
  • 1 xícara de açúcar refinado
  • 1/2 colher de chá de extrato ou essência de baunilha

Ganache

  • 400g de chocolate meio amargo em barra, picadinho
  • 200g de creme de leite UHT

Prepare o suspiro

Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga e prepare um saco de confeitar grande com um bico pitanga (eu usei o 1M da Wilton). Aqueça o forno  a 100 graus – se no seu não tiver essa temperatura coloque na mínima e deixe uma colher de pau na porta do forno. Numa tigela resistente ao calor, misture as claras e o açúcar. Coloque o termômetro na tigela e leve ao banho-maria, misturando com um fuet, até as claras atingirem 71 graus Celsius. Leve à batedeira e bata por mais ou menos 7 minutos, ou até ficar em ponto de merengue, formando picos firmes. Junte a baunilha e bata mais um pouquinho para misturar.

Passe a mistura para o saco de confeitar e forme rosinhas de merengue nas assadeiras preparadas. Achei esse video que mostra direitinho como eu fiz:

Leve ao forno por mais ou menos 2 horas, dependendo do tamanho dos seus merengues, ou até secarem bem.

Prepare a ganache:

Leve o chocolate ao microondas em intervalos de 30 segundos até ele estar parcialmente derretido, ou seja, quase todo liquido mas com alguns pedacinhos ainda inteiros no meio. Tire do microondas e misture com uma espátula até terminar de derreter tudo. Verifique se o chocolate está muito quente colocando um pouquinho no lábio – misture o creme de leite só quando estiver quase frio.

Deixe a ganache repousar até ficar em ponto pastoso para utilizar. Não coloque na geladeira, senão vai endurecer muito.

Montagem:

Coloque a ganache num saco de confeitar com bico liso pequeno ou pitanga francesa e aplique o recheio em metade dos suspiros, na parte lisa. Cubra com os suspiros restantes. Pode ser guardado em recipiente com tampa por até dois dias. Como essa ganache fica bem durinha é bem fácil de embalar para presente sem o risco de escorrer e melar tudo.

Me perdoem, eu pequei – Bolo Surpresa de Brigadeiro

bolo brigadeiro com ganacheFoi sem querer, juro. Eu estava me comportando. Mas sobrou massa de bolo de chocolate. Sobrou também recheio de brigadeiro. E eu estava com visita em casa, como não oferecer um docinho pra amiga?

Então, eu pequei – e cometi essa gordice.

E vocês vão me desculpar, não tenho uma foto melhor por motivos de: não conseguimos esperar as fotos pra comer metade do bolo numa só sentada. Foi mal. Façam.

Bolo Surpresa de Brigadeiro

Eu já tinha postado essa dica lá na nossa fanpage do Facebook e um monte de gente me pediu a receita da massa do bolo e do recheio. Então vai que é tua!

Massa

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de chocolate em pó (50% de cacau)
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 1 e 1/2 xícara de açúcar refinado
  • 1 xícara de leite
  • 2/3 xícara de óleo de canola
  • 1 colher de chá de essência ou extrato de baunilha
  • 3 ovos tamanho extra

Recheio

  • 1 lata de leite condensado
  • 1/2 caixinha de creme de leite UHT (100g)
  • 3 colheres de sopa de chocolate em pó (50% de cacau)
  • 2 colheres de sopa de leite em pó integral instantâneo
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de sopa de manteiga

Cobertura

  • 100g de chocolate meio amargo em barra picado
  • 25g de manteiga sem sal

Prepare primeiro o recheio:

Numa panela de fundo grosso, misture todos os ingredientes. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre com um fuet até a mistura virar um creme grosso, que faz bolhas grandes. Deixe amornar para utilizar.

Prepare a massa:

Aqueça o forno a 180 graus, com a grade posicionada no meio. Unte e polvilhe farinha de trigo numa forma de bolo inglês grande, ou duas pequenas – é importante que o bolo não fique muito baixinho.

Numa tigela grande, peneire juntos a farinha, o chocolate em pó e o fermento.

Na batedeira, misture o açúcar, o leite, o óleo, os ovos e a baunilha. Junte a mistura de farinha e bata até ficar homogêneo. Passe a massa para a forma e asse por aproximadamente 35 minutos (ou mais, dependendo do seu forno), até passar no teste do palito. Desenforme morno e coloque no prato onde vai servir.

Deixe esfriar completamente. Com a ajuda de uma faca de serra, corte um retângulo no centro do bolo e retire essa “tampa” cuidadosamente, para não quebrar. Retire o miolo do bolo e despreze (ou faça como eu e coma tudo). Complete a parte oca com o brigadeiro preparado anteriormente, sem encher até em cima. Posicione a “tampa” sobre o recheio e prepare a cobertura.

Cobertura:

Coloque o chocolate em barra e a manteiga numa tigela de vidro e leve ao microondas para derreter em intervalos de 20 segundos. Misture bem para ficar homogêneo e cubra a parte de cima do bolo. Deixe firmar e sirva.

Sobrou ovo de páscoa? – brownies de chocolate ao leite

brownies ao leite

Não sei vocês, mas minha casa está com uma superlotação extrema de ovos de chocolate pós-páscoa. Como lidar? Comemos tudo para não vencer? Comemos tudo porque é páscoa e pode? Comemos chocolate no café da manhã, almoço, jantar e mandamos para o lanche da escola?

Não me lembro de ganhar tantos ovos quando eu era criança – tô velha ou era 1 pra cada um e olhe lá? Pra mim aquele ovo de páscoa da infância era um presente especialíssimo, guardado e escondido no fundo do guarda-roupa pros irmãos não roubarem, já que sempre acabavam com o deles primeiro e o meu era saboreado por semanas pra durar mais.

Caso é que aqui em casa a criança só quis saber mesmo dos brinquedinhos que vieram dentro dos ovos, então fui procurar receitas para aproveitar todo esse chocolate ao leite parado.

Um ovo grandinho virou esse brownie aqui – assim fica mais fácil de congelar, levar de lanche ou servir pras visitas. Ficou gostoso, quem gosta de um doce bem doce vai apreciar. Usei o chocolate ao leite de marcas mais populares – acho que pode ficar bem interessante com um produto mais “gourmet”, ou usar pedaços de chocolate amargo na massa.

Brownies de Chocolate ao Leite  (rende 16 pedaços) – do epicurious.com

  • 50g manteiga sem sal
  • 225g de chocolate ao leite picado
  • 3/4 xícara de açucar mascavo (medir apertando na xícara)
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 2 ovos grandes
  • 3/4 xícara de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de cacau em pó sem açucar
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1/4 colher de chá de fermento

Forre uma assadeira quadrada de 20cm com papel alumínio, unte e polvilhe farinha de trigo. Aqueça o forno a 180 graus.

Numa tigela, peneire juntos a farinha,cacau, sal e fermento. Reserve.

Numa tigela grande resistente ao calor, derreta metade do chocolate junto com a manteiga – pode ser no microondas em intervalos de 20 segundos ou em banho maria. Misture bem e deixe amornar. Acrescente a baunilha e o açúcar mascavo. Junte os ovos, um a um, batendo bem com um fuet após cada adição.

Junte a farinha peneirada com os demais ingredientes e misture o restante do chocolate. Passe a mistura para a forma preparada e asse por cerca de 30 minutos – se você espetar um palito ele sairá úmido com migalhinhas grudadas. Deixe esfriar, desenforme, retire o alumínio e corte em retângulos.

Receitinha do Truque – Bolo de kitkats e M&Ms

 

Antes de começar esse post vamos esclarecer que não estou ganhando nadinha para dizer o nome das marcas dos chocolates nessa receita, ok? Aliás, pessoal na Nestlé e da Hershey’s, se quiserem contribuir com o fundo The Cookie Shop de solidariedade, é só entrar em contato comigo que estamos aí, hein? Podem me pagar em chocolate se quiserem.

Esse bolo é o bolo do truque – se você é daqueles que nunca decorou um bolo na vida, ou quando tentou fez uma melequeira e o resultado não foi aquela beleza que sonhaste, essa receita é pra você, minhazamiga. Ou zamigo.

O único pulo do gato é não fazer um bolo mais alto que a altura dos palitinhos de chocolate, nem muito baixo – aí é só seguir as indicações da receita que vc vai ter um bolo mais ou menos na altura certa. Na dúvida, use uma régua que não tem erro.

Aproveite as férias e faça com as crianças, elas vão te achar o maior gênio da culinária que já passou pela face da Terra.

Bolo de Kit kat e M&Ms

Para a massa de chocolate:

  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 xícara de chocolate em pó
  • 1 e 1/2 colher de sopa de fermento em pó
  •  2 e 1/2 xícaras de açúcar refinado
  •  6 ovos
  • 1 e 1/4 xíc de óleo de canola, milho ou girassol
  • 1 e 1/4 xícara de leite

Para a cobertura  e recheio:

  • 285g de chocolate meio amargo picado
  • 1/2 xícara de água
  • 150g de manteiga sem sal, cortada em pedacinhos, temperatura ambiente

Para a decoração e montagem:

  • 16 pacotinhosde kitkat (dá para usar dedinhos de chocolate, tubinhos de wafer, ou qualquer chocolate em palitos)
  • Confetti, M&Ms, balinhas de chocolate ou chocoballs, ou o que quiser do gênero, para cobrir
  • uma fita para arrematar

Primeiro faça a massa:

Unte e polvilhe com farinha de trigo duas assadeiras redondas de 20cm de diâmetro. Preaqueça o forno a 180 graus.

Numa tigela grande, peneire juntos a farinha, o chocolate em pó e o fermento. Reserve.

Misture o leite e o óleo. Reserve.

Na batedeira, bata os ovos com o açúcar até ficar clarinho e dobrar de volume.  Junte a mistura de leite/óleo e os ingredientes secos peneirados aos poucos, sem parar de bater, até ficar homogêneo. Divida a massa entre as assadeiras preparadas (cuidado para não encher muito se suas formas forem baixinhas).

Asse por mais ou menos 30 minutos, até passar no teste do palito. Deixe amornar e desenforme sobre duas folhas de papel alumínio ou papel manteiga.

Deixe esfriar completamente e nivele, cortando o topo do bolo que ficou arredondado, se precisar. Tente deixar reto, mas não se preocupe muito em ficar perfeito.

Faça a cobertura e recheio:

Derreta em banho maria (ou no microondas, em intervalos de 30 segundos) o chocolate e a água. Quanto estiver bem homogêneo, junte a manteioga em pedacinhos, misturando bem. Deixe esfriar em temperatura ambiente até chegar a uma consistência “espalhável” com espátula.

Montagem:

Coloque uma das massas já frias e niveladas sobre o preto de servir. Espalhe um terço da cobertura com uma espátula.

Cubra com a outra massa e meça a altura com uma régua – se o bolo ficou mais alto que a altura dos palitinhos de chocolate, acerte com uma faca de serra, tentando deixar retinho.

Espalhe o restante do creme de chocolate sobre o bolo e nas laterais, cuidando para não sujar o prato. Não precisa fazer uma camada muito grossa de creme.

Quebre os chocolates, separando os palitinhos, e cole-os por toda a lateral do bolo, bem próximos. Cubra o topo com as balinhas de chocolate, para formar a “piscina” de balinhas.

Com a fita, amarre toda a volta do bolo e arremate com um laço.

Não deu tempo de comprar presente?

Tá na mão!

Receitinhas pra não chegar de mãos vazias na festa de Natal, pra todos os gostos:

1. Caramelos de Baunilha e Flor de Sal – receita de média dificuldade, precisa de termômetro para caldas.

2. Shortbread de Castanha do Pará – fácil e a castanha pode ser substituida por nozes, amêndoas, etc.

3. Cocadinhas de Amêndoas e Chocolate – super fácil e sem gluten.

4. Biscoitos Spritz Amanteigados – uma delícia, derretem na boca. Trabalhosos.

5. Biscoitinhos de Laranja – Trabalhosos, mas uma das minhas receitas favoritas de biscoitos.

6. Blondies – Média dificuldade, mas só porque tem que picar as nozes e o chocolate, no mais é super tranquilo.

7. Palmiers de Canela – Se for fazer com massa folhada comprada pronta é facílimo!

8. Fudge de chocolate com pistache – essa é boa de fazer com as crianças, já que não vai ao fogo.

9. Brigadeiro de Pistache da Nena – É brigadeiro. É pistache. Sem mais.

Agora é só caprichar na embalagem e Feliz Natal!

Meio brega, meio chique – Rocambole Floresta Negra

Pra mim, a fruta que tem mais a cara das festas é e sempre será a cereja. Por muito tempo foi minha fruta favorita, pelo sabor e pela raridade, já que só apareciam por aqui uma vez por ano, e bem pouquinhas, porque eram e ainda são superfaturadíssimas.

Prefiro as frutinhas frescas, mas quando criança, achava as cerejas em calda ou ao maraschino a quintessência da ryqueza e poder no quesito adornos para sobremesas. E o auge da finesse, a mais pura elegância em forma de bolo, seria uma belíssimamente decorada torta Floresta Negra.

Como quase tudo e todos na vida, a Floresta Negra teve sua ascenção e declínio, caindo nas garras de confeiteiros inescrupulosos e passando a ser feito não com o mais puro creme de leite, raspas de chocolate do bom e cerejas verdadeiras mas com cremes suspeitos, mockolate e bolinhas de mamão coloridas. E assim assassinaram um clássico ~um minuto de silêncio~.

Com uma lata de cerejas em calda perambulando pelos meus armários, resolvi ressuscitar essa diva açucarada. Fez-se então um Floresta Negra em forma de rocambole, que achei mais prático e mais com cara de Natal, meio brega e meio chique, com um jeitão bûche de Noël.

Rocambole Floresta Negra (rende 8 a 10 porções)

Para o pão de ló

  • 8 ovos, claras e gemas separadas
  • 6 colheres de sopa de açúcar
  • 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de chocolate em pó
  • 1/2 colher de chá de fermento

Para o recheio

  • 250ml de creme de leite fresco bem gelado
  • 3 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
  • 1 xícara de cerejas em calda picadas (reserve a calda para molhar o pão de ló)

Para a cobertura

  • 180g de chocolate meio amargo picado
  • 2/3 xícara de creme de leite fresco
  • raspas de chocolate
  • cerejas inteiras

Primeiro, faça o pão de ló:

Preaqueça o forno a 180 graus, com a grade no centro do forno. Unte com manteiga uma assadeira de 30X40cm, forre com papel manteiga, unte novamente e polvilhe com farinha de trigo.

Peneire a farinha, o chocolate e o fermento. Reserve.

Na batedeira, bata as claras em neve. Sem parar de bater, junte as gemas, uma a uma, e depois o açúcar uma colher por vez. Você vai obter uma mistura bem fofa. Junte a mistura de farinha aos poucos e misturando devagar, envolvendo com uma espátula, cuidando para não desinflar a massa. Quando estiver homogêneo, passe a massa para a assadeira preparada e asse por mais ou menos 20 minutos, ou até passar no teste do palito. Deixe esfriar por 10 minutos e desenforme sobre um pano limpo polvilhado com bastante açúcar.

Enrole a massa ainda quente junto com o pano e reserve enrolado até esfriar completamente.

Enquanto isso, faça o recheio:

Bata o creme de leite até formar picos moles. Junte o açúcar e bata um pouco mais até dar ponto de chantilly.

Misture as cerejas picadas e reserve em geladeira até a massa esfriar.

Para a montagem:

Desenrole o pão de ló e mole levemente com a calda das cerejas. Espalhe o recheio e enrole pela parte mais larga. Corte as pontas e passe para o prato de servir.

Faça a cobertura:

Coloque o chocolate picado numa tigela resistente ao calor. Aqueça numa panelinha o creme de leite, até quase começar a ferver. Despeje sobre o chocolate picado e mexa com uma espátula até ficar uma calda homogênea. Despeje sobre o rocambole e decore com as raspas de chocolate e cerejas, ou a gosto.

Mantenha em geladeira até a hora de servir.

Minha lente quebrada e os World Peace Cookies

Desculpa aí gente – eu queria era estar postando lindas sugestões para o natal, com pinheirinhos, laços dourados e papais noéis, mas aconteceu uma coisa muito triste: a lente da minha câmera quebrou. Simplesmente se despedaçou ao meio.

E ninguém, ninguém mesmo, acredita em mim que o negócio quebrou sozinho. Talvez seja porque o cara da autorizada tenha reparado que tinha um pouco de farinha no corpo da câmera. E eu comentei que uso o equipamento para fotografar comida. Enfim, o pessoal da loja de fotografia me olhou muito estranho e tenho certeza que perdi o respeito deles para sempre.

(Posso imaginar a cara que fariam para a minha amiga Alessandra, que teve a surpresa de descobrir que uma família de MINIARANHAS  estava morando na sua câmera)

Anyway, as fotos desses biscoitinhos estavam guardadas para uma época menos festiva do ano, mas não vejo porque eles não possam fazer parte do cafezinho pós almoço de natal, ou até mesmo servir como um belo presente, embalados numa caixinha ou lata caprichada – são meus biscoitos de chocolate favoritos, afinal de contas. Se quiser dar uma incrementada ainda maior, banhe os cookies em chocolate que você vai ver o que é felicidade na vida.

Pode dar uma googlada no nome dos danados que vocês vão ver como são bem famosos, porque além do sabor intenso de chocolate e da textura amanteigada, eles levam um pouco de flor de sal na massa – parece esquisito, mas são de chorar de bons, especialmente se os ingredientes forem de ótima qualidade.

World Peace Cookies (do livro Baking, From my Home to Yours) – rende mais ou menos 36 cookies

  • 1 1/4 xícara de farinha de trigo
  • 1/3 xícara de cacau em pó
  • 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 140g de manteiga em temperatura ambiente
  • 2/3 xícara bem apertados de açúcar mascavo claro
  • 1/4 xícara de açúcar
  • 1/2 colher (chá) de flor de sal (ou 1/4 de colher de chá de sal comum)
  • 1 colher (chá) de extrato de baunilha
  • 3/4 xícara de chocolate meio amargo em gotas ou em pedacinhos

Numa tigela, peneire a farinha, o cacau e o bicarbonato juntos. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga por 2 minutos em velocidade média até que ela fique cremosa. Junte o açúcar mascavo e o açúcar, o sal e a baunilha e bata até ficar clarinho e fofo.

Junte a mistura de farinha de uma vez e misture em velocidade baixa, somente até não haver mais vestígios de farinha. Não bata demais pra não trabalhar a massa em excesso.

Junte os pedaços de chocolate e misture para distribuir na massa.

Numa superfície de trabalho, divida a massa em duas partes e forme um rolinho com cada uma (de mais ou menos 4cm de diâmetro). Embrulhe cada um em plástico filme como se fossem salames e  leve à geladeira por 3 horas (pode ficar 2 dias na geladeira ou congelar).

Forre duas assadeiras com papel manteiga e preaqueça o forno a 160ºC-170°C.
Com uma faquinha afiada, corte rodelas da massa de mais ou menos 1cm de espessura, bem gordinhas. Se eles despedaçarem, dê uma apertadinha na massa para juntar de novo.

Asse por 12 minutos – eles não irão parecer prontos, e se apertados com a ponta do dedo estarão ainda macios, mas é assim mesmo. Deixe esfriar por 5 minutos na assadeira e transfira para uma grade para esfriarem completamente.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.519 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: