biscoitos

Biscoitinhos com recheio de morango e limão (pink-lemonade)

IMG_5639

Lá vou eu escrever de novo sobre etiqueta na internet, mas preciso desabafar.

Acho engraçado quando a gente posta uma foto no facebook ou instagram de alguma coisa que a gente fez e as pessoas comentam entre elas como se quem postou a foto não estivesse lendo. Tipo: “olha que legal prima, vamos fazer essa receita, a que horas você vai chegar na casa da vó no domingo?”, e a prima responde “acho que chego em cima da hora pra não ter que conversar muito com o chato do tio Fulano kkkkk”, e por aí vai.

Mas também tem coisas que não são tão engraçadas como por exemplo “aff, quanto açúcar, esse doce tem diabetes no recheio”, ou até quando a gente posta a foto de um bolo decorado e alguém marca outra boleira “Fulana, você consegue fazer igual bem baratinho?” ou até o famigerado “quanto?”.

Como quem está na chuva é pra se queimar molhar eu nem ligo – minha forma de administrar comentários em todas as redes sociais sempre foi apagar somente aqueles ofensivos e que trollam de propósito.

Mas essa semana que passou aconteceu o inverso comigo. Eu seguia a página de uma doceria em São Paulo no Instagram – os doces de dar água na boca, mas eles atendem somente eventos, então ficava só na vontade de experimentar. Até que postaram que iriam abrir uma loja de donuts – me empolguei e já marquei uma amiga minha que ama donuts. E o que aconteceu? Minha marcação foi apagada e fui banida da página. Minha amiga (que nem doceira é) fã de donuts também foi banida da página.

Mandei um email pra loja tentando esclarecer – não é só porque eu sou doceira que não sou consumidora de doces né? Muito pelo contrário aliás. Não tive nenhuma resposta, e continuo banida da página. Fiquei mega chateada porque sempre acreditei que me comporto muito bem na terra das internetes, mas me fez pensar também que administrar um espaço virtual (e um negócio na vida real)  não é pra qualquer um mesmo. E pode ter certeza que essa futura loja de donuts terá duas clientes a menos.

Agora que eu desabafei (obrigada gente), segue uma receita bem simples de biscoitinhos com recheio de morango – eu achei eles lindos demais, e já imaginei uma linda bandeja de pedestal numa festa de chá de bebê, na mesa de café de um casamento mais rústico ou até para receber visitas numa maternidade. O curioso é que a receita pede só 1 morango – isso mesmo, uma unidade de morango. E podem marcar seus amigos à vontade na foto tá? ;)

Biscoitinhos pink-lemonade

Adaptados da revista “Martha Stewart” de junho/2015

Rendimento: mais ou menos 25 unidades

Para a massa

  • 2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 2/3 xícara de açúcar de confeiteiro
  • 1 pitada de sal
  • 200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • raspas da casca de 1 limão siciliano
  • 2 colheres sopa de suco de limão

Para o recheio

  • 1 morango bem madurinho
  • 1 xícara de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de suco de limão

Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Numa tigela, misture juntos a farinha, a metade do açúcar de confeiteiro, o sal e reserve.

Na batedeira, bata a manteiga com o restante do açúcar, as raspas e o suco de limão até ficar claro e fofinho. Junte a mistura de farinha e bata em velocidade minima somente para misturar.

Faça bolinhas de 4cm de diâmetro e coloque nas assadeiras preparas, com uma distância de dois dedos entre elas. Congele por 10 minutos enquanto preaquece o forno a 170 graus.

Asse na grade do meio do forno por 10 minutos. Tire a assadeira do forno e faça um buraquinho no meio de cada bolinha com o cabo de uma colher de pau e continue a assar por mais 10 a 15 minutos – até ficarem douradinhas embaixo. Deixe esfriar e polvilhe açúcar de confeiteiro antes de rechear.

Faça o recheio: numa tigela pequena, amasse o morango com um garfo até triturar bem. Junte o açúcar e o suco de limão, aos poucos, até ficar um creminho grosso. Com uma colherinha de café coloque o recheio em cada buraquinho dos biscoitos e deixe endurecer (demora uns 10 minutinhos). Os biscoitinhos podem ser guardados em pote com tampa por até uma semana.

pink lemonade cookies

Hmmmm, rosquinhas … – donuts assados com açúcar e canela

 

Eu tenho um sonho na vida que é o seguinte: ganhar na Mega Sena e entrar numa daquelas lojas de material para confeitaria enormes dos Estados Unidos. Não adianta comprar pela internet, eu queria ir lá, na loja física, pegar um carrinho e brincar de programa Supermarket.

Infelizmente esse dia ainda não chegou, então a gente vai comprando uma coisinha aqui, outra ali, tipo colecionando figurinhas da copa. Só que são formas e utensílios. E não dá pra colar num álbum, você tem que ocupar todos os espaços disponíveis da sua casa pra essa coleção. E não vou entrar num debate inútil sobre a utilidade e frequencia de uso desses objetos. Me deixem.

Na minha última viagem acabou vindo parar na minha mala uma linda forma para donuts assados – eu bem que tentei não comprar, mas quando você começa a refletir se realmente precisa daquilo acaba chegando à conclusão de que não precisa de coisa nenhuma e pronto, acaba a graça da vida. E ir aos Estados Unidos é um eterno olhar para todas as coisas e pensar COMO EU PUDE VIVER SEM ISSO ATÉ HOJE. Faz parte da imersão na cultura local. Me deixem again.

O caso é que a forma tava aí, quase um ano depois do retorno, ainda virjona. Sempre reluto um pouco de colocar aqui no blog receitas que precisam de utensílios difíceis de encontrar, mas né, eu precisava justificar essa compra, e vocês que são meus amigos vão ter que compreender e não me xingar nos comentários.

Tenho duas soluções para vocês no caso de alguém querer muito fazer essa receita e não ter a forma especial: a primeira é usar mini forminhas de pudim com buraco no meio. Já fiz isso para uma festa com tema Simpsons uma vez, com uns pães de mel em forma de rosquinhas. A outra é mandar o formato às favas e assar em forminhas de mini cupcake, o que eu fiz aproveitando uma parte da massa desses aqui. Fica tipo um bolinho de chuva, o que também não é má idéia.

Donuts assados com açúcar e canela – 12 unidades (adaptado daqui)

  • 1/4 de xícara (57g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
  • 1/4 de xícara de óleo vegetal (canola ou girassol)
  • 1/2 xícara (100g) de açúcar refinado
  • 1/3 xícara (70g) de açúcar mascavo
  • 2 ovos grandes
  • 1 1/2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1/4 colher de chá de bicarbonato
  • 1/2 colher de chá de noz moscada ralada na hora
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 2 2/3 xicaras (320g) de farinha d etrigo
  • 1 xícara (250ml) de leite

Unte com manteiga derretida duas formas especiais para donuts ou uma forma para mini cupcakes de 24 cavidades. Preaqueça o forno a 210 graus.

Numa tigela, misture a farinha, fermento, bicarbonato, noz moscada e sal. Reserve.

Na batedeira: bata a manteiga, o óleo e os dois tipos de açúcar. Junte os ovos e bata até ficar homogêneo. Acrescente a mistura de farinha alternando com o leite e misture até ficar uma massa lisa.

Com a ajuda de uma colher ou de um saco de confeitar, encha as cavidades das formas até completar 3/4 da capacidade. Leve ao forno por aproximadamente 10 minutos (no meu forno deu 10 minutos certinho), até passar no teste do palito.

Espere uns 5 minutos para desenformar e passe ainda mornos por uma mistura de açúcar e canela. Termine de esfriar sobre uma grade.

São melhores se consumidos nas primeiras horas depois de feitos (ficam com um crocantinho que parece fritura), mas duram até 3 dias guardaos em recipiente com tampa, fora da geladeira.

baked doughnuts

Curso de Biscoitos Decorados – um minutinho pro comercial

chalkboard 2

Todas as aulas de biscoitos decorados são ministradas no Espaço Chocolatria, da diva Simone Izumi, em São Paulo.

Aulas de Biscoitos Decorados com Glacê Real – Turmas de Agosto/Setembro

Nunca fez cookies decorados? Ou já tem experiência e quer se aprimorar? Escolha seu curso!

Nossas aulas tem turmas pequenas e são 100% práticas – do começo ao fim.

Nosso método foi desenvolvido para simplificar todo o processo da confecção do biscoito, sem materiais caros e passos desnecessários. Veja abaixo qual curso se encaixa melhor nas suas necessidades e entre em contato para fazer sua inscrição (ou tirar dúvidas) no email pedidos@thecookieshop.com.br.

painel curso basico

Curso Fundamentos dos Biscoitos Decorados

Próximas datas: 29/08/2015 (sábado às 9h) lotado

                              26/09/2015 (sábado às 10h)

Local: Espaço Chocolatria (Av. Miruna, Moema – São Paulo)

Duração: 4 horas

7 vagas

Investimento: 400,00 (apostila e material inclusos)

Precisa ter experiência para fazer esse curso?

Não! O curso vale pra quem nunca fez e também para quem já decora biscoitos e quer aprimorar sua técnica. Além do conteúdo normal da aula tem muitas dicas valiosas – aqui a gente não esconde nada!

O que você vai aprender?

  • A massa mais apropriada para decoração: como preparar, abrir, cortar e assar;
  • Uso criativo de cortadores;
  • Biscoito no palito;
  • Glacê real: o preparo correto e diferentes consistências;
  • Técnicas de decoração: como fazer linhas perfeitas, preenchimento, poás lisos e em relevo, efeitos com a técnica “wet on wet”, bordas e noções de desenho.

Fazendo o curso eu vou conseguir fazer os biscoitos sozinha depois?

Sim! Temos muitas alunas já trabalhando e fazendo lindos biscoitos decorados por aí. Até porque damos todo o suporte pós aula, se tiver alguma dúvida é só mandar um email ou participar do nosso grupo de alunas exclusivo no facebook.

Inscreva-se no email pedidos@thecookieshop.com.br

IMG_0812

Curso Técnicas Avançadas em Glacê Real

Próxima data: 12/09/2015 (sábado às 10hs) – resta 1 vaga

Local: Espaço Chocolatria (Av. Miruna, Moema – São Paulo)

Duração: 4 horas

7 vagas

Investimento: 450,00 (apostila e material inclusos)

Precisa ter experiência para fazer esse curso?

Sim. Os pré-requisitos são já ter feito a aula de biscoitos decorados comigo OU já ter experiência com glacê real em biscoitos decorados.

O que você vai aprender?

Nesse curso o foco é somente na decoração, ou seja, não faremos a parte da confecção da massa. Trabalharemos as seguintes técnicas:

  • Consistências intermediárias de glacê;
  • Transferência de desenho de personagem;
  • Aplicação de papel comestível;
  • Camafeu e silhuetas;
  • Brush embroidery;
  • Aerografia;
  • Biscoito lousa

Inscreva-se no email pedidos@thecookieshop.com.br

 

Como transformar uma idéia em um biscoito decorado – fogãozinho de biscoito 3D

fogaozinho facebook

 

Sabe quando a gente encasqueta com uma coisa? Então.

Passeando pelo Etsy dei de cara com uma linda caixinha para cupcake em forma de fogãozinho, quase morri de fofura. (link aqui)

Seria possível fazer uma, só que de biscoito? Só o destino poderia revelar.

Tudo começou com um projeto, assim como quase tudo na vida:

foto 1

O desafio maior seria definir o tamanho das peças para dar certo o encaixe depois. As laterais, frente e costas foram fáceis de definir o tamanho. O tampo precisaria ser ligeiramente menor para poder encaixar bem no meio das quatro “paredes”, não poderia ficar muito grande.

Decidi deixar sem fundo embaixo pra facilitar. Desenhei e recortei os moldes em papel sulfite.

template

Abri a massa não muito grossa, mas não muito fina para não entortar e facilitar o encaixe. Acabei fazendo dois tamanhos de tampo para ver qual encaixaria melhor. Fiz também mais um biscoitinho um pouco maior que a abertura do forno para fazer a parte do bolinho e colar por trás.

Cortei as peças já na assadeira, assim não precisaria mexer nelas e correr o risco de entortar.

massa

Com as peças assadas, decorei tudo com glacê real em ponto fluido e montei depois de tudo bem seco com glacê em ponto firme.

foto 3

Quer aprender mais sobre biscoitos decorados com glacê real? Vem fazer um curso comigo!

Informações na The Cake is on the Table, tel (11) 2371-1640

Sanduíches de suspiro com chocolate meio amargo

sanduíches de merengue com chocolate meio amargo

Vocês pensam que é fácil a vida da doceira, mas é uma luta. Explico: a gente acaba fazendo sempre os mesmos doces para as encomendas das clientes, mas aí é aquela coisa – sobra um pouco de brigadeiro aqui, uma tampa de bolo ali, aquele cookie que ficou feio e não passou no controle de qualidade  fica rodando na tapaué olhando pra você.

Aí, de vez em quando, a gente olha aquilo tudo e a cabecinha começa a pensar – e se eu juntasse esse resto de doce de leite com aquele resto de bolo de nozes e fizesse um pavê? E se eu esmigalhasse esses cookies e fizesse um sorvetinho? Aí, em nome da gordice  ciência, a gente faz esse tipo de experiência bem calórica que atrapalha toda a alimentação equilibrada que eu sempre sonhei em ter.

Já contei aqui que a minha vizinha é uma sortuda, porque eu despacho sempre alguma coisa pra lá, mas esses sanduíches de merengue com chocolate… Desculpa aí, vizinha, mas fico te devendo.

Os componentes da receita: uma sobra de merengue que eu uso como cobertura de bolos e cupcakes, que assei em forno baixíssimo por umas 3 horas até secar e ficar crocante e uma ganache de chocolate meio amargo que serve para várias coisas – desde cobrir bolos até enrolar em trufinhas.

Sanduíches de Suspiro com Chocolate Meio Amargo

Suspiro (esta receita precisa de um termômetro para uso culinário)

  • 3 claras grandes
  • 1 xícara de açúcar refinado
  • 1/2 colher de chá de extrato ou essência de baunilha

Ganache

  • 400g de chocolate meio amargo em barra, picadinho
  • 200g de creme de leite UHT

Prepare o suspiro

Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga e prepare um saco de confeitar grande com um bico pitanga (eu usei o 1M da Wilton). Aqueça o forno  a 100 graus – se no seu não tiver essa temperatura coloque na mínima e deixe uma colher de pau na porta do forno. Numa tigela resistente ao calor, misture as claras e o açúcar. Coloque o termômetro na tigela e leve ao banho-maria, misturando com um fuet, até as claras atingirem 71 graus Celsius. Leve à batedeira e bata por mais ou menos 7 minutos, ou até ficar em ponto de merengue, formando picos firmes. Junte a baunilha e bata mais um pouquinho para misturar.

Passe a mistura para o saco de confeitar e forme rosinhas de merengue nas assadeiras preparadas. Achei esse video que mostra direitinho como eu fiz:

Leve ao forno por mais ou menos 2 horas, dependendo do tamanho dos seus merengues, ou até secarem bem.

Prepare a ganache:

Leve o chocolate ao microondas em intervalos de 30 segundos até ele estar parcialmente derretido, ou seja, quase todo liquido mas com alguns pedacinhos ainda inteiros no meio. Tire do microondas e misture com uma espátula até terminar de derreter tudo. Verifique se o chocolate está muito quente colocando um pouquinho no lábio – misture o creme de leite só quando estiver quase frio.

Deixe a ganache repousar até ficar em ponto pastoso para utilizar. Não coloque na geladeira, senão vai endurecer muito.

Montagem:

Coloque a ganache num saco de confeitar com bico liso pequeno ou pitanga francesa e aplique o recheio em metade dos suspiros, na parte lisa. Cubra com os suspiros restantes. Pode ser guardado em recipiente com tampa por até dois dias. Como essa ganache fica bem durinha é bem fácil de embalar para presente sem o risco de escorrer e melar tudo.

Como assar biscoitos perfeitos e uma receita de cookies de manteiga de amendoim

pb cookies

Não se se já comentei isso aqui, mas comecei minha “carreira” de doceira fazendo cookies e biscoitos. Na minha opinião são um excente ponto de partida para se começar na culinária doce, já que são bem fáceis de fazer e, com a receita certa e observando alguns cuidados, quase impossíveis de dar errado. Já fiz tantas, mas tantas receitas, que fico mega feliz quando sou considerada por alguém uma “especialista” no assunto (rs).

No comecinho do ano o pessoal da Revista Espresso entrou em contato pedindo 3 receitas de biscoitos americanos, e também algumas dicas de como obter os melhores resultados nesse tipo de biscoito. A revista já saiu e pode ser comprada nas melhores bancas e livrarias, olha só que linda:

892299_10151332560941074_79936887_o

Além dos cookies de manteiga de amendoim você encontra também receitas de snickerdoodles, coconut macaroons (minhas), Cookie Escuro de Chocolate da Alê Tedesco e Chocolate Chip Cookies da Tiffany Fontana.

Quando for fazer uma receita de cookie ou biscoito e ela não ficar tão boa, antes de reclamar com a blogueira, observe se seguiu os seguintes pontos:

  • SIGA A RECEITA AO PÉ DA LETRA, leia o texto inteiro antes de começar, principalmente se está fazendo pela primeira vez.
  • USE XÍCARAS E MEDIDORES PARA USO CULINÁRIO: medidas padronizadas produzem o resultado que você vê nas fotos das revistas, amiga!
  • NÃO TROQUE A MANTEIGA POR MARGARINA, nem a farinha por farinha integral, nem o açúcar refinado por açucar mascavo etc, a não ser que você curta viver perigosamente.
  • NUNCA USE ASSADEIRAS DE TEFLON, PRETAS OU DE SILICONE: o material absorve calor em excesso e superaquece, e seus biscoitos ficarão assados demais embaixo e crus em cima. Prefira as de alumínio forradas com papel manteiga.
  • OBSERVE A TEMPERATURA DO FORNO INDICADA NA RECEITA e também a posição das grades. Se não mencionarem esses detalhes no modo de fazer utilize o forno preaquecido a 180 graus celsius e a grade posicionada no meio do forno.
  • NÃO SE DISTRAIA! Cookies e biscoitos assam bem rápido e não dá tempo de estender aquela roupinha no varal, fique ligadinha.
  • ALGUNS BISCOITOS SAEM AINDA MACIOS DO FORNO e ficam crocantes conforme esfriam. Não deixe assar demais para não perder em sabor e textura.

E uma última dica: utilize receitas de procedência confiável, testadas e aprovadas, sejam de livros, revistas, blogs ou daquela sua tia que cozinha super bem. Cuidado principalmente com aquelas revistinhas baratas de receitas de banca de jornal – elas não são testadas, os pratos apresentados nas fotos não são os mesmos das receitas e você só vai jogar ingredientes fora. Puro prejú.

Cookies de Manteiga de Amendoim (rende 40 unidades)

Esses cookies são DELICIOSOS – delicados, desmancham na boca, lembram uma paçoquinha em forma de biscoito.

  • 3/4 xícara (170g) manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo (medir apertando na xícara)
  • 1/2 xícara de açúcar refinado
  • 1 ovo grande
  • 3/4 xícara de manteiga de amendoim (preferivelmente importada, usei da marca Peter Pan)
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio

Numa tigela, peneire a farinha de trigo e o bicarbonato e reserve.

Na batedeira, bata em velocidade alta a manteiga com os dois tipos de açúcar até ficar cremoso e claro, mais ou menos uns 3 minutos. Junte o ovo e bata por mais um minuto. Adicione a manteiga de amendoim e bata novamente, até ficar um creme homogêneo. Junte a mistura de farinha de trigo e bicarbonato aos poucos e bata em velocidade mínima somente até misturar completamente a farinha. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por 1 hora, ou até firmar.

Aqueça o forno a 180 graus e forre duas assadeiras de alumínio com papel manteiga.

Faça bolinhas de mais ou menos 3cm de diâmetro e distribua na assadeira, deixando uns 4 dedos de espaço entre elas.

Com um garfo passado em açúcar amasse as bolinhas, fazendo desenhos cruzados.

Leve ao forno por mais ou menos 12 a 15 minutos, ou até as bordas dos cookies dourarem ligeiramente. Deixe esfriar sobre uma grade.

peanut cookies

O Caso do Chaveiro Revoltado – Cookies de florzinha com creme de avelãs

To tentando há algumas semanas atualizar esse bloguinho, mas a vida, essa zombeteira, anda me pregando peças, e o meu cronograma milimetricamente calculado acaba indo pro espaço mais vezes do que eu gostaria. O caos, o caos.

Essa vida adulta #classemédiasofre é mesmo uma caixinha de surpresas: microondas quebra, faxineira falta, filha tem febre, pneu fura, tipo banco imobiliário, quando você acha que vai comprar a Avenida Atlantica  e vem a cartinha do revés e te manda voltar 3 casas pra trás.

Mas o cúmulo da azarice me ocorreu há alguns dias. Explico: me mudei pra um apartamento véio, porém de cozinha grande, cuja maçaneta da porta de entrada não gira pelo lado de fora. Ou seja, bateu a porta sem a chave, já era. E lógico que chegou o dia em que me tranquei pra fora de casa, num ensolarado domingo à tarde, apenas munida de meu celular.

Liguei para o primeiro site de chaveiro 24horas que encontrei, e o moço diz que me custaria R$150,00 para vir abrir minha porta. Nesse momento rapidamente me despedi com um “ok, muito obrigada então, tchau” e apressadamente desliguei o telefone para procurar outro chaveiro. Segundos depois, o mesmo rapaz retorna a ligação, muito, mas muito, mas muito bravo mesmo: “a senhora é muto mal-educada, não deixa nem a gente terminar de falar, eu ia dizer que para fechadura SIMPRES é 100 reais.”
No que eu respondo então que 100,00 não estava bom pra mim mesmo assim, muito obrigada novamente, fica pra uma próxima, etc, muito boa tarde e tchau.

Recebo então o seguinte SMS: GROSSA MAL EDUCADA IDIOTA.

Sim, era o chaveiro revoltado. De todo os chaveiros de São Paulo, fui parar justo no que tem problemas de gerenciamento de raiva. Então, além de estar trancada pra fora de casa ao invés de estar dormindo no meu sofá, sou xingada de IDIOTA. Aqueles momentos da vida em que você procura a câmera escondida, porque só pode ser pegadinha do Mallandro.

Enfim, toda essa prosaica história foi contada para que eu pudesse oferecer essas lindas flores (de biscoito) para o Nei, o simpático chaveiro que veio me salvar e cobrou a módica e justa quantia de cinquenta Dilmas – e se você um dia ficar trancado pra fora de casa em Higienópolis, Perdizes, Barra Funda e região, recomendo viu? Segue o link do Nei.

Cookies de florzinha com creme de avelãs

A receita é bem simplezinha, e as fotos estão meia boca, mas ficaram gostosos e fofos esses biscoitinhos – dá pra usar qualquer massinha de torta que você já esteja acostumado a fazer e o recheio também vai da escolha do freguês. Sugestões: geléia de frutas, brigadeiro, doce de leite, creme de confeiteiro, ganache, caramelo… o que a sua gula mandar.

Para a massa:

  •  1 receita de massa de biscoitos amanteigados (a sugestão é essa ou essa)

Para o recheio

  • 1 pote grande de creme de avelãs (usei Nutella)

Material:

  •  Forma para mini cupcakes
  • Cortador de flor de aproximadamente 8cm

Prepare a massa.

Aqueça o forno a 180 graus.

Numa superfície polvilhada com farinha de trigo, abra a massa com um pouco menos de 0,5cm de espessura.

Corte as flores e coloque cada uma numa cavidade da forma para minicupcakes, com cuidado, pressionando o meio para encaixar bem, deixando sempre uma vazia entre uma e outra. Abaixe as pétalas delicadamente, assim ó:

Fure o fundo de cada uma com um garfo, para não inchar.

Leve ao forno por mais ou menos 15 minutos, ou até dourarem levemente. Deixe amornar e tire as florzinhas com cuidado da forma. Deixe esfriar completamente para rechear.

Para colocar o recheio usei um bico de confeitar pitanga médio. O rendimento é de mais ou menos 20 florzinhas.

1 2 7
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.313 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: