Arquivo da tag: para o chá

Biscoito recheado com creme de baunilha (AKA Oreos Caseiros)

oreos

Postei essa receita no blog lá pros idos de 2009, nos tempos em que a internet era um lugar fofo e amigável, os blogayros de culinária eram uma grande família e o YouTube era só um lugar onde você podia encontrar vídeos engraçados de gatinhos.

O mundo mudou, a web também e junto com eles mudou um pouco também essa receita, então achei que estava da hora de repostar aqui com uma foto melhor e repaginada.

image

A cara da internet hoje para você colecionar.

Qualquer receita que produz a versão melhorada de um produto industrializado ganha a minha atenção e, se for fácil de fazer, ganha meu amor e fidelidade.

Esses biscoitos são assim: imagine oreos comuns ganhando um raio gourmetizador + o beijo de um unicórnio e você podendo ainda controlar a quandidade de recheio que quer dentro deles. É isso.

Biscoitos Recheados com Creme de Baunilha ou Oreos Caseiros

(rende cerca de 30 unidades)

Para a massa:

  • 160g de farinha de trigo
  • 65g de cacau em pó
  • 1 colher de chá de bicarbonato
  • 1/4 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 300g de açúcar refinado
  • 140g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 1 ovo extra

Para o recheio:

  • 100g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 120g de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de chá de extrato de baunilha

Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.

Numa tigela média, peneire a farinha, cacau, bicarbonato e sal. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar uma pasta. Junte o ovo e bata por mais um minuto até virar um creme fofo. Junte os secos peneirados e bata em velocidade baixa até misturar e não ter mais nenhum traço de farinha na massa.

Aqueça o forno a 180 graus.

Faça bolinhas do tamanho de um brigadeiro (mais ou menos uma colher de chá cheia de massa) e posicione nas assadeiras com um espaço de uns 3 dedos entre elas.

Coloque um pouco de açúcar num prato e vá achatando as bolinhas com o fundo de um copo, passando o fundo do copo no açucar a cada amassada. Os biscoitos devem ficar finos, mais ou menos 0,5cm de espessura.

Leve ao forno para assar na grade do meio por mais ou menos 10 a 12 minutos, até estarem firmes ao toque. Eles saem ligeiramente macios do forno e ficam bem crocantes e delicados conforme vão esfriando. Deixe esfriar nas formas para que não quebrem.

Prepare o recheio:

Na batedeira, bata a manteiga até ficar fofa e cremos. Vá acrescentando o açúcar de confeiteiro aos poucos e bata por mais ou menos 2 minutos até ficar um cdreme espesso. Junte a baunilha e bata para misturar.

Aplique o creme em metade dos biscoitos frios com a ajuda de um saco de confeitar ou com uma colherinha de chá. Cubra com a outra metade dos biscoitos.

Podem ser guardados em potes vedados por vários dias em temperatura ambiente mas duvido que durem até lá.

Muita cobertura de cream cheese com pouco de bolo de chocolate

bolo chocolate cream cheese

Pois cismei que ia fazer um bolo de chocolate com beterraba.

Fui lá no hortifruti. Comprei as beterrabas. Cozinhei as beterrabas. Descasquei as beterrabas. Cortei as beterrabas.

Fiz purê com as beterrabas. Coloquei o purê das beterrabas na massa do bolo.

A massa do bolo ficou roxa.

Coloquei o bolo no forno.

Minha casa ficou com cheiro de beterraba.

Minha mão ficou com cor de beterraba.

E o bolo?

Ficou com gosto de

.

.

.

.

.

.

beterraba.

Gente, juro pra vocês. Achei que ia ser uma daquelas receitas que a gente dá pros filhos e eles comem o bolo inteiro achando uma delícia e no fim a gente fala na cara deles – GOSTOU? ERA DE BETERRABA HUEHUEHUE! – mas nem sempre a vida dá um presente desses pra gente.

Infelizmente esse foi o fim do bolo de beterraba, que deus o tenha. Da receita só se salvou a deliciosa (do nivel comer de colher pura mesmo) cobertura de cream cheese, que pra não perder a viagem acabou coroando um bolinho simples e honesto, de chocolate mesmo, sem a intromissão de nenhum vegetal.

Bolo de chocolate simples e honesto com cobertura deliciosa de cream cheese

Rende um bolo grande

Para a massa

  • 2 xícaras de açúcar
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 3/4 xicara de cacau em, pó
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 1 colher de café de bicarbonato
  • pitada de sal
  • 1 xícara de café coado e frio
  • 1 xícara de iogurte natural
  • 1/2 xícara de óleo de canola ou girassol
  • 2 ovos
  • essexcia ou extrato de baunilha

Aqueça o forno a 190 graus. Unte e polvilhe cacau em pó numa forma de bolo com furo no meio das grandes (25cm de diâmetro).

Numa tigela grande misture todos os ingredientes secos. Junte o restante dos ingredientes e misture bem com um fouet ou bata na batedeira em velocidade média até misturar tudo. Coloque a massa na forma e asse por mais ou menos 50 minutos, ou até passar no teste do palito. Desenforme morno e deixe esfriar antes de aplicar a cobertura.

Cobertura:

  • 100g de cream cheese
  • 2 xícaras de açúcar de confeiteiro
  • extrato ou essencia de baunilha ou raspas de limão
  • um pouquinho de leite ou suco de limão,  se necessário, para deixar a cobertura mais fluida

Na batedeira misture o cream cheese em temperatura ambiente com o açúcar de confeiteiro. Junte a baunilha (ou raspas de limão) e bata até ficar uma cobertura molinha. Se estiver muito grossa, afine com um pouquinho de leite, uma colher de sopa por vez, ou ainda suco de limão se quiser a cobertura azedinha.

Aplique no bolo frio.

cream cheese icing

O prato lindo utilizado nas fotos foi gentilmente cedido pela designer Manu Pimentel. Para conhecer suas peças e encomendar, o contato pode ser feito pelo instagram @manupimentel_ ou pelo email atendimento@manupimentel.com.

Biscoito de leite ninho recheado com nutella (passatempo copycat)

passatempoMãe é tudo igual mesmo. Lembro bem quando era criança e pedia alguma coisa industrializada – minha mãe nunca comprava,  depois me aparecia com uma versão caseira mequetrefe e ainda dizia que tava igualzinho.

Não sei dizer se era por falta de grana ou por preocupação com a saúde da garotada, ou os dois.

Hoje em dia eu faço tanto isso que virou até piada, quem diria. Já teve bolinhos recheados “Ana Farias”, o hamburguer “Bigue Tréc”, os nuggets “Sra. Dias”. E eu, como toda a mãe, tenho a cara de pau de jurar que está idêntico ao original. A pequena não reclama não, até se diverte com as tentativas e os nomes “quase iguais”. Fiz essas bolachinhas hoje de manhã para o lanche da tarde e estou aqui pensando num nome pra elas, acho que serão batizadas de “Biscoitos Passavento”. Acho que ela vai gostar.

Biscoitos Passavento

rendimento: 20 biscoitos rechados

  • 320g farinha de trigo
  • 85g de leite em pó
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 85g de cream cheese em temperatura ambiente
  • 200g açúcar refinado
  • 1 colher de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 1 ovo grande
  • 1 pote grande de nutella (ou o recheio que preferir)
  • Canetinhas de corante comestível

Aqueça o forno a 180 graus. Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.

Misture numa tigela a farinha, leite em pó, fermento e sal. Reserve.

Bata na batedeira a manteiga e o cream cheese. Junte o açúcar e a baunilha e bata até ficar cremoso. Junte o ovo e bata para combinar. Junte a mistura de farinha e bata em velocidade baixa somente até a farinha sumir na massa.

Divida em duas porções forme dois discos. Embale em plástico e leve à geladeira por 30 minutos.

Abra a massa entre dois plásticos ou duas folhas de papel manteiga com um rolo até ficar com mais ou menos 0,5cm de espessura. Corte com um cortador quadrado e transfira para as assadeiras.

Asse por mais ou menos 15 minutos, ou até dourarem ligeiramente ao redor. Deixe esfriar nas assadeiras.

Desenhe figurinhas direto nos biscoitos frios com as canetinhas de corante. Separe metade dos biscoitos e coloque uma pequena porção de recheio com a ajuda de uma colherinha ou saco de confeitar. Cubra com os biscoitos restantes.

Podem ser guardados em pote com tampa por até 1 semana.

biscoito passatempo caseiro

Bolo Prestígio (com auto-cobertura)

bolo prestigio selo

Essa é uma daquelas receitas que o destino coloca no caminho da gente – são muitos sinais, muitas aparições nas timelines das redes sociais, muitas pessoas comentando em grupos de facebook. Como eu acredito nos sinais enviados pelo cosmos achei melhor fazer logo para me livrar do carma.

Não que fosse um grande esforço, já que, na minha opinião, coco + chocolate é uma combinação perfeita, tipo Brad e Angelina, John e Yoko, Jay-Z e Beyoncé, William e Fátima.

william-bonner-030909-2

A parte legal desse bolo é que a gente já assa tudo de uma vez, o creme de coco vai primeiro e a massa de chocolate por cima, e mesmo assim nada se mistura e fica lindinho na hora de cortar. Ele ser feito em banho maria ajuda muito a ficar um bolo úmido e que lembra de leve um brownie já que o sabor do chocolate também é super intenso. Quem quiser ver a receita original pode dar uma olhada no vídeo do Eduardo Beltrame, criador da receita. Apesar de ter essas duas preparações é um bolo muito simples que não requer uso de batedeira.

Bolo Prestígio no Banho-Maria

Rende 1 bolo de 25cm de diâmetro aproximadamente

Para o creme de coco

  • 1 lara de leite condensado
  • 1 ovo
  • 100ml de leite
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 100g de coco ralado (usei o mais fino mas a receita original pede em flocos)

Para a massa de chocolate

  • 300 ml de leite
  • 150g de manteiga
  • 190g de farinha de trigo
  • 190g de açúcar
  • 140g de chocolate em pó (50% cacau)
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 2 ovos

Unte com manteiga e polvilhe com açúcar uma forma de furo central entre 22 e 25cm de diâmetro com pelo menos 8cm de altura (fiz na de 22cm e ainda assim sobrou um pouco de massa). Prepare um banho-maria e preaqueça o forno a 200 graus.

Prepare o creme de coco: Numa tigela média, misture todos os ingredientes muito bem. Passe para a forma preparada e reserve na geladeira ou freezer.

Prepare a massa: Aqueça o leite e misture com a manteiga, que vai derreter. Numa tigela grande, misture os ingredientes secos. Junte o leite com a manteiga e os ovos, misturando muito bem até ficar homogêneo.

Coloque com cuidado a massa sobre o creme de coco para não misturar (eu usei uma concha e fui distribuindo aos poucos. Leve ao banho-maria por aproximadamente 40 a 50 minutos, ou até passar no teste do palito.

Deixe esfriar fora da geladeira e desenforme morno. Sirva em temperatura ambiente.

bolo prestigio beltrame

Bolo Zebra

zebra cake

Mais uma receita boa de fazer com criança, esse bolo salvou uma tarde chuvosa num fim de semana desses bem sem programação.

Ele tem bastante etapas mas não é trabalhoso, então dá pra distrair os pimpolhos por um tempinho razoável.

A surpresa final vem mesmo na hora de cortar, quando se revelam as camadas com as cores e sabores que não se misturam.

Usei uma receita de bolo que já tinha aqui mas que eu sabia que produzia uma massa bem líquida. Vocês podem usar qualquer receita de bolo que seja assim também – normalmente as que são à base de óleo dão mais certo que os bolos amanteigados, já que uma massa mais cremosa não se espalharia naturalmente formando as divisões das cores.

Se quiserem deixar o bolo mais festivo ele pode ser cortado e recheado, ou só coberto com um brigadeiro mole ou calda de chocolate.

Bolo Zebra

rendimento: 1 bolo redondo de 25cm de diâmetro

  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 colher de sopa de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 5 ovos
  • 2 xícaras de açúcar refinado
  • 1 e 1/2 xícara de leite
  • 1 colher de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 1 xícara de óleo de canola, girassol ou milho
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó, ou 1/4 xícara de chocolate em pó

Preaqueça o forno a 180 graus. Unte e polvilhe farinha de trigo numa forma redonda de 25cm de diâmetro. Numa tigela grande, peneire juntos a farinha de trigo, o sal e o fermento. Reserve.

Na tigela da batedeira misture os ovos, o açucar, o óleo, o leite e a baunilha. Bata para misturar e junte a mistura de farinha de trigo aos poucos, batendo somente até incorporar.

Passe metade da massa para outra tigela. Peneire o cacau ou chocolate em pó sobre a massa que ficou na tigela da batedeira e bata para misturar. Deste modo, ficaremos com uma massa de chocolate e uma de baunilha, e agora vem a diversão.

Para dar menos xabu eu usei duas conchas de sopa, uma para cada massa. Coloque uma primeira camada de massa na forma, começando pela branca – essa base tem que ficar com um dedinho de altura para não sumir depois. Deixe espalhar bem e bem no centro da massa branca coloque um pouco da massa de chocolate, nessa etapa podem ser umas duas conchas, depois pode passar para uma concha só e depois meia concha quando estiver no finalzinho. Prossiga com esse processo, a massa que vai por cima nunca pode “apagar” a massa que está embaixo, tipo esse video aqui:


A aparência deve ser de um “alvo” de dardos, com círculos de massa uns ao redor dos outros.

Leve para assar na grade do meio do forno por mais ou menos 35 minutos, ou até passar no teste do palito.

Deixe amornar, desenforme num prato e polvilhe açúcar de confeiteiro antes de servir.

 

IMG_4740

 

Bolo de limão mais fácil do mundo – sem batedeira

bolo limão quadrada

Esse bolo foi uma das primeiras receitas que postei aqui no blog. Resolvi repostar porque ele ficou tão perdido no passado que até eu tinha esquecido dele – o que é um pecado, porque é uma receita extremamente fácil e muito, muito saborosa. No post de seis anos atrás falei sobre a versatilidade dessa massa, e tem lá muitas variações possíveis pra quem quiser outros sabores.

*E ATENÇÃO* —-> Essa é pra você que só vem aqui pra olhar as fotos e mandar a receita pra sua mãe fazer: que tal dessa vez você colocar a mão na massa e fazer alguma coisa pra ela pra variar hein? *ESTAMOS DE OLHO 6_6 *

É um ótimo bolinho pra quem nunca fez nada na cozinha, já que não precisa nem de batedeira. Bom também pra fazer com as crianças.

E pras alunas do curso de biscoitos decorados do último sábado que provaram o bolo e pediram a receita, tá aí pra vocês queridas <3.

Bolo de Limão e Iogurte

adaptado do livro “Baking, from my home to yours” de Dorie Greenspan

  • 1 e 1/2 xícara  (195g) de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento químico
  • pitada de sal
  • 1 xícara (200g) de açúcar
  • raspas da casca de 1 limão (pode ser tahiti ou siciliano)
  • 1pote de iogurte natural – 170g (com o desnatado o bolo fica mais molhadinho)
  • 3 ovos grandes
  • 1/2 xícara de óleo de canola ou girassol, ou pode medir também no potinho do iogurte, um pote não muito cheio.

Para a calda

  • 1  xícara de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de suco de limão

Preaqueça o forno a 180 graus. Unte uma forma de bolo inglês (20 X 10cm).

Peneire a farinha, o fermento e o sal numa vasilha menor e reserve.

Numa vasilha média, coloque o açúcar e raspe o limão sobre ele. Com as pontas dos dedos, esfregue as raspas no açúcar até ficar úmido, meio esverdeado e perfumado.

IMG_4961

Junte o iogurte e os ovos inteiros  e misture bem até  ficar bem uniforme. Junte a mistura de farinha e mexa, sem bater, até estar misturado. Mas não mexa demais, senão o bolo fica duro (não tem problema se ficarem umas pelotinhas na massa). Junte então o óleo e incorpore delicadamente com uma espátula grante. Coloque a massa na forma preparada, alise e asse por 50 minutos aproximadamente. Quando pronto, o bolo fica dourado e um palito deve sair seco quando espetado no centro da massa. Deixe esfriar sobre uma grade até amornar e desenforme.

Para a calda de limão:

Misture o açúcar de confeiteiro com o suco de limão até ficar um mingauzinho. Aplique no bolo, deixando escorrer um pouco pelas laterais. A calda seca em uns 15 minutos e forma uma casquinha de açúcar.

bolo de limão

Cinnamon Rolls

 

Outro dia eu estava aqui pensando se as outras pessoas “normais” também fazem isso – eu e as minhas amigas conversamos sobre um monte de coisas, mas conversamos muito, mas muito mesmo, sobre comida.

Especialmente minha querida amiga Maria Pia, que alegra meus dias trocando fotos de quitutes e receitas futuras comigo, como quem troca figurinhas da Copa.

É um tal de “olha essa receita”, “já comeu isso?”, “conhece esse restaurante?” e uma tarde dessas ela me conta que está fazendo cinnamon rolls.

E o diálogo não é só “Oi miga, tô fazendo cinnamon roll.” Nesses tempos de mensagens instantâneas a coisa fica muito mais cruel, porque vem a foto da receita, imagens da massa crescendo, a descrição do cheirinho da canela pela casa e como agora a miga tá comendo eles quentinhos e eles são docinhos e macios e é impossível comer um só. E também como eles eram tão deliciosos que já acabaram e não deu pra guardar um pra mim.

Não deu. Tive que ir pra cozinha fazer  – e aproveitei pra dar o troco e torturar minha amiga com fotos e descrições. A vingança é um prato que se serve morninho com cheiro de canela (brinks ameega, tinhamo!).

cinnamon roll

Cinnamon Rolls (rendimento 12 a 15 unidades)

A receita foi ligeiramente adaptada da rainha americana das gordices, Paula Deen, e é super fácil de fazer, principalmente se você sovar a massa na batedeira planetária com o gancho. A parte chata são só os intervalos para a massa crescer. Se joguem.

Para a massa:

  • 1 pacotinho de femento biológico seco (10g)
  • 1/2 xícara de água em temperatura ambiente
  • 50g de açúcar
  • 1/2 xícara de leite em temperatura ambiente
  • 75g de manteiga sem sal, derretida e fria
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 ovo grande ou extra
  • 460g de farinha de trigo

Para o recheio:

  • 100g (1/2 xícara) de manteiga derretida
  • 150g de açúcar
  • 2 colheres de sopa de canela em pó

Para a cobertura:

  • 55g manteiga sem sal
  • 2 xícaras de açúcar de confeiteiro
  • 1/2 colher de chá de baunilha
  • 3-6 colheres de sopa de água quente

 

Comece pela massa: numa tigelinha pequena misture o fermento e a água para dar uma dissolvida. Num bowl grande ou na tigela da batedeira, misture o açúcar, leite, manteiga derretida, sal e ovo. Junte metade da farinha de trigo, misture bem, e junte a água com o fermento. Vá adicionando o restante da farinha aos poucos, até ficar uma massa pegajosa, mas que dá para manipular.

Sove por 10 minutos, à mão ou na batedeira com o gancho para massas pesadas. A massa deverá ficar lisa e não grudar mais nas mãos. Cubra o bowl com plástico filme e deixe crescer até dobrar de volume, mais ou menos 1 a duas horas.

Abaixe a massa com as mãos para tirar o ar. Numa superfície de trabalho polvilhada com farinha de trigo, abra a massa com um rolo, formando um retângulo de mais ou menos 20X40cm. Pincele a manteiga derretida sobre a massa e polvilhe o açúcar misturado com com a canela.

Enrole como um rocambole, bem justo, começando da parte mais comprida. Dê uns beliscões para colar a emenda.

Com uma faca afiada corte em 12 a 15 pedaços e coloque numa assadeira de 20 por 30cm, untada com manteiga e polvilhada com açúcar. Deixe um espaço entre os rolinhos.

Deixe os pãezinhos crescerem por mais 45 minutos e leve para assar em forno aquecido a 180 graus, na grade do meio, por mais ou menos 30 minutos ou até dourarem.

Tire do forno e deixe esfriar um pouco enquanto faz a cobertura: num bowl médio misture a manteiga derretida e o açúcar. Vá adicionando a água quente aos poucos até ficar em ponto de fondant. Cubra os pãezinhos ainda quentes, deixe amornar e sirva.

 

IMG_3876

1 2 7
%d blogueiros gostam disto: