Arquivo da tag: bolos

Cobertura de Chocolate para Bolos + uma lista do que não pode faltar na sua cozinha

Das receitas que eu tenho postado lá no Instagram essa é um dos maiores hits – uma cobertura de chocolate tipo ganache, bem coringa, que não fica dura nem seca, dá ponto de bico e é brilhante e cremosa – um verdadeiro sonho para trabalhar e que deixa qualquer bolo lindo!

Aproveitando a deixa, vim contar pra vocês que publiquei um artigo muito legal no portal mybest com uma lista dos 10 utensílios/produtos que, na minha opinião, não podem faltar na cozinha de um confeiteiro ou confeiteira – muitos dos itens eu utilizei na receita dessa cobertura, então corre lá pra ver quais foram clicando nesse link.

Cobertura de Chocolate (tipo ganache)

  • 300g de chocolate meio amargo picado
  • 300g de chocolate ao leite picado
  • 300g de creme de leite de lata com soro, temperatura ambiente
  • 1 colher de chá de glucose (pode ser da branca ou amarela)

Aqueça os dois chocolates no microondas em intervalos de 30 segundos até estar quase que completamente derretido. Tire do micro e misture até derreter completamente e misture o creme de leite e glucose. Nesse momento a cobertura ainda estará muito fluida para utilizar.

Passe para uma assadeira rasa e deixe descansar por 20 minutos ou até começar a encorpar – esse é o melhor momento para utilizar a cobertura pois estará bem cremosa e brilhante.

Dica: só comece a fazer a cobertura quando o bolo já estiver montado e recheado!

Bolo de Fubá com Coco

Esse foi um bolinho inventado do zero que acabou dando certo mesmo com os ingredientes meio no chute, tudo na intuição, fui colocando lá e tchanam, funcionou.

Foi repetido muitas e muitas vezes por ser tão fácil e gostoso – é sempre um sucesso com as alunas dos cursos na hora do café, e foi um sucesso também no Instagram quando postei pela primeira vez.

Bolo de Fubá com Coco

  • 140g de farinha de trigo
  • 140g de fubá mimoso
  • 250g de açúcar refinado
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 200ml de leite ou leite de coco
  • 200ml de óleo de girassol, milho ou canola
  • 3 ovos grandes
  • 100g de coco ralado
  • açúcar e canela para polvilhar

Unte uma forma de buraco de 20cm com manteiga e farinha. Preaqueça o forno a 180 graus.

Numa tigela misture a farinha, fubá, açúcar, fermento e reserve.

Em outro recipiente misture o leite, óleo e ovos. Despeje os liquidos sobre os secos, junte o coco e misture bem com uma espátula ou fouet.

Passe para a forma preparada e polvilhe açúcar e canela a gosto sobre a massa crua. Leve ao forno por mais ou menos 40 minutos ou até passar no este do palito.

Desenforme morno, quase frio.

Bolo de Leite Quente

Esse é um bolo daqueles que a gente se engana quando vê: parece simples, a gente acha que vai ser um daqueles bolos de nada, meio sem graça. Aí a gente sente a textura macia, prova e se impressiona com o sabor e a umidade.

Pra fazer naqueles dias em que a gente está cansada de surpresas ruins, precisando de um abraço reconfortante e de uma surpresa boa pra variar.

Bolo de Leite Quente

adaptada do site King Arthur Flour

  • 240g de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 1 xícara de leite (240ml)
  • 50g de manteiga sem sal
  • 2 colheres de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 4 ovos
  • 350g de açúcar refinado
  • 60g de óleo vegetal (canola ou girassol)

Unte uma forma retangular de 20X30cm com manteiga e farinha de trigo. Preaqueça o forno a 170 graus.

Numa panelinha aqueça o leite e a manteiga até derreter. Desligue o fogo, adicione a baunilha e reserve.

Peneire num bowl a farinha, fermento e sal. Na batedeira, bata os ovos e o açúcar até triplicar de volume e ficar bem claro e fofo. Continue batendo e adicione o óleo em fio, como se fosse maionese. Baixe a velocidade e adicione a mistura de farinha aos poucos, misturando somente até ficar homogêneo. Com a batedeira no mínimo junte o leite quente devagar e bata somente até misturar tudo.

Passe para a forma preparada e asse até dourar e passar no teste do palito (mais ou menos 35 minutos).

Deixe esfriar bem antes de cortar em quadrados – a massa murcha um pouco enquanto esfria.

Receitas de Família – bolo preguiçoso de laranja

 

Aqui em casa tenho uma boa quantidade de livros de receita – não tantos quanto alguns amigos blogueiros (alô Pat, alô VH!), mas com certeza mais que pessoas normais que não trabalham com cozinha.

Às vezes eu olho pra estante e penso que talvez se fizesse uma receita por dia pro resto da minha vida talvez eu conseguisse experimentar tudo que tem ali. Pra compensar o dinheiro que gastei com eles, né? Quem sabe um dia não me inspiro e mando um Julie e Julia nos livro tudo.

O problema é a preguiça.

Quando a preguiça domina nada mais me resta senão voltar para as origens e abraçar forte o conforto das receitinhas do caderno da mamãe. Quase tudo ali é fácil e rápido, sob medida para a mãe de 3 que trabalhava fora, e uma ou outra receita mais elaborada/chic/anos 80 (e pavês, muitos pavês).

Esse bolo de laranja estava meio escondido num canto de página. Sob o nome Bolo de Laranja Jô só uma lista de ingredientes e um modo de fazer meio mal explicado (dizia apenas bater tudo no liquidificador e assar), mas eu me lembrava dele muito bem, assado em tabuleiro retangular e cortado em losangos. A Jô eu não me lembro quem era, mas agradeço pela receita.

Me lembro que a laranja era batida no liquidificador com casca e tudo, e o bolo às vezes ficava com um leve amargor. Como não curto muito o sabor amargo em doces dei uma adaptada na receita – ele ficou bem fofinho, com um sabor suave de laranja, aquele bolo que abraça a gente pelo estômago.

Bolo Preguiçoso de Laranja

  • 3 ovos extra
  • 1 xícara de óleo de milho ou girassol
  • raspas da casca de uma laranja
  • 2 laranjas sem casca e sem sementes, cortada em pedaços
  • 300g (1 e 1/2 xícara) de açúcar refinado
  • 325g (2 e 1/2 xícara) de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Calda:

  • 200g (1 xícara)  de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de suco de laranja
  • raspas de laranja (opcional)

Unte e polvilhe com farinha de trigo uma forma de buraco no meio (25cm de diâmetro) ou retangular de 20X30cm. Aqueça o forno a 180 graus.

Numa tigela grande misture a farinha de trigo e o fermento. Reserve.

Bata no liquidificador os ovos, óleo, raspas, laranjas e o açúcar até virar um creme liso. Passe essa mistura para a tigela com a farinha de trigo e misture muito bem com um fouet ou espátula, até ficar homogêneo. Passe para a forma preparada e asse por mais ou menos 40 minutos, ou até passar no teste do palito (na forma de furo no meio demora mais).

Desenforme morno.

Prepare a calda misturando todos os ingredientes numa tigela média e coloque sobre o bolo ainda morno. Se ficar muito grossa coloque mais suco, se ficar muito liquida coloque mais açúcar.

Sirva frio (minha vó falava que bolo quente dá dor de barriga).

bolo preguiçoso de laranja

É pique, é pique – RA TIM BUM! – promoção de aniversário

Não fui eu quem fez esse bolo da foto não – essa é um das fotos de bolos de aniversário dos livros de receitas da minha mãe, que eu costumava admirar longamente quando era criança.

Por que eu coloquei essa foto? Porque no mês de abril o meu, o seu o nosso blog The Cookie Shop completa um ano de vida! E para comemorar essa data, quem vai ganhar presente é VOCÊ!

A brincadeira é a seguinte: lembra daquele bolo de aniversário inesquecível da sua infância? Que a sua mãe, tia, avó, vizinha fazia com todo carinho, e os amiguinhos comiam felizes, harmonizando com um delicioso copo de Ki-Suco, Crush ou Grapette?

Tipo esse:

Ou esse:

Então: agora que você já cresceu e aprendeu a fazer maravilhas na cozinha, é só fazer a sua versão do seu bolo inesquecível da infância, tirar uma foto bem linda e mandar, junto com a receita, para o email nivercookieshop@hotmail.com, até o dia 20 de abril.

Todas as fotos serão publicadas (quem tiver blog e for postar, please, mande o link do seu post), e os nossos queridos leitores votarão na melhor receita. Ó o prêmio:

Tinha que ser um livro de receitas, né!

Gente, vale tudo, até bolo embrulhado no papel alumínio na caixa de isopor. Vamos tirar a poeira do caderno, ligar pra vó pra pegar receita, chamar os primos pra ajudar e colocar o LP do Menudo pra tocar e bora pra cozinha!

Mais idéias pra você se inspirar:

* válido somente para território brasileiro.

Fotos reproduzidas dos livros da série Bom Apetite, da Abril Cultural, e do El Libro de Doña Petrona, edição de 1956.

Bolo de Chocolate para… Idiotas?

chocolate cake

A história desse bolo é muito interessante. O chef de patisserie David Lebovitz (eu já falei dele aqui no blog) trabalha fazendo consultoria para restaurantes. Em um desses restaurantes (estreladíssimo, por sinal) o cenário era o seguinte: a parte de refeições salgadas era maravilhosa, incrível, genial, mas os caras simplesmente não ligavam a mínima para as sobremesas. Por mais que o consultor explicasse, ensinasse, apontasse os problemas, os responsáveis pela cozinha pareciam entender menos e menos (ele menciona até que o chocolate ficava bem do ladinho de baldes com alho amassado!). E David, que era apenas um consultor contratado, tinha que ser educado, né? Não podia chamar ninguém de burro, nem dar ordens muito diretas. Então ele criou esse bolo que, segundo ele, é tão fácil, mas tão fácil de fazer, que nem mesmo aqueles bobões conseguiriam estragar essa receita. Daí o nome Chocolate Idiot Cake, ou numa tradução livre, Bolo de Chocolate para Idiotas.

Acho que todo mundo às vezes tem que ouvir uma idiotice e fazer cara de paisagem, né? Veja, por exemplo, as pérolas de alguns chefes que eu tive numa grande emissora de televisão:

Cenário1 – reunião de pauta com o chefe sobre  reportagem no Pantanal, que estava em época de cheia.

Chefe: Paula, quero muita aventura, muita paisagem, muitos animais..

Eu: Ok, chefe.

Chefe: Se bem que na época de cheia os animais ficam submersos, né? Não dá pra gravar.

Eu: Ok, chefe (cara de paisagem)

Cenário 2 – Reunião de pauta sobre reportagem em Pernambuco.

Chefe: Mas tem que tomar muito cuidado, é uma região muito perigosa. É a região do polígamo da maconha (querendo dizer polígono da maconha).

Eu: ok, chefe (cara de paisagem).

Só comendo muito bolo de chocolate, mesmo. E esse, além de ser mega fácil, é delicioso. Tem uma textura de uma mousse densa, que derrete na boca, e ficou muito chique e gostoso acompanhado de creme chantilly.

Chocolate Idiot Cake (do site do chef David Lebovitz)

  • 290 gr de chocolate meio amargo ou amargo de excelente qualidade, picado grosseiramente
  • 200 gr manteiga, cortada em pedaços
  • 5 ovos grandes, em temperatura ambiente
  • 1 xícara (200 gr) de açúcar

Preaqueça o forno a 180 graus, com uma assadeira grande dentro.

Unte uma forma desmontável de 20cm com manteiga e polvilhe com cacau ou chocolate em pó. Se você suspeita que a sua forma possa deixar entrar água pelo encaixe, forre o lado de fora com papel alumínio para impermeabilizar.

Em banho-maria (eu usei o microondas), derreta o chocolate com a manteiga até ficar homogêneo. Reserve.

Em outra tigela grande, bata ligeiramente os ovos com o açúcar. Junte a mistura de chocolate e misture bem. Não precisa bater.

Despeje essa massa na forma desmontável, tampe com uma folha de alumínio e coloque na assadeira que está no forno. Coloque água quente na assadeira até chegar à metade da forma do bolo. Asse por 1h15min (o meu ficou 1h40min). Está pronto quando você encostar o dedo e a massa não grudar.

Deixe esfriar bem para desenformar. Sirva em temperatura ambiente com sorvete, chantilly ou creme inglês.

chocolate cake garfo

Post dedicado à Amanda.

Brincando com a Comida III – pão de mel

playmobil

Eu adoro pão de mel e venho buscando a receita perfeita há muito tempo. Sempre acho todas as receitas meio secas, ou meio sem gosto de mel. Mas é  como diria mestre Yoda:

A resposta sempre ao lado está…

E fuçando nas receitas antigas, encontrei um papelzinho amarelado. Ali estava uma receita de “Honigkuchen”, escrita em uma letra muito bem desenhada. Desconfio que quem deu a receita foi uma vizinha alemã que a gente tinha quando eu era criança, a Gisela. Testei, e aprovei: ficou bem macio e úmido, com bastante gosto de mel, do jeito que eu queria.

pão de mel

Pão de Mel (24 pedaços)

    • 2 xícaras de farinha de trigo
    • 1/2 colher de sopa de bicarbonato de sódio
    • 1/2 xícara de açúcar
    • 1/2 xícara de açúcar mascavo
    • 1/2 colher de chá de cravo em pó
    • 1 colher de chá de canela em pó
    • 1/2 colher de café de noz moscada
    • 1/4 xícara de chá de óleo
    • 1/2 xícara de chá de mel
    • 1/2 xícara de chá de leite

Preaqueça o forno a 180 graus.  Unte e polvilhe com farinha uma assadeira de 20 X 30cm.

Na tigela da batedeira, peneire a farinha, o bicarbonato, os açúcares, o cravo, a canela e a noz moscada. Misture bem.

Adicione o óleo, o mel e o leite. Misture com uma colher e depis bata em velocidade média na batedeira por uns 3 minutos, até ficar homogêneo.

Despeje a massa na assadeira e asse por aproximadamente 30 minutos, ou até um palito sair seco quando espetado no bolo.

Sugestões de Cobertura

Na receita original, a cobertura é uma casquinha simples de açúcar com leite – 1 e 1/2 xícara de açúcar – pingar leite até dar ponto de mingau grosso e empregar no bolo morno. Espere secar e corte em quadrados.

Bem fácil é picar 250 gramas de chocolate ao leite bem miudinho e distribuir sobre o bolo bem quente. O calor do bolo derrete o chocolate e você vai espalhando com uma faca. Depois que esfriar, é só cortar em quadrados.

Ou ainda, corte em quadrados e banhe em chocolate ao leite temperado ou fracionado.

pão de mel com fita

%d blogueiros gostam disto: