Arquivo da tag: sobremesas

Gâteau aux amandes – bolo marzipan

Resolvi que precisava aprender uma coisa nova e entrei num desses aplicativos que ensinam línguas.

Escolhi francês porque sim, e porque quero um dia voltar à Paris para levar a Cookinha comer macarons da fonte.

O caso é que só o aplicativo não estava dando conta de me situar na língua, então achei uma boa idéia procurar umas receitas em francês. Para pra pensar se não é uma boa idéia: cozinhar tem um monte de verbos, um monte de substantivos e um monte de adjetivos.

Aí foi isso: a primeira receita que eu entendi inteira fui lá e fiz, ficou boa e adaptei ela aqui pra vocês – um bolinho que olhando assim você não dá nada mas MANO DO CÉU, que delícia! Fica molhadinho, com um gostinho de marzipan, bem fofinho.

Então é isso gente, façam também e bon appétit!

Continuar lendo

Um brownie para o primeiro dia de aula

brownies-da-martha

Hoje foi o primeiro dia de aula da Cookinha numa escola nova. Nem preciso dizer que quase passou a noite em claro de tanta ansiedade – e se não gostassem dela? E se não fizesse nenhum amigo?

Como ninguém nunca fez amigos oferecendo uma salada a gente achou melhor se garantir fazendo logo um brownie bem delícia.  Mandei uns pedaços extras na lancheira junto com bons conselhos de mãe, tipo “seja você mesma” e “gentileza gera gentileza”.

Ela achou graça mas chegou na escola segurando bem a alça da lancheirinha, confiando no poder do brownie.

E enquanto ela sumia dentro da escola eu fui embora, com lágrimas nos olhos, fingindo um engasgo escandaloso pra disfarçar.

Brownie da Amizade

Estes brownies são daquele tipo bem cremoso e de chocolate bem intenso, com aquela casquinha por cima que, na minha opinião, é obrigatória! Se não encontrar os mini marshmallows pode cortar os grandes, ou ainda substituir por mini M&Ms.

Continuar lendo

Uma trovinha e um quindão

quindao-2

Ó quindim

Porque és tão delicioso assim?

Quero um inteiro todinho pra mim

Mas o quê? Já acabou em um só minutim!

Não sei lidar com essa emoção.

A solução?

Um quindão.

quindao-fatia

O quindão é mesmo a solução pra várias coisas da vida, seja resolver uma sobra grande de gemas, seja uma preguiça de untar forminhas pra fazer vários quindins, seja uma lombriga inquieta querendo um açuquinha.

Seja quindim, seja quindão (que nada mais é do que um quindim grandão) pra mim esse é o doce brasileiro mais gostoso de todos desde Pedro Álvares Cabral. E como todo doce antigo, não é necessariamente difícil de fazer porém tem seus rituais.

Nem sempre eu acredito na eficiência desses processos (ALERTA POLÊMICA: eu não aceito que seja a pele das gemas que deixa cheiro de ovo nos doces até que me tragam provas concretas e façam um teste cego) mas esse é um dos poucos casos em que eu respeito todas as mandingas da receita.

Quindão  (do caderno de receitas da família)

  • 1 coco fresco ralado ou 1 pacote de 100g de coco em flocos hidratado em meia xicara de água quente
  • 450g de açúcar refinado
  • 24g (2 colheres de sopa) de manteiga
  • 16 gemas
  • extrato de baunilha

Derreta a manteiga em uma panelinha em fogo baixo. Deite o coco ralado, o açúcar e a manteiga derretida numa tigela e misture bem com as mão até ficar uma mistura bem úmida.

Peneire as gemas sobre a mistura do coco, adicione algumas gotinhas do extrato de baunilha e misture bem, sem bater, até ficar bem homogêneo. Cubra e deixe descansar por uma hora.

Unte uma forma de furo no meio de 20cm de diâmetro com manteiga e polvilhe açúcar. Deite a massa na forma, cubra com papel alumínio e deixe descansar por mais uma hora.

Aqueça o forno a 200 graus. Prepare um banho-maria no forno, colocando uma assadeira grande com água quente na grade do meio. Coloque a forma dentro da água do banho-maria e deixe assar, coberto, por 1h30. Verifique de vez em quando a água e se estiver muito baixa complete com mais.

Tire o papel alumínio e deixe mais 30 minutos para dourar o coco. Retire do forno, deixe amornar e desenforme sobre um prato de servir.

quindao

1 2 35
%d blogueiros gostam disto: