Brincando com a Comida – cupcakeburguer ou hamburguer de cupcake

Às vezes aparecem uma clientes bacanas na vida da gente e te pedem justamente o que você sempre quis fazer mas faltava aquele empurrãozinho.

Nessa semana recebi a encomenda desses cupcakes em forma de hamburger, ou hamburgueres de cupcake. Não são novidade, é só dar um google que parecem inúmeras versões, mas fiquei bem contente de poder fazer a minha.

Como eles viajariam para fora da cidade, preferi fazer os “ingredientes” de pasta americana, para dar maior firmeza  no conjunto. A “carne” foi feita de brownies e o “pão” de bolo de baunilha, com gergelim é claro. Para o ketchup usei doce de leite com corante vermelho, e achei que ficou super parecido com o verdadeiro – tô me segurando pra não fazer uma pegadinha com o marido e deixar uma garrafinha na geladeira ;)

Dá pra fazer com qualquer receita de bolo, mas vou deixar aqui as que usei, tá?

Cupcake-burguer (rende 12 a 15 unidades)

Para o “pão” (cupcakes de baunilha):

  • 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento químico
  • pitada de sal
  • 1 xícara de açúcar
  • 1/2 xícara de iogurte natural (pode ser desnatado ou não)
  • 3 ovos grandes
  • gotas de baunilha
  • 1/2 xícara de óleo de canola ou girassol
  • sementes de gergelim

Preaqueça o forno a 180 graus. Coloque 12 forminhas de papel em uma forma para muffins ou de empadinha.

Peneire a farinha, o fermento e o sal numa vasilha menor e reserve.

Junte o açúcar, o iogurte, os ovos inteiros e a baunilha e misture bem até  ficar bem uniforme. Junte a mistura de farinha e mexa, sem bater, até estar misturado. Mas não mexa demais, senão o bolo fica duro (não tem problema se ficarem umas pelotinhas na massa). Junte então o óleo e incorpore delicadamente com uma espátula grande. Coloque a massa nas forminhas preparadas, enchendo somente até a metade. Polvilhe um pouquinho do gergelim e asse por 20 a 25 minutos aproximadamente, ou até passarem no teste do palito. Retire da forma e deixe esfriar sobre uma grade até amornar. Tire as forminhas de papel.

Para a “carne” (brownie) – daqui

  • 100g de manteiga sem sal
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1/4 xícara de cacau em pó
  • 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 220g de chocolate meio amargo picado
  • 1 1/4 xícara de açúcar
  • 3 ovos

Ligue o forno a 180°. Unte com manteiga e farinha de trigo uma assadeira de 20X30cm.

Peneire a farinha, cacau, sal e fermento. Reserve.

Numa tigela resistente ao calor, derreta em banho-maria (ou no microondas, em intervalos de 30 segundos) o chocolate e a manteiga. Misture o açúcar e os ovos, um a um, sem bater. Junte a mistura de farinha e misture delicadamente até ficar homogêneo. Passe para a assadeira preparada e asse por aproximadamente 25 minutos (espete um palito: está pronto quando sair com migalhas grudadas). Deixe esfriar.

Montagem:

  • pasta americana
  • açúcar impalpável
  • corantes em gel verde, amarelo gema e vermelho
  • doce de leite

Para o “queijo”: tinja uma porção da pasta americana com algumas gotinhas do corante amarelo gema. Sove bem e abra bem fino com um rolo sobre uma superfície polvilhada com açúcar impalpável. Corte quadrados com a ajuda de uma faquinha ou cortador de pizza.

Para a “alface”: tinja um porção da pasta americana com corante verde-folha. Abra bem fino com o rolo e corte rodelas, com a ajuda de um cortador de biscoitos redondo. Aperte as bordas com os dedos para dar formato irregular.

Para o “ketchup”: Misture o doce de leite com corante vermelho até obter a cor desejada. Coloque num saquinho plástico e corte a ponta para utilizar.

Para a “carne”: Com a ajuda de um cortador de biscoitos redondo, corte rodelas do brownie com cuidado.

Corte os bolinhos de baunilha ao meio e monte os burguers como desejar, passando um pouco de doce de leite entre as peças para colar.

Blogagem Coletiva – mini cheesecakes com calda de mirtilo

Assim começa uma blogagem coletiva: alguém fica com vontade de comer alguma coisa. Esse alguém está com tanta vontade de comer aquela coisa que comenta com um amigo blogueiro: “nossa, que vontade de comer __________ (preencha com qualquer comida)“. Daí, automaticamente o amigo que está no diálogo também fica com vontade de comer _________ e vai para o google procurar receitas. Nesse momento, mais um coleguinha blogueiro comilão que está passando por ali afirma que tem uma receita ótima para _________, e que também ficou com vontade de _________.

Nisso, mais dois ou três já estão também cas lombriga gritando só de ouvir falar em ____________, e depois de todos passarem o dia inteiro falando de como __________ é uma delícia, não resta mais nada a eles senão ir pra cozinha, fazer um delicioso ___________, fotografar  e blogar sobre ele. Ô povo esquisito.

No caso de hoje, o guloso que começou a cutucar as lombrigas com vara curta foi o Vitor (@pratofundo), e o ___________ foi cheesecake. E eu estava passando por ali, aí já viu.

* Outros cheesecakes:

Mini cheesecakes com calda de mirtilo – (adaptado do livro Martha Stewart’s Cupcakes) – rende 8 mini cheesecakes

Como só tinha 1 potinho de cream cheese, fui em busca de uma receita de rendimento pequeno – gostei muito do resultado, os mini cheesecakes ficaram bem cremosos, e num tamanho ideal para porções individuais.

Para a massinha de biscoito

  • 1/2 xícara do seu biscoito favorito moído (usei caseiros de chocolate, mas pode usar industrializado – recomendo os de aveia e mel, ficam ótimos também)
  • 1/2 colher de sopa de açúcar
  • 1 1/2 colher de manteiga derretida

Para o recheio

  • 200g de cream cheese em temperatura ambiente
  • 1/4 xícara de açúcar
  • 1 colher de café de essência de baunilha
  • 1 ovo ligeiramente batido
  • 1/4 xícara de creme de leite fresco

Para a caldinha

  • 1 caixinha de mirtilos
  • 100ml d água
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • gotinhas de limão

1. Faça a massa: preaqueça o forno a 180°C. Coloque forminhas de papel em uma assadeira para muffins, ou forminhas para empada.

Misture o biscoito moído com o açúcar e a manteiga derretida até virar uma farofa úmida. Coloque uma colher de sopa dessa mistura em cada forminha e pressione bem com uma colher. Asse por 10 minutos e deixe esfriar sobre uma grade.

2. Faça o recheio: abaixe o forno para 130°C. Na batedeira, bata o cream cheese até ficar cremoso. Junte o açúcar e a baunilha e bata bem para combinar e ficar homogêneo. Junte o ovo batido e bata mais um pouco, sempre raspando as laterais da tigela.

Junte o creme de leite e bata por mais um minuto.

Divida o recheio entre as forminhas preparadas com os biscoitos moídos pré-assados.  Pode encher quase até em cima, porque a massa não cresce. Asse por 20 a 25 minutos, até ficar firme nas laterais e ainda meio mole no centro.

Deixe gelar por 4 horas antes de dsenformar.

3. Para a caldinha, leve tudo ao fogo e deixe ferver, mexendo de vez em quando, até apurar um pouco. Prove e adicione açúcar se quiser. Deixe gelar.

Sirva com um pouquinho da calda.

The Cake is on the Table! – cupcakes floresta negra

Na última semana, fui visitar a mais nova doceria de São Paulo, no bairro de Santo Amaro. O nome é ótemo, já que se trata de uma lojinha de cupcakes e também móveis repaginados: The Cake is on the Table.

Paula e Marília: receitas de família e muita simpatia para agradar a clientela do bairro

O lugar é uma graça, e você já se sente em casa logo que chega, com a acolhida simpática das proprietárias: os cakes são feitos pela querida Paula Simões, boleira de mão cheia há mais de 5 anos, e as tables (e cadeiras, estantes, espelhos, etc) são reformadas pela designer Marília Simões. Para contribuir com o clima bem lá em casa, quem atende às mesas, tira cafezinho e dá uma ajuda geral são os pais da Marília.

Paula é formada em hotelaria, e depois de alguns cursos de confeitaria descobriu a vocação para os bolos decorados e se jogou de cabeça no açúcar: “Já consigo me sustentar da venda de bolos desde que me casei, há mais de 4 anos”, diz ela. Já Marília abandonou um emprego numa famosa loja de móveis para se dedicar às próprias criações. E os móveis e objetos de decoração são mesmo uma graça – com um toque artesanal e super criativo, a idéia por lá é também ser ecologicamente correto: “muita coisa é reaproveitada e reciclada”, conta Paula. E é verdade: enquanto estava lá tomando meu café com bolo, chegaram amigos trazendo uma mesa antiga para doação.

Do alto, à esquerda: plaquinha à moda antiga com os sabores dos cups; livros da vó da Paula; detalhe da decoração; bonequinhos de feltro, também à venda; cupcakes de cenoura; esboço do logotipo da loja

Os Cupcakes

Paula nos contou que quase todas as receitas vêm de cadernos e livros de receitas que pertenceram às tias ou sua avó, e foram adaptados para o formato miniatura dos cupcakes. E os nomes dos bolinhos também remetem às receitas do tempo da vovó: toalha felpuda, martha rocha e floresta negra são algumas delas. Os bolinhos são saboros, macios, com cobertura na medida certa, e o café espresso é super bem tirado. Um dos meus preferidos foi o Floresta Negra (eu amoooo cerejas) e, de tanto que eu gostei, a Paulets me deu a receita pra publicar aqui! Aproveitem!

Vai lá cazamigas:

The Cake is on The Table

Rua Amaro Guerra, 264 – Chácara Santo Antônio

tel: 11 2371-1640

www.thecakeisonthetable.com.br

Móveis de Marília Simões e a fachada da lojinha: tudo fofo.

Cupcake Floresta Negra – receitinha da Paula Simões da The Cake is on the Table (rende 12 bolinhos)

Massa:

  • 1+ 3/4 xícara de farinha
  • 3/4 xícara de açúcar
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1 colher de café de bicarbonato
  • 2 colheres de sopa de chocolate em pó
  • 1 xícara de leite
  • 1 ovo
  • 1/3 de xícara de óleo
  • 1 xícara de cereja em calda picadinha
  • 50ml de caldinha da cereja

Misturar os secos e os molhados separadamente e juntar tudo, misturando bem. Adicionar a cereja picada no final. Assar em forminhas em forno pré aquecido a 200 graus.

Cobertura

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 gemas

Levar ao fogo sempre mexendo até desgrudar da panela. Use frio.

Decorar cada bolinho com uma cereja no topo.

Dia das Crianças – Sorvete quente (ou cupcakes na casquinha de biju)

Quando eu era criança, eu e meus irmãos costumávamos passar os finais de semana no clube Espéria, aqui em São Paulo.

Eram dias felizes de dedos enrugados de tanto ficar na piscina, cachorro-quente bem sem vergonha com suco de uva do carrinho do Tio e, quando a gente estava pentelhando muito, a mamãe dava um dinheirinho pra comprar um doce na lanchonete.

Eu me achava  A ADULTA  de ir ali comprar alguma coisa sozinha, e sempre voltava com algum doce horrendo, tipo guarda-chuvinha de chocolate, anel que vinha com uma bala grudada pra ir chupando no dedo mesmo, teta de nega, ou o meu favorito: sorvete quente. Lembram do sorvete quente? Era uma maria-mole dentro de uma casquinha xoxa, imitando sorvete, coisa linda.

Fica aqui então minha singela homenagem ao dia das crianças: eu e minha filha fizemos, juntas, uma versão melhorada do sorvete quente da minha infância.

Cupcakes na Casquinha de Sorvete (adaptado daqui) – rende 10 casquinhas

  • 65g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 80g açúcar refinado
  • 1 ovo
  • 95g de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de cacau em pó
  • 1/4 xícara de leite
  • 50g de chocolate meio amargo derretido e frio
  • 40g de chocolate extras em pedacinhos
  • 10 casquinhas de sorvete

Cobertura de Marshmallow

  • 3 claras
  • 3/4 de xícara + 2 colheres de sopa de açúcar refinado
  • essência de baunilha

Faça os bolinhos: Preaqueça o forno a 180°.  Tampe uma forma alta (usei uma de pudim, de buraco no meio) com duas folhas de papel alumínio, prendendo bem nas laterais. Com uma faca de ponta, faça furos e encaixe as casquinhas de sorvete, de modo que elas fiquem seguras de pé. Coloque os pedacinhos extras de chocolate no fundo das casquinhas e reserve.

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar fofo e clarear. Junte o ovo e bata para incorporar e ficar cremoso.  Misture a farinha, o fermento e o cacau, intercalando com o leite. Quando estiver homogêneo, misture o chocolate derretido.

Coloque a massa nas casquinhas (não encha muito para não vazar – eu deixei um pouco menos de um dedo de casquinha sem encher) e asse por mais ou menos 20 minutos, até passar no teste do palito.

Deixe esfriar para cobrir.

A cobertura:

Numa tigela resistente ao calor, misture as claras e o açúcar. Leve ao banho-maria, mexendo sempre com um batedor de arame ou fouet, até a mistura estar quente e o açúcar tiver se dissolvido completamente – para checar, é só esfregar um pouquinho das claras entre os dedos. Se sentir ainda algum grãozinho, deixe aquecer mais. Esse processo não leva mais do que 5 minutos.

Bata a mistura ainda quente na batedeira em velocidade alta até ficar volumoso, branco e brilhante, com picos firmes (mais ou menos 7 minutos). Misture a baunilha e passe imediatamente para um saco de confeitar com o bico de sua preferência. Essa cobertura deve ser utilizada na mesma hora, senão endurece e fica feinha.

Decore seus sorvetes quentes como quiser: eu usei chocolate derretido, balas de goma e confeitos diversos.

Anatomia de um bolinho – um passo a passo de como fazer cupcakes

De todos os emails que eu recebo, a grande maioria vem com perguntas sobre esse bolinho que é a febre do momento: o cupcake. Ele é tão bonitinho e gostosinho, que até parece uma coisa difícil de fazer. Mas gente: NÃO É DIFÍCIL.

Primeiro de tudo: não existe uma receita específica de cupcake – ele nada mais é do que um bolo assado em forminhas de papel e coberto com o glacê ou cobertura da sua preferência. Existem receitas que se prestam mais a serem assadas em forminhas pequenas, ficam mais bonitas, mais redondinhas em cima, mais úmidas – mas de forma geral, a regra (pelo menos a minha) é usar uma receita de bolo gostosa e que você esteja acostumado a fazer.

Vamos agora dissecar um “espécime”? (*cara de cientista louca)

Este cupcake foi assassinado em nome da ciência.

Este bolinho eu fiz pra vocês: bolinho de baunilha, cobertura de buttercream de frutas vermelhas e recheio de geléia de frutas vermelhas. Mas poderia ser um bolinho de chocolate, com recheio e cobertura de brigadeiro. Ou até mesmo um bolinho de nozes, recheio de doce de leite e cobertura de marshmallow. Se você abrir seu caderno de receitas (ou o da sua mãe ou avó) aposto que vai encontrar todos os elementos que irão compor sua criação. Segue a minha receita:

Bolinho de baunilha (rende mais ou menos 15 cupcakes)

  • 1 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1/2 colher de sopa de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 100g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 3/4 de xícara mais 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 ovos
  • 3/4 xícara de leite

Material necessário:

  • forminhas de papel no. 0, ou especiais para cupcakes (eu uso da marca Mago)
  • Forma de metal especial para muffins, ou forminhas de metal para empada (tem que caber a forminha de papel dentro, sem ficar justo)
  • grade para esfriar os bolinhos (se não tiver, use o seu escorredor de pratos)

Preaqueça o seu forno a 180°. Coloque uma forminha de papel em cada cavidade da forma de muffins, ou nas forminhas de empada.

Numa tigela, peneire a farinha, fermento e sal. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar claro e fofo. Junte a baunilha e os ovos, um de cada vez, batendo bem após cada adição.

Em velocidade baixa, junte a farinha em três adições, intercalando com o leite (termine com a farinha) e misture até ficar homogêneo. Não bata demais.

Com a ajuda de uma colher de sopa, encha as forminhas até 2/3 cheias. Assim, ó:

Leve ao forno por aproximadamente 20 minutos, ou até um palito sair seco quando espetado nos bolinhos. Assim que sair do forno, se possível, transfira os bolinhos para uma grade e deixe esfriar completamente antes de decorar.

Atenção:

  • Não espere os bolinhos dourarem por cima para tirar do forno. Como eles são pequeninos, a tendência é ressecarem e ficarem duros se assarem demais. Tire assim que passarem no teste do palito, mesmo se estiverem branquelos.
  • A minha forma de muffins é preta, e por isso eu fico muito atenta ao tempo de forno: formas escuras e de silicone podem superaquecer e queimar seus bolinhos.
  • Não deixe os cupcakes esfriarem dentro da forma – o vapor condensa nos bolinhos e as forminhas de papel podem se soltar depois.
  • Os cupcakes sem cobertura podem ser congelados – embale em plástico e em recipiente com tampa e guarde no freezer por até 3 meses.

Recheio

Para rechear meus cupcakes eu uso qualquer recheio cremoso e delicioso que eu estiver com vontade naquele dia.

Para fazer o buraquinho, eu deixo os bolinhos na geladeira por uma hora para ficarem mais firmes e uso o método do cone:

1. Com uma faquinha afiada, eu corto um cone no centro do bolinho e retiro o miolo, reservando só uma tampinha.

2. O recheio vai nesse buraquinho, com a ajuda de uma colher de chá.

3. Depois é só tampar.

Cobertura

A cobertura, pra mim, é o que faz o cupcake ter graça. E além de linda, ela tem que ser gostosa! Eu uso muito essa receita de buttercream de merengue, que é bem mais leve que o buttercream tradicional, e dá para variar o sabor da geléia, ou usar somente baunilha se quiser ela branquinha.

Outras opções de cobertura: marshmallow, brigadeiro, ganache de chocolate meio amargo – é só dar um Google!

Ela pode ser aplicada com uma espátula, mas eu acho que fica lindo com o bico de confeiteiro – o que eu mais uso é o bico 1M da Wilton:

Buttercream de Frutas vermelhas (adaptada do livro Martha Stewart’s Baking Handbook)

  • 3 claras
  • 2/3  xícara de açúcar
  • 200g manteiga em temperatura ambiente, cortada em pedaços de uma colher de sopa
  • 1 xícara de geléia de frutas vermelhas batida no processador, em temperatura ambiente (peneire se não quiser sementinhas)
  • corante rosa (opcional)

Numa tigela que possa ir ao banho-maria, misture as claras e o açúcar. Leve ao banho-maria, mexendo sempre, até o açúcar dissolver e a mistura ficar bem quente (se você tiver um termômetro, a temperatura é de 71°C). Bata as claras na batadeira até ficarem brancas e fofas, como marshmallow, e esfriarem completamente (leva mais de 10 minutos, então, paciência!). Não pode estar nem morninha, senão não dá certo.

Quando estiver tudo bem frio, com a batedeira ligada, comece a acrescentar os pedacinhos de manteiga, um a um, batendo bem para incorporar a cada adição. Se depois de juntar toda a manteiga a mistura separar ou parecer que “talhou”, continue batendo em velocidade alta, e a cobertura deverá emulsionar novamente. Bata até virar um creme espesso, uniforme e brilhante.

Junte a geléia e o corante e misture bem com uma espátula. Use imediatamente.

Agora, é só decorar – granulado colorido, açúcar cristal, raspas de chocolate, choco ball, um morango, figuras de pasta americana, tudo isso fica lindo.

Onde encontrar material para fazer seu cupcake em São Paulo:

Da paçoca rolha como ingrediente gourmet – Bolinhos de paçoca, cardamomo e café (ou cupcakes, se preferir)

Olha, eu acho esse conceito de gourmet uma coisa muito engraçada. Essa palavra tem uma aura de glamour que sempre me remeteu a jantares cheios de talheres e cristais, com lagosta, caviar, vinhos caros e foie gras. Só que hoje em dia, a gourmezada está se apropriando da comida do povão e as comidinhas do dia a dia estão virando “coisa de fresco”, e é um tal de brigadeiro gourmet, sarapatel gourmet, arroz com feijão gourmet, chuchu gourmet e sabe-se lá o que mais.

Eu, que tenho essa alma de Palmirinha, fico tentando encontrar a linha que separa a nossa comidinha caseira e bem feita do que é ser gourmet, e confesso que estou com um pouco de dificuldade. Talvez seja usar os melhores ingredientes disponíveis, ou ser criativo e dar uma inovada em receitas da nossa vó. O que vocês acham? Fazemos ou não parte desse clube?

***

Inventei esses bolinhos numa tarde friorenta esses dias, e achei essa releitura da paçoca rolha super gourmet. Ou não – daí você pode até fazer pra sua festa junina, porque eles ficaram uma delícia…

Bolinhos de Paçoca (6 unidades)

Para a cobertura

  • 3 paçocas tipo “rolha”
  • 1/4 xícara de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo (aperte bem para medir)
  • 30g de manteiga gelada, cortada em pedacinhos

Para a massa

  • 50g de manteiga derretida e fria
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1/3 xícara de açúcar
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de cardamomo moído
  • 1 ovo
  • 1/4 de xícara de leite
  • 1/4 de xícara de café forte e frio
  • 2 paçocas “rolha”

Faça a cobertura:

Numa tigela pequena, esfarele as paçoquinhas e misture bem com o açúcar mascavo e a farinha de trigo. Junte os pedacinhos de manteiga gelada e já esfarelando com os dedos, até obter uma farofa úmida e grossa, sem pedaços grandes de manteiga. Guarde da geladeira enquanto prepara a massa.

Massa:

Preaqueça o forno a 180°C. Coloque forminhas de papel para cupcakes (ou tamanho 0) em uma forma para 6 muffins, ou em forminhas para empadas. Pode fazer também em uma forma de bolo inglês, untada e polvilhada com farinha de trigo.

Numa tigela grande, misture a farinha, o açúcar, o cardamomo e o fermento.

Em outro recipiente, misture o ovo, o leite, o café e a manteiga derretida. Despeje essa mistura sobre a mistura de farinha e mexa com uma espátula para incorporar os ingredientes, sem bater (não tem problema se ficar empelotado). Esfarele as duas pacoquinhas restantes sobre a massa – não precisa misturar.

Distribua a massa entre as forminhas (devem ficar cheias até uns 3/4 da capacidade). Coloque um pouco da cobertura sobre a massa, a seu gosto (eu gosto de bastante e dou uma apertadinha para caber mais).

Leve ao forno e asse por cerca de 25 minutos, ou até um palito sair seco quando espetado na massa. A cobertura deve estar sequinha. Retire na forma e deixe esfriar sobre uma grade.

Do que você mais gosta no Natal?

Você quer saber o que eu mais gosto e também anotar a receita desses bolinhos de amêndoas e cerejas? Corre lá no blog de(coeur)ação!

Um aniversário cor-de-rosa/ parte 2 – missão Hello Kitty

Aniversário Helena 2 anos - cupcakes hello

Aniversário Helena 2 anos - banner cupcakes hello

Pois é, em tempos de orçamento apertado, festinha na escola é uma ótima solução para comemorar aniversário de filho – os amiguinhos já estão todos juntos, a duração da festa é bem mais previsível e o principal: sem adultos para alimentar!

Já contei pra vocês que a aniversariante está numa fase SUPER rosa, e a paixão do momento tinha que ser a Hello Kitty, né? Ela ama, e eu confesso que não fico atrás….

Como as crianças ainda são pequenas, a escola pede bolos que não sejam muito melecados, então optei pelos cupcakes formigueiro, que já foram publicados aqui, com menos cobertura. O bolinho é bem úmido e saboroso por si só, e realmente não precisa de muito complemento.

As carinhas da gatinha eu faria com massa de pastilhagem, mas o tempo estava muito úmido naquela semana e os enfeites poderiam melar. A solução foi fazer uma base de biscoito (receita aqui) com o mesmo cortador que usei para cortar pasta americana branca, comprada pronta. Para colar a pasta, é só pincelar uma camada bem fininha de glucose (Karo) no biscoito. Se preferir, dá pra cobrir o biscoitinho com glacê real branco e deixar secar por 24 horas.

Desenhei os olhinhos, nariz e bigodes com canetinha de corante comestível (muito legal, comprei aqui) e cortei umas florezinhas com cortador próprio para usar no lugar da fitinha da HK. Deixe a pasta secar um pouco antes de desenhar.

A parte salgada foram salgados assados (esfirras, folhados de escarola e enroladinhos de queijo branco) e suco de maçã para os “drinks”.

Aniversário Helena 2 anos - lembrancinhas hello

Mas eu me diverti mesmo na parte das lembrancinhas. Encontrei na região da 25 de março umas caixinhas para comida chinesa, perfeitas para colocar os presentinhos. Fiz uma etiqueta no photoshop e imprimi em adesivo. Tem uma fonte lindinha com desenhos da HK aqui.

Dentro da caixinha foram:

  • uma coroinha de princesa
  • um potinho de bolha de sabão
  • adesivos
  • um saquinhos de suspiros (fiz o suspiro em casa e imprimi um rótulo da HK para grampear no saquinho de celofane)
  • um biscoito decorado da HK (o mesmo biscoito que enfeitou os cupcakes, só que maior)
  • um saquinho de confetis de chocolate de coração (usei saquinhos para sacolé/gelinho e enchi com funil)

Para os meninos era quase igual, só não ia a coroa e os adesivos eram de carrinho, daqueles fofinhos.

Vou passar pra vocês a receita do brigadeiro que usei para essa festinha – encontrei no blog da Márcia Rosa, o Casinha Doce, e gostei muito, porque dá para fazer docinhos maiores que não “esborracham”.

Brigadeiro

  • 1 lata de leite condensado
  • 100ml de creme de leite de caixinha
  • 3 colheres de sopa de chocolate em pó (50% de cacau)
  • 1 colher de sobremesa rasa de farinha de trigo
  • 1 colher de sobremesa de manteiga

Peneire juntos o chocolate em pó e a farinha. Misture bem.

Numa panela antiaderente, misture todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre. Quando ferver, abaixe o fogo, e continue mexendo até virar um creme bem grosso, que desgruda da panela (depois da fervura, leva mais ou menos uns 8 a dez minutos para dar o ponto). Coloque o brigadeiro num prato fundo para esfriar completamente antes de enrolar com as mãos untadas de manteiga e passar no chocolate granulado.

Os da festinha foram decorados com um confeito em forma de coração em cada doce.

BRIGADEIRO 009

E pra quem mais gostar da Hello Kitty e estiver em São Paulo, não deixe de visitar o Sanrio Café, no Shopping Bourbon. Os doces e chocolates do café são fornecidos pela Simone Izumi, do lindo blog Chocolatria e são deliciosos! O pão de mel de doce de leite é sensacional e tem o formato da carinha de HK, dá até dó de comer…

Cupcakes Tres Leches – A Taste of Yellow

tres leches-cupcakes_B

livestrong

Esses cupcakes amarelinhos foram feitos com carinho, para receber amigos muito queridos na minha casa, para um divertido jantar mexicano. E eles também vão me ajudar a falar de uma coisa muito importante.

Eu nunca imaginei que o câncer chegaria perto de alguém que eu amava, mas ele chegou. Devagarinho e sem fazer barulho.

Minha mãe era uma mulher ativa, bonita e divertida, e aos 62 anos, foi diagnosticada com câncer de pâncreas. Lutamos juntas por seis meses, sem nunca perder o otimismo e nem a esperança – infelizmente ela não resistiu. Nessa dolorosa jornada, me senti às vezes muito só, mas recebi também muito apoio dos meus familiares, amigos e até de desconhecidos.

Por isso esses cupcakes amarelinhos são a minha contribuição para esse evento tão bacana da Barbara, ela mesma uma paciente de câncer, do blog winosandfoodies.com, . O A Taste of Yellow é uma forma do pessoal dos blogs de comida apoiar o LiveStrong Day, um dia para todos mostrarmos nosso apoio aos que sobreviveram à doença e aos que ainda estão batalhando.

tres-leches-cupcakes

Cupcakes Tres Leches (adaptado daqui)
- rende 20 cupcakes

Esses cupcakes são inspirados na tradicional sobremesa latina Pastel de Tres Leches (os três leites são o leite condensado, o creme de leite e o leite evaporado que umedecem ao bolo).

Agora, sério: vocês têm que fazer porque são uma delícia.

A massa é um pão de ló amarelinho super leve, que fica bem molhadinho com a calda de tres leches. O sabor é bem suave, e a nuvem de creme chantilly complementa divinamente. Desmancha na boca.

Para o bolo e a calda

  • 6 ovos grandes, gemas e claras separadas
  • 1/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • pitada de sal
  • 1 xícara de açúcar
  • 1/2 xícara (100g) de manteiga derretida (espere esfriar antes de usar)
  • 1/2 xícara de farinha de trigo, peneirada
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de leite evaporado (como não tinha, coloquei 1/4 de xícara de leite integral)
  • 3/4 xícara de creme de leite fresco

Para a cobertura

  • 2 xícaras de creme de leite fresco bem gelado
  • 1/4 xícara de açúcar de confeiteiro
  • canela em pó

1. Preaqueça o forno a 160°-170°. Coloque forminhas de papel no° 0 em formas para muffin ou empada grande.

2. Bata na batedeira as claras, bicarbonato e sal até ficar em ponto de neve, com picos fofos. Batendo sempre, junte as gemas, uma por vez, seguidas do açúcar. Bata até ficar homogêneo. Desligue a batedeira e junte a manteiga, e misture delicadamente com uma espátula grande. Junte a farinha em quatro adições, incorporando gentilmente até ficar homogêneo. Cuide para não mexer demasiado, senão o ar da massa vai embora e pode ficar um bolo pesado.

3. Divida a massa igualmente entre as forminhas, enchendo até a metade. Asse até dourar, mais ou menos 25 minutos. Retire do forno e faça vários furos nos bolinhos com um palito. Reserve.

4. Numa tigelinha, misture o leite evaporado, leite condensado e creme de leite. Com os cupcakes ainda nas formas de muffin, pincele a mistura de leite na superfície dos bolinhos, repetindo até que todos o creme tenha sido usado. Cubra as formas com plástico ou papel alumínio, e deixe na geladeira por pelo menos 30 minutos ou até o dia seguinte. Deixe em temperatura ambiente para servir.

5. Na hora de servir, bata o creme de leite da cobertura em ponto de chantilly (deve montar em picos suaves) e misture o açúcar de confeiteiro. Distribua porções desse chantilly sobre os bolinhos e polvilhe canela em pó a gosto.

tres leches-cupcakes2

Faça você mesmo – Marzipã

marzipan-roses

Não sei vocês, mas eu sempre achei maravilhosos os bolos confeitados com pasta americana. Eles podem ser verdadeiras obras de arte, de várias cores, cheios de flores e figurinhas lindamente esculpidas pelos artistas do açúcar (claro que em mão erradas podem ir parar no Cake Wrecks). O único problema é que nem todo mundo gosta do sabor desse tipo de cobertura, e muitas vezes ela acaba sendo deixada de lado.

Uma excelente alternativa seria o marzipã, mas os que eu encontrei prontos para comprar por aqui são caríssimos e não tem a menor flexibilidade para modelar. Como o meu lema é “desistir, jamais”, saí atrás de receitas na internet e em livros de culinária.

A receita que mais se aproximou do que eu estava precisando veio do blog da Cláudia, o Sabor Saudade, e de um livro de receitas do Cordon Bleu. O meu marzipã é um cruzamento dessas duas fontes – já fiz algumas vezes com um ótimo resultado tanto de sabor como de maleabilidade. Deu para fazer as rosinhas que estão nesse cupcake dentro do vaso, cobrir os cupcakes da princesa e fazer outras flores com cortadores.

A parte que dá mais trabalho no processo é tirar a pele das amêndoas – tem um post ótimo com instruções aqui. Tem pra vender já peladas, mas se as amêndoas já estão pela hora da morte, sem a pele então, sem se fala. Fora que tem o prazer de saber que vc fez tudo da receita, menos plantar e colher as amêndoas, né? Uma coisa super raízes.

cupcakes-wedding

Marzipã (rende mais ou menos 600g)

  • 250g de amêndoas sem casca e sem pele
  • 2 claras de ovos
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1 xícara de açúcar de confeiteiro, e mais para amassar o marzipã
  • essência de amêndoas, licor de amêndoas ou água de flor de laranjeira a gosto

Numa panelinha própria para banho-maria, ou numa tigela resistente ao calor, misture as claras e o açúcar. Leve ao banho-maria e aqueça a mistura de claras, mexendo sempre, até atingir 71°C (a essa temperatura o ovo fica livre de bactérias como a Salmonella, por exemplo). Divida a mistura de claras em duas partes e reserve.

No processador de alimentos, processe as amêndoas até ficarem o mais trituradas possível. Esse passo é importante porque quanto mais finas as amêndoas, mais liso será seu marzipã. Quando estiver uma farinha fina, junte o açúcar de confeiteiro e processe até misturar bem. As amêndoas vão estar ainda em forma de farinha.

Com o processador ligado, junte a essência e metade da mistura de claras, as poucos. A farinha de amêndoas com açúcar vai se juntar, formando uma bola. Desligue o processador imediatamente, e passe essa massa para uma superfície polvilhada com açúcar de confeiteiro. Amasse um pouco o marzipã e confira: se estiver quebradiço ou  soltando óleo das amêndoas nas suas mãos, coloque mais mistura de claras até virar uma pasta  grossa, parecida com massa de pão. Se estiver muito mole, do tipo que não conserva a forma, vá amassando com mais açúcar de confeiteiro. Pra mim, sobra sempre um pouquinho das claras, e não precisa usar tudo se não for necessário. Deve ficar parecido com massinha de modelar, e não deve grudar nas mãos.

Quando chegar nesse ponto, quanto mais você amassar, mais fácil de modelar o marzipã fica. Embrulhe bem em plástico e guarde em geladeira por até um mês. Utilize em temperatura ambiente e massageie bem antes de utilizar. Para colorir, usei corante alimentício em gel.

marzipan-cupcake

UPDATE:

Quase já ia esquecendo…

Ganhei um selinho da querida Maura, do blog Trainee de Cozinheira! Tem que responder umas perguntas e repassar pra 5 blogs – eu decidi repassar para as primeiras blogueiras que comentaram aqui no The Cookie Shop, minhas primeiras amigas virtuais.

selinhofeufolandiafinal

Uma música mágica: Beatriz, Edu Lobo
Um filme mágico: Bonequinha de luxo (breakfast at Tiffany´s)
Uma viagem mágica: Paris
Maquiagem mágica: Corretivo, né?
Vou indicar:
Gina – Naco Zinha
Samma – Mesa para 4
Gasparzinha – No Soup For You
Léia – Cucchiaio Pieno
Um beijo para todas!
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 763 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: