Arquivo da tag: hora do chá

Gâteau aux amandes – bolo marzipan

Resolvi que precisava aprender uma coisa nova e entrei num desses aplicativos que ensinam línguas.

Escolhi francês porque sim, e porque quero um dia voltar à Paris para levar a Cookinha comer macarons da fonte.

O caso é que só o aplicativo não estava dando conta de me situar na língua, então achei uma boa idéia procurar umas receitas em francês. Para pra pensar se não é uma boa idéia: cozinhar tem um monte de verbos, um monte de substantivos e um monte de adjetivos.

Aí foi isso: a primeira receita que eu entendi inteira fui lá e fiz, ficou boa e adaptei ela aqui pra vocês – um bolinho que olhando assim você não dá nada mas MANO DO CÉU, que delícia! Fica molhadinho, com um gostinho de marzipan, bem fofinho.

Então é isso gente, façam também e bon appétit!

Continuar lendo

Receitas de Família – bolo preguiçoso de laranja

Aqui em casa tenho uma boa quantidade de livros de receita – não tantos quanto alguns amigos blogueiros (alô Pat, alô VH!), mas com certeza mais que pessoas normais que não trabalham com cozinha.

Às vezes eu olho pra estante e penso que talvez se fizesse uma receita por dia pro resto da minha vida talvez eu conseguisse experimentar tudo que tem ali. Pra compensar o dinheiro que gastei com eles, né? Quem sabe um dia não me inspiro e mando um Julie e Julia nos livro tudo.

O problema é a preguiça.

Quando a preguiça domina nada mais me resta senão voltar para as origens e abraçar forte o conforto das receitinhas do caderno da mamãe. Quase tudo ali é fácil e rápido, sob medida para a mãe de 3 que trabalhava fora, e uma ou outra receita mais elaborada/chic/anos 80 (e pavês, muitos pavês).

Esse bolo de laranja estava meio escondido num canto de página. Sob o nome Bolo de Laranja Jô só uma lista de ingredientes e um modo de fazer meio mal explicado (dizia apenas bater tudo no liquidificador e assar), mas eu me lembrava dele muito bem, assado em tabuleiro retangular e cortado em losangos. A Jô eu não me lembro quem era, mas agradeço pela receita.

Me lembro que a laranja era batida no liquidificador com casca e tudo, e o bolo às vezes ficava com um leve amargor. Como não curto muito o sabor amargo em doces dei uma adaptada na receita – ele ficou bem fofinho, com um sabor suave de laranja, aquele bolo que abraça a gente pelo estômago.

Continuar lendo

Pinheirinhos que alegria – biscoitinhos spritz de Natal

Muito cedo pra começar a fazer biscoitinhos de Natal?

É que fui dar uma voltinha no shopping ontem, e a decoração já estava a todo vapor – as árvores, enfeites, estrelas e pinheirinhos… Não deu pra esperar mais, voltei pra casa, montei a árvore e fui pra cozinha, armada do “biscoito-fácil” da minha sogra e coloquei a mão na massa.

Esses biscoitinhos são bem fáceis de fazer, principalmente se você tiver o aparelho. Se não tiver, dá pra formar as massinhas com um saco de confeitar com bico pitanga, ou até fazer bolinhas e achatar com um garfo.

O sabor é bem delicado, e a textura é de um amanteigado, derrete na boca. Se quiser mais doce, pode polvilhar com açúcar cristal antes de ir ao forno.

Biscoitinhos Spritz de Natal (adaptados daqui)

  • 1 1/4 xícara de farinha de trigo
  • 1/4 colher de chá de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 xícara (100g) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1 gema
  • 1/2 colher de chá de essência de baunilha
  • 1/4 colher de chá de essência de amêndoas
  • 2 gotinhas de corante alimentício verde (opcional)
  • açúcar cristal colorido, confeitos de açúcar etc para decorar

Aqueça o forno a 180°.

Peneire a farinha com o sal e o fermento e reserve.

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar fofo e claro. Junte a gema e as essências e bata muito bem (se for usar o corante, coloque agora).  Junte a farinha e misture somente até a farinha estar incorporada, sem bater demais.

Passe a massa para o aparelho de biscoitos ou para um saco de confeitar e forme os biscoitinhos diretamente sobre uma assadeira sem untar. Polvilhe com o açúcar cristal ou confeitos coloridos e leve ao forno para assar até dourar de leve as bordas. Deixe esfriar nas assadeiras e guarde em pote tampado por até 15 dias.

1 2 5
%d blogueiros gostam disto: