Arquivo da tag: morangos

Sorvete de cheesecake

sorvete-de-cheesecake

 

Sabe aquelas receitas que é só abrir a geladeira ou a despensa e todos os ingredientes estão ali? É só pegar tudo e ir pra cozinha? Então, essa não é uma delas.

Eu tenho uma lista interminável dessas receitas, parece aquelas cartas quilométricas que os fãs mandam pros seus ídolos.

577156_235309963246528_100003025788406_31554637_587375731_n

SIMULAÇÃO

Pra elas saírem do papel é preciso  que os astros se alinhem, todos os ingredientes estejam na minha cozinha e, o mais importante, a preguiça esteja de folga naquele dia.

Foi o caso desse sorvete de cheesecake, que aconteceu num momento de quase milagre/cometa halley em que o cream cheese e o creme de leite estavam na promoção em plena época de morangos. Não precisou nem espantar a preguiça já que a única coisa que vai ao fogo é a caldinha, o resto é só bater no processador e gelar na sorveteira.

Adorei o sorvete, a receita com certeza foi pro trono pelo sabor, cremosidade e praticidade. Luan, pode riscar aí da nossa lista.

Sorvete de cheesecake com calda de morango – adaptado do blog Joy the Baker

rendimento: 6 porções

  • 1 caixinha de morangos (lavados, sem folhas e cortados em quartos)
  • 60g de açúcar refinado (para a calda)
  • 300g de cream cheese gelado
  • 240g de creme de leite fresco gelado
  • 250ml de leite gelado
  • 210g de açúcar refinado (para o sorvete)
  • raspas de limão ou extrato de baunilha

Comece pela calda: leve os morangos e os 60g de açúcar ao fogo numa panela e cozinhe em fogo médio-baixo até ferver e o açúcar dissolver. Os morangos solta bastante suco, mas se ficar muito seco pode colocar um pouquinho de água. Deixe a calda de morangos esfriar antes de usar.

Para o sorvete: bata todos os outros ingredientes no processador até ficar uniforme e leve esse creme para a máquina de sorvete seguindo as instruções do fabricante. Normalmente eu deixo meus sorvetes na sorveteira por no máximo 25 minutos.

Passe o sorvete para um recipiente que possa ir ao freezer intercalando com a calda de morangos fria ou gelada, formando um leve marmorizado. Tampe e leve ao freezer ou congelador por pelo menos 3 horas para firmar antes de servir. Sugestão: sirva com biscoitinhos amanteigados, que farão as vezes da massinha do cheesecake.

 

strawberry-cheesecake-icecream

 

 

Save

Save

Precisamos conversar sobre a touca + receita de torta de morangos

torta de morango

Essa semana me deu uma vontade muito grande de conversar com vocês sobre um assunto meio mala, então senta que lá vem história.

Sei que não devo, mas muitas vezes acabo caindo naquela armadilha dos tempos modernos que é ler comentários de posts da internete. É igual briga de vizinho, que a gente fica não querendo ouvir mas ouve, sabe? Pois então.

O post em si era um video de uma moça cozinhando e conversando com uma apresentadora. O conteúdo da receita e a identidades dos envolvidos não são a questão, mas sim os comentários sobre a aparência das pessoas e suposta falta de higiene com o preparo daquela comida.

Não é a primeira vez que eu vejo isso em videos de receita: vem um monte de elogios falando ai que delícia e aí chega O/A DIFERENTÃO/DIFERENTONA e manda o NOSSA QUE FALTA DE HIGIENE JAMAIS COMERIA UMA COMIDA FEITA POR ESSA PESSOA QUE ESTÁ SEM TOUCA/LUVAS/MÁSCARA/SNORKEL/BURCA.

Vamos respirar fundo, contar até dez e refletir um pouco sobre isso amiguinhos?

Numa cozinha profissional existem sim algumas exigências de higiene pessoal e itens de proteção. Estes dependem um pouco do que será fabricado, normas da empresa e da legislação local, mas normalmente envolvem um uniforme/avental/dólman que deve ser usado somente no ambiente da cozinha, cabelos presos e protegidos e mãos limpas.

Pergunta: Mas Paula, a pessoa está sem luvas! SEM LUVAS!!! ECA!!!!

Resposta: Ce jura? Pois saiba que o uso de luvas não é necessário nem obrigatório pelas normas da Anvisa/SP desde 2013. Já ouviram falar em água e sabão? Então.

Pergunta: Mas e a máscara? Vai ficar respirando em cima da comida???? ECA!!!!

Resposta: O cozinheiro está doente? Vai usar preparos em pó que podem ser aspirados por ele prejudicando a sua saúde? Vai ficar falando e jogando perdigotos em cima da comida igual você e o pessoal da firma fazem na fila do quilão? Então não precisa de máscara.

Pergunta: Mas ela está usando esmalte!! E brinco!! E maquiagem!!!

Resposta: Ah vá! Será que é porque está num programa de TV/ video da internet para te ensinar umas receitinhas e não numa cozinha profissional? E por acaso tu ia querer aparecer toda cagada feia na TV minha amiga?

Programa de tv/video do YouTube são formas de entretenimento, portanto se a pessoa quiser por no ar um show de culinária com o apresentador fazendo uma pizza de calabresa peladão ele pode, e acho que não vem ao caso questionar boas práticas na produção de alimentos nesse caso né? (QQ foi? Já vimos coisa pior na pizzaria Bate Papo).

E vocês queridos leitores, o que pensam sobre esse assunto? Contem pra gente aí nos comentários!

Agora fiquem com a torta de morangos e de volta à nossa programação normal.

Torta de Morangos com Creme de Baunilha (rende uma torta de 23cm de diâmetro)

Essa torta é aquela classicona da padoca, só que melhor, já que a massa é feita com manteiga e o creme com baunilha em fava.

Massa para torta doce

  • 1 e 1/4 xícara (175g) de farinha de trigo
  • 1/3 de xícara (65g) de açúcar refinado
  • 1/4 colher de chá de sal
  • 115g de manteiga sem sal gelada em pedaços
  • 1 gema de ovo grande
  •  mais ou menos 4 colheres de água gelada

Na batedeira planetária com o batedor de raquete, no processador ou à mão mesmo misture os ingredientes secos. Adicione a manteiga e bata/pulse ou misture com as pontas dos dedos (como se estivesse esfarelando) até formar uma farofa grossa e úmida. Com a batedeira ou processador ligados  junte a gema e em seguida a água gelada aos poucos, até a massa se juntar. Se for à mão faça o mesmo, vá adicionando os líquidos aos pouquinhos somente até a massa se juntar, não pode ficar grudenta nem mole.

Junte a massa num disco e embale em plástico filme. Deixe na geladeira por uns 20 minutos.

Abra a massa com um rolo e forre uma forma para torta canelada com fundo falso de 23 a 25cm de diâmetro, apertando bem as laterais. Corte o excesso com uma faquinha e fure o fundo com um garfo. Leve ao freezer enquanto faz o creme.

Aqueça o forno a 190 graus. Unte uma folha de papel alumínio com spray ou óleo e coloque essa parte untada em contado com a massa da torta. Encha com feijões ou outro grão cru (ou os pesinhos de cerâmica da Claudia) coloque a forma da torta sobre uma assadeira maior (pode vazar manteiga derretida no seu forno!) e asse por 20 minutos. Retire o papel alumínio e os feijões e asse por mais 15 a 20 minutos, até dourar bem.

Crème Pâtissière

  • 2 xícaras (500ml) de leite integral
  • 1 fava de baunilha (ou 2 colheres de chá de extrato)
  • 5 gemas
  • 1/2 xícara (100g)  de açúcar refinado
  • 1/4 de xícara (40g) de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa (28g) de manteiga gelada em pedaços grandes

Numa panela média coloque o leite, as sementinhas e a fava da baunilha (se for usar extrato coloque só no final). Leve ao fogo para aquecer bem, mas não deixe ferver.

Enquanto o leite aquece, bata numa tigela as gemas e o açúcar até ficar bem clarinho. Junte a farinha e misture bem.

Retire a fava do leite. Com a ajuda de uma concha, coloque um pouco do leite quente sobre as gemas e mexa rapidamente com um fouet. Vá colocando o restande do leite nas gemas, mexendo sempre, até ficar homogêneo. Volte a mistura para a panela e leve ao fogo baixo até engrossar, mexendo sempre. Depois que engrossar totalmente continue cozinhando e mexendo o creme por mais 1 ou dois minutos, para que não fique com gosto de farinha crua.

Retire do foto e junte a manteiga gelada, mexendo muito bem até ficar bem sedoso. Passe para uma tigela e cubra com plástico filme aderido à superfície do creme para não formar película. Deixa na geladeira até a hora de usar.

IMG_7541

Montagem/Cobertura

  • 2-3 caixinhas de morangos maduros, lavados, sem folhinhas e cortados ao meio para cobrir a torta
  • 1/2 xícara de morangos (escolha os mais feinhos) picados
  • 1/2 xícara de água
  • 1/4 de xícara de açúcar
  • 2 colheres de chá de amido de milho

Recheie a massa da torta com o creme de baunilha frio. Arrume os morangos sobre o creme e leve à geladeira enquanto faz a calda de brilho: leve os morangos pixados e a agua ao fogo e deixe ferver. Passe tudo numa peneira e volte o suco para a panela. Misture o açúcar e o amido e leve ao fogo até engrossar bem. Tire a torta da geladeira e pincele/despeje essa calda sobre os morangos para dar brilho. Deixe a torta gelar por pelo menos 3 horas antes de desenformar e servir.

 

strawberry tart

Sobre futebol, derrotas e um bolo de morango pra consolar

Bolo de Morango

Entento pouquíssimo de futebol. Faz anos que parei de assistir os jogos do meu time. Fui a um estádio ver jogos duas vezes na vida, um deles para ver a seleção brasileira ganhar numa eliminatória de Copa do Mundo.

Então, com o perdão de vocês que vem aqui pra ver as receitas, hoje eu vou dar meus dois centavos sobre o assunto.

Essa Copa do Mundo foi cheia de emoções contraditórias, desde o começo. Passou por uma alegria inicial pela escolha do Brasil para a sede, aí foi chegando mais perto e as pessoas foram se tocando da grandiosidade do evento. Em alguns bateu um medo de ser um fiasco, já que tantas coisas geridas pelo poder público são um fiasco. Daí todo mundo foi pra rua protestar, porque olhava pros estádios novos e pensava que com aquele dinheiro dava pra construir não sei quantos hospitais (ou ir não sei quantas vezes pra Orlando fazer compras). Daí os gringos começaram a chegar e todo mundo adora uma festa, ainda mais cheia de gringos – é como viajar sem sair do lugar – e todo mundo ficou alegre de novo. Daí começou a Copa e todos vestiram suas camisas amarelo canarinho com muito orgulho, com muito amor e pararam suas vidas, porque quiseram ou foram obrigados pelas circunstâncias.

Aí teve ontem.

Eu, que não ligo muito pra futebol, decidi assistir ao jogo (aquele-que-não-deve-ser-nomeado) sozinha em casa mesmo.

E começaram os gols do adversário, sem parar, concretizando o que deve ser o pior pesadelo de cada um daqueles meninos que estavam jogando. Enquanto eu sentia pena deles começaram a pipocar na minha timeline do facebook as primeiras piadas (é o jeitinho brasileiro de lidar com a dor, fazer piada em velório, e eu sou super a favor), mas também voltaram os textos de revolta, de que nesse país nada funciona mesmo, de que o povo é malandro e desonesto e não gosta de trabalhar, que a Alemanha sim é um exemplo de país, de que a culpa é da presidente, etc etc etc

Eu, de minha parte, me sinto pessoalmente ofendida e ligeiramente confusa quando começa essa espiral de complexo de vira-latice. Ué, vocês não são brasileiros também? Não são o povo? Então vocês são desonestos e não gostam de trabalhar? Ou estão falando que eu, que sou brasileira, sou vagabunda? E o que o cu tem a ver com as calças? Como um jogo de futebol pode ser responsável por definir (ou validar) mais de 200 milhões de pessoas? Até entendo isso fazer algum sentido em 1950 – tempos mais ingênuos mas também quando era ok ser preconceituoso, mas hoje em dia eu esperava um pouco mais de reflexão.

Enfim, hoje eu acordei assim, chateada porque o time de futebol do Brasil perdeu de lavada e porque tanta gente acha que essa derrota assina embaixo e carimba em três vias o documento de escrotidão que é ser brasileiro.

Se eu pudesse, levaria um bolinho de morango pros jogadores, tadinhos, que além de terem perdido por 7 a 1 ainda tem que carregar nos ombros os escombros das expectativas confusas de um monte de gente por aí.

Bolo de Morangos (do site da tia Martha Stewart)

  • 85g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
  • 200g (1 e 1/2 xícara) de farinha de trigo
  • 1 1/2 de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 200g (1 xícara) de açúcar), mais 2 colheres de sopa para polvilhar o bolo
  • 1 ovo grande
  • 1/2 xícara de leite
  • 1colher de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 1 caixinha de morangos (400g), sem as folhinhas e cortados ao meio no sentido do comprimento

Unte e polvilhe com farinha de trigo uma forma refratária redonda de 25cm. Aqueça o forno a 180 graus. Peneira juntos a farinha, fermento e sal.

Bata na batedeira o açúcar e a manteiga até ficar clarinho. Junte o ovo e bata até ficar um creme fofo. Junte o leite e a baunilha e bata para combinar. Com a batedeira no mínimo, vá colocando a mistura de farinha aos poucos e bata somente até ficar homogêneo.

Transfira a mistura para a forma preparada, alise a massa e distribua as metades de morangos bem próximas umas das outras. Polvilhe com as duas colheres de açúcar e deixe assar por 10 minutos. Abaixe a temperatura para 170 graus e asse até dourar e passar no teste do palito – mais ou menos uma hora.

Sirva morno ou em temperatura ambiente.

fatia de bolo de morango

Sobre a internet e uma receita de bolo invertido de morangos

A internet é um lugar engraçado, eu acho.

Pense num um universo paralelo que tem um monte de caixotes. Aí, se você quiser, é só subir em um e começar a falar o que tiver vontade. Só que como tem muita gente falando, é preciso fazer alguma coisa pra chamar a atenção – começa aí um verdadeiro show de talentos, gente contando piada, fazendo artesanato, fazendo comida, falando coisas super inteligentes, malabarismo, whatever, vale tudo. Mas aí tem um pessoal que resolveu que a melhor forma de chamar a atenção pro seu caixote foi pegar um megafone e gritar mais alto que os outros, mesmo que o discurso seja meio bobo, meio chato, ou meio preconceituoso.

Outro dia li um post desses num blog que eu achava até bacaninha. Uma menina, parece ser bem jovenzinha, dizia que mulheres que vendem cupcakes são desocupadas. E que os cupcakes que elas fazem são ruins. E que essas mulheres casadas não precisam trabalhar, já que abandonaram suas carreiras e são sustentadas pelo marido. E como sentem culpa por não terem uma atividade, empurram cupcakes pela goela abaixo da humanidade.

Numa primeira leitura, fiquei meio chocada com tanto machismo e preconceito, principalmente vindo de uma menina tão jovem. Fui ver melhor quem ela era, e o que ela escrevia, e descobri que ela está fazendo carreira na web brasileira como mal-humorada de plantão, aquela que fala mal de tudo e de todos, rouba pirulito de criança, cospe no coelhinho da páscoa, chuta a vó e odeia cor de rosa. Enfim, uma dr. Gregory House mirim, ou até poderia dizer uma discípula de Fernanda Young.

Eu ia deixar uma mensagem descascando o abacaxi e tal, mas já tinham uns 400 comentários, metade achando o máximo, metade achando uma merda, e aí caí em mim que o barato da barata era realmente fazer todo mundo ficar bravinho e dar um tapa na cara da sociedade. Acabei não escrevendo nada pra ela, afinal aquele caixote não é meu, e fui fazer bolo de morango que eu ganhava mais, mas não sem antes desejar do fundo do meu coração que essa moça tenha 5 filhos, seja demitida do seu trabalho de jornalista inteligente e seja obrigada a vender palha italiana para complementar a renda familiar.

*Pra quem quiser ler o texto da moça, está aqui.

Bolo Invertido de Morangos (adaptado daqui)

  • 250g de morangos, lavados e cortados ao meio no sentido do comprimento
  • 1/3 xícara de açúcar cristal
  • 1 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • 1/4 colher de chá de bicarbonato
  • pitada de sal
  • 1 xícara de açúcar
  • 100g de manteiga sem sal e mais um pouco para untar a assadeira
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 ovos, gemas e claras separadas
  • 3/4 xícara de iogurte natural

Preaqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma redonda de 22cm de diâmetro.

Polvilhe a forma untada com metade do açúcar cristal. Cubra com os morangos, parte cortada para baixo, e arrume bem juntinhos, sem deixar espaço entre eles. Pique alguns em pedacinhos para tapar os buracos. Polvilhe o restante do açúcar cristal sobre os morangos e reserve.

Numa tigela média, peneire juntos a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal.

Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Junte as gemas e a baunilha e bata mais um pouco. Misture a farinha intercalando com o iogurte e bata em velocidade baixa até ficar homogêneo.

Numa tigela e com batedores limpos, bata as claras em neve até ficar com picos firmes. Misture com o restante da massa delicadamente. Espalhe sobre os morangos e alise com uma espátula. Asse por aproximadamente 35 minutos, ou até passar no teste do palito. Deixe descansar por 20 minutos e desenforme num prato de servir.

Oi, você vem sempre aqui? – Brigadeiro de morango (bicho de pé)

Oi, tudo bem? Você vem sempre aqui?

Eu sei – parece cantada barata, mas essa sou eu querendo conhecer você um pouco melhor.

É que eu fico aqui nesse blá blá blá, divagando sobre a minha vida, daí comecei a ficar curiosa sobre quem vem aqui me visitar. Alguns eu conheço dos comentários, do Twitter e de outros blogs, mas a grande maioria é tímida, e do montão de visitas que este humilde blog recebe diariamente, só uma pequena turma se manifesta.

Então, MINHAZAMIGA, na tentativa de fazer um The Cookie Shop melhor, eu seria eternamente grata se vocês pudessem me dar alguns minutos do seu tempo para responder a essa pesquisa – é curta, só tem 10 questões daquelas de clicar nos quadradinhos e uma de texto que você responde se quiser.

Porque vai ver eu tô aqui achando que tô abafando, e tem muita coisa ainda pra melhorar, né? Então, bora responder? é só clicar aqui.

UPDATE: Obrigadíssima a todos que responderam a pesquisa, gente! Muuuiito legal “essa coisa da gente estar se conhecendo” (parece coisa que artista fala pra revista de fofoca, né?) – aguardem novidades por aqui!

A receita de hoje também é uma daquelas coisas que a gente achava que estava bom, mas acabou ficando melhor – troquei a gelatina de morango do bicho-de-pé por geléia, e ficou delícia.

Bicho de Pé (rende 50 docinhos) – versão para impressão

  • 1 lata de leite condensado
  • 3 colheres de sopa de geléia de morango (não pode ser das que tem pedaços de fruta – se só tiver essa, bata no processador)
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • gotas de corante alimentício rosa ou vermelho (opcional)

Numa panela de fundo grosso, misture bem todos os ingredientes. Leve ao fogo médio e cozinhe, mexendo sempre com uma colher de pau, até a massa engrossar (deve ficar com consistência de um mingau) e desprender do fundo da panela. Transfira a mistura para um prato fundo ou tigela untada com manteiga e deixe esfriar completamente.

Enrole bolinhas e passe em açúcar ou confeitos coloridos e arrume em forminhas de papel.

O café da manhã ideal – waffles com calda de morango

No meu mundo ideal, não haveria guerras, todos teriam TV a cabo grátis e todas as refeições seriam café da manhã.

Eu amo café da manhã, apesar de quase nunca conseguir mais do que dez minutos para sentar e engolir alguma coisa antes de começar meu dia. Quando eu comprei (na verdade ganhei da minha sogra) meu aparelho de waffles, sinceramente achei que ele fosse entrar em atividade mais vezes por aqui – mas ele acaba saido do armário só em manhãs preguiçosas de domingo, quando todo mundo acordou junto e bem disposto, sem preguiça de ajudar a fazer bagunça.

Eu sei que nem todo mundo tem aparelho de waffle, então coloco aqui também a receita de uma calda de morangos de microondas bem facinha e gostosa, que acompanha super bem panquecas, crepes, sorvetes – até um bolinho simples de baunilha brilha mais com ela.

Waffes (essa receita veio junto com meu aparelho de waffles, mas é bem boa)

  • 1 3/4 xícara farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 3 ovos (claras e gemas separadas)
  • 1 1/2 xícara de leite
  • 1/2 xícara de óleo de canola
  • essência de baunilha

Misture os ingredientes secos (farinha, fermento, sal e açúcar) numa tigela grande.

Em uma tigela pequena, misture bem as gemas, o leite e o óleo.  Bata as claras em neve.

Junte a mistura de leite e gemas aos ingredientes secos e misture bem. Junte as claras em neve e incorpore delicadamente.

Pincele manteiga derretida no aparelho de waffle e proceda confrome instruções do fabricante. Sirva imediatamente ou congele por até 6 meses.

Calda de Morangos de Microondas

  • 400g de morangos, lavados e sem as folhinhas
  • 100g de açúcar (ou mais se gostar mais doce)

Num recipiente alto de vidro, misture os morangos e o açúcar. Leve ao microondas em potência máxima por 1 minutos, misturando bem na metade do tempo. Vá repetindo esse processo até o açúcar de dissolver e uma calda tiver se formado. Sirva morna ou em temperatura ambiente. Pode ser conservada em geladeira por uma semana.

Um aniversário cor-de-rosa/ parte 1 – O Bolo de Morango

bolo morango

Nem parece, mas já faz dois anos desde que eu voltei pra casa da maternidade, com aquela bebê tão pequenininha no colo e sem a menor idéia de por onde começar a ser uma mãe. Foi assim, num piscar de olhos, que ela virou uma menininha tagarela, que adora rosa e pensa que é bailarina, rodopiando e rodopiando até cair no chão, entre risos e gargalhadas.

No aniversário de 1 ano, a Heleninha ganhou um bolo cor-de-rosa de brinquedo, com moranguinhos enfeitando, velinhas de mentira e tudo. Ela passou o último ano inteirinho brincando de festa de aniversário, cantando parabéns e pique-pique para o tal bolo de plástico – tanto que essa virou sua brincadeira preferida.

Decidi então que, para comemorar o aniversário de 2 anos, eu faria uma réplica do bolinho faz-de-conta, só que de verdade, para ela cantar seu parabéns. Não podia ter decidido melhor: a carinha dela quando viu o bolo todo rosa, igualzinho ao de brinquedo, foi a coisa mais lindinha do mundo.

Bolo de Aniversário da Heleninha

Para a massa

  • 150g manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 2 xícaras de açúcar
  • 4 ovos separados
  • 1 xícara de maizena
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 c. sopa de fermento
  • 1 c. chá de essência de baunilha (opcional)
  • 1 xícara de leite

Preaqueça o forna a 180°C. Unte duas formas redondas de 20cm com manteiga e polvilhe com farinha. Reserve.

Peneire juntos a maizena, a farinha e o fermento. Na batedeira, bata as claras em neve. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar leve e fofo. Junte as gemas uma a uma e a baunilha, até ficar homogêneo.

Junte a mistura de farinha em três adições, intercalando com o leite (termine com a farinha). Bata somente até misturar bem. Junte as claras em neve delicadamente.

Divida a massa entre as assadeiras e asse por aprox. 35 minutos, ou até dourar e um palito sair seco quando espetado no centro dos bolos. Deixe esfriar completamente antes de desenformar.

Para a Cobertura Buttercream de morango (adaptada do livro Martha Stewart’s Baking Handbook)

  • 3 claras
  • 2/3  xícara de açúcar
  • 200g manteiga em temperatura ambiente, cortada em pedaços de uma colher de sopa
  • 1 xícara de geléia de morango batida no processador, em temperatura ambiente
  • corante rosa (opcional)

Numa tigela que possa ir ao banho-maria, misture as claras e o açúcar. Leve ao banho-maria, mexendo sempre, até o açúcar dissolver e a mistura ficar bem quente (se você tiver um termômetro, a temperatura é de 71°C). Bata as claras na batadeira até ficarem brancas e fofas, como marshmallow, e esfriarem completamente (leva mais de 10 minutos, então, paciência!). Não pode estar nem morninha, senão não dá certo.

Quando estiver tudo bem frio, com a batedeira ligada, comece a acrescentar os pedacinhos de manteiga, um a um, batendo bem para incorporar a cada adição. Se depois de juntar toda a mateiga a mistura separar ou parecer que “talhou”, continue batendo em velocidade alta, e a cobertura deverá emulsionar novamente. Bata até virar um creme espesso, uniforme e brilhante.

Junte a geléia de morango e o corante e misture bem com uma espátula.

Para o recheio

  • 2 caixinhas de morangos, lavados e sem folhinhas
  • 1/2 xícara mais 2 colheres de sopa de açúcar
  • 250ml de creme de leite fresco bem gelado

Reserve alguns morangos, os mais bonitos, para decoração. Corte o restante ao meio e misture com 1/2 xícara de açúcar. Deixe repousar por 30 minutos, até formar uma caldinha.

Bata o creme de leite com 2 colheres de sopa de açúcar até formar picos firmes, como creme chantilly.

Montagem

Nivele os bolos, cortando os topos. No prato de servir, coloque um deles e regue com a calda dos morangos. Distribua os morangos cortados e cubra com uma camada de chantilly. Coloque o outro bolo sobre o chantilly.

Cubra com a cobertura buttercream e decore com os moranguinhos inteiros. Essa cobertura é ótima para usar em saco de confeitar, mas fica linda também bem bagunçada, espalhada com uma espátula.

bolo morangoLOW

No próximo post… Um aniversário cor-de-rosa/ parte 2: missão Hello Kitty

%d blogueiros gostam disto: